1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Até quando?
Publicidade

Até quando?

Atitudes criminosas praticadas pelos malfeitores do Estado do Piauí, vêm com frequência hackeando o Portal AZ, retirando-o do ar,  ao sentirem-se "incomodados" com matérias de um jornalismo investigativo, que insiste, como dizia Torquato Neto, "desafinar  o coro dos contentes", contentamento este, propriciado por todos aqueles que vivem a plantar bananeira dentro dos cofres públicos. 

Pelo que se depreende das últimas investidas criminosas contra o Portal AZ, esses usurpadores dos impostos que pagamos, dispendem financeiramente o que for necessário, para destruir o único órgão da mídia piauiense, que ainda  tem o destemor de por o dedo na ferida, isto é, expor as vísceras apodrecidas dos poderes constituídos,  que insistem em práticas nada republicanas.

Nem a decisão por unanimidade do colegiado do  STJ-Superior Tribunal de Justiça inocentando o jornalista Arimateia Azevedo de uma patranha engendrada pelos malfeitores de sempre, que conseguiram calá-lo por mais de cento e vinte dias, mantendo-o em prisão domiciliar , foi suficiente para arrefecer a "sanha persecutória" dos malfeitores do Estado do Piauí .

O que causa mais perplexidade nessa pouca vergonha   que constatamos em relação a perseguição impingida ao jornalista Arimateia Azevedo,  é vermos agentes do aparelho estatal piauiense, deixando-se subjugar-se aos ditames de pessoas poderosas situadas nos altos escalões da administração estadual que, em conluio com malfeitores tidos como empresários, tentam de todas as formas destruir o único meio de comunicação que ousa denunciar as falcatruas que campeiam no Estado do Piauí. 

Até quando, é a pergunta que insiste em não calar. 

É isso.

*Este artigo é de responsabilidade de Murilo Noleto, não reflete, necessariamente, a opinião do Portal AZ.

Atitudes criminosas praticadas pelos malfeitores do Estado do Piauí, vêm com frequência hackeando o Portal AZ, retirando-o do ar,  ao sentirem-se "incomodados" com matérias de um jornalismo investigativo, que insiste, como dizia Torquato Neto, "desafinar  o coro dos contentes", contentamento este, propriciado por todos aqueles que vivem a plantar bananeira dentro dos cofres públicos. 

Pelo que se depreende das últimas investidas criminosas contra o Portal AZ, esses usurpadores dos impostos que pagamos, dispendem financeiramente o que for necessário, para destruir o único órgão da mídia piauiense, que ainda  tem o destemor de por o dedo na ferida, isto é, expor as vísceras apodrecidas dos poderes constituídos,  que insistem em práticas nada republicanas.

Nem a decisão por unanimidade do colegiado do  STJ-Superior Tribunal de Justiça inocentando o jornalista Arimateia Azevedo de uma patranha engendrada pelos malfeitores de sempre, que conseguiram calá-lo por mais de cento e vinte dias, mantendo-o em prisão domiciliar , foi suficiente para arrefecer a "sanha persecutória" dos malfeitores do Estado do Piauí .

O que causa mais perplexidade nessa pouca vergonha   que constatamos em relação a perseguição impingida ao jornalista Arimateia Azevedo,  é vermos agentes do aparelho estatal piauiense, deixando-se subjugar-se aos ditames de pessoas poderosas situadas nos altos escalões da administração estadual que, em conluio com malfeitores tidos como empresários, tentam de todas as formas destruir o único meio de comunicação que ousa denunciar as falcatruas que campeiam no Estado do Piauí. 

Até quando, é a pergunta que insiste em não calar. 

É isso.

*Este artigo é de responsabilidade de Murilo Noleto, não reflete, necessariamente, a opinião do Portal AZ.

Pro Piauí A verdade sobre o transporte coletivo