1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Nem no basquete
Publicidade

Nem no basquete

O Estado do Rio de Janeiro, com a sua capital conhecida mundialmente como Cidade Maravilhosa, em menos de trinta anos tornou-se um infelicitado Estado Brasileiro. 

Nesse período de três décadas, cinco ex-governadores presos , com um deles Sérgio Cabral condenado até o momento à 284 anos de prisão. 

O atual, Wilson Witzel, um ex-juiz federal em menos de um ano e meio de mandato, revela-se em pé de igualdade, já que,no momento em que o país vive o seu maior flagelo sanitário de sua história, Wilson Witzel, está sendo acusado de ter desviado recursos destinados à Pandemia do Coronavírus que seriam destinados à construção de oito hospitais de campanha. Só um desses hospitais está funcionando plenamente. 

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, composta de 70 parlamentares, votou no dia de ontem de forma unanime( 69 votos) o início do processo de impeachment do Governador Wilson Witzel. 

Não se tem conhecimento na história do parlamento brasileiro, uma votação em desfavor de um chefe de um poder executivo de forma unânime , como a verificada ontem na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Nem no basquete, esporte de grandes pontuações , não lembramos de escores tão alargados. 

É isso.

O Estado do Rio de Janeiro, com a sua capital conhecida mundialmente como Cidade Maravilhosa, em menos de trinta anos tornou-se um infelicitado Estado Brasileiro. 

Nesse período de três décadas, cinco ex-governadores presos , com um deles Sérgio Cabral condenado até o momento à 284 anos de prisão. 

O atual, Wilson Witzel, um ex-juiz federal em menos de um ano e meio de mandato, revela-se em pé de igualdade, já que,no momento em que o país vive o seu maior flagelo sanitário de sua história, Wilson Witzel, está sendo acusado de ter desviado recursos destinados à Pandemia do Coronavírus que seriam destinados à construção de oito hospitais de campanha. Só um desses hospitais está funcionando plenamente. 

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, composta de 70 parlamentares, votou no dia de ontem de forma unanime( 69 votos) o início do processo de impeachment do Governador Wilson Witzel. 

Não se tem conhecimento na história do parlamento brasileiro, uma votação em desfavor de um chefe de um poder executivo de forma unânime , como a verificada ontem na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Nem no basquete, esporte de grandes pontuações , não lembramos de escores tão alargados. 

É isso.

País conflagrado? ‘Querem acabar com a minha imprensa’