1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Consumir álcool, pode, sentado
Publicidade

Consumir álcool, pode, sentado

Em que pese essa epidemia que se abateu sobre a sociedade brasileira , levando à óbito 155 425 brasileiros , alguns fatos praticados por autoridades governamentais , nos levam a um estado de hilaridade.

Não estamos a fazer referência à essa pouca vergonha, verdadeira pantomima , encenada pelo governador do Estado de São Paulo João Doria e o presidente  Bolsonaro, batendo boca diariamente sobre um futuro imunizante a ser aplicado de forma voluntária ou não no combate ao Covid-19, uma pouca vergonha sem precedentes. 

A coisa torna-se mais hilária, quando ocorre nas nossas cercanias, quando tomamos conhecimento de um decreto emanado do Palácio de Karnak, devidamente assinado por quem de direito, proibindo expressamente o consumo de bebidas alcoólicas da vigésima quarta hora de amanhã até o mesmo horário do domingo próximo. Detalhe,  já que , são nos detalhes que o imponderável ocorre. Os consumidores de bebidas alcoólicas, poderão fazê-lo à vontade quando, devidamente sentados dentro de bares e restaurantes. Em pé, nos arredores dos mesmos ou em locais públicos , não pode.

Leiam o inusitado Decreto:

Em que pese essa epidemia que se abateu sobre a sociedade brasileira , levando à óbito 155 425 brasileiros , alguns fatos praticados por autoridades governamentais , nos levam a um estado de hilaridade.

Não estamos a fazer referência à essa pouca vergonha, verdadeira pantomima , encenada pelo governador do Estado de São Paulo João Doria e o presidente  Bolsonaro, batendo boca diariamente sobre um futuro imunizante a ser aplicado de forma voluntária ou não no combate ao Covid-19, uma pouca vergonha sem precedentes. 

A coisa torna-se mais hilária, quando ocorre nas nossas cercanias, quando tomamos conhecimento de um decreto emanado do Palácio de Karnak, devidamente assinado por quem de direito, proibindo expressamente o consumo de bebidas alcoólicas da vigésima quarta hora de amanhã até o mesmo horário do domingo próximo. Detalhe,  já que , são nos detalhes que o imponderável ocorre. Os consumidores de bebidas alcoólicas, poderão fazê-lo à vontade quando, devidamente sentados dentro de bares e restaurantes. Em pé, nos arredores dos mesmos ou em locais públicos , não pode.

Leiam o inusitado Decreto:

Impressionante Quem planta, colhe