1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Para o país mudar, isso não pode continuar, parte II
Publicidade

Para o país mudar, isso não pode continuar, parte II

O que poderia justificar o desperdício de milhares de reais dos impostos que pagamos, para o presidente da Câmara dos Deputados,  deputado federal pelo DEM-RJ, se aboletar em um jatinho e vir à Teresina, cumprir um ridículo ritual , qual seja, cabalar votos para sua reeleição à presidência da Câmara dos Deputados, se o presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que ele, Rodrigo Maia é o seu preferido, numa disputa de votos marcados?

Dos dez votos da bancada federal piauiense, Rodrigo Maia, só não terá os votos dos Deputados petistas, mas se o escrutínio não fosse aberto,  e sim em  votação secreta, até mesmo os votos desses 'ilustres deputados' estariam comprometidos  com  Rodrigo Maia, para não perderem as respectivas zonas de conforto de que dispõem no exercício do mandato de deputado federal.

Portanto, julgamos desnecessária e irresponsável essa gastança dos impostos que pagamos com essa Mise-en-scène, de quinta categoria,  protagonizada pelo Presidente da Câmara dos deputados Rodrigo Maia em Teresina, bem como àqueles áulicos que se dispuseram à ciceroneá-los.

Para o Brasil mudar, isso tem que acabar.

O que poderia justificar o desperdício de milhares de reais dos impostos que pagamos, para o presidente da Câmara dos Deputados,  deputado federal pelo DEM-RJ, se aboletar em um jatinho e vir à Teresina, cumprir um ridículo ritual , qual seja, cabalar votos para sua reeleição à presidência da Câmara dos Deputados, se o presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que ele, Rodrigo Maia é o seu preferido, numa disputa de votos marcados?

Dos dez votos da bancada federal piauiense, Rodrigo Maia, só não terá os votos dos Deputados petistas, mas se o escrutínio não fosse aberto,  e sim em  votação secreta, até mesmo os votos desses 'ilustres deputados' estariam comprometidos  com  Rodrigo Maia, para não perderem as respectivas zonas de conforto de que dispõem no exercício do mandato de deputado federal.

Portanto, julgamos desnecessária e irresponsável essa gastança dos impostos que pagamos com essa Mise-en-scène, de quinta categoria,  protagonizada pelo Presidente da Câmara dos deputados Rodrigo Maia em Teresina, bem como àqueles áulicos que se dispuseram à ciceroneá-los.

Para o Brasil mudar, isso tem que acabar.

Os proscritos Para o Brasil mudar, isso não pode continuar