1. Colunas
  2. Cine Vício
  3. Dr. Estranho 2 é competente
Publicidade

Dr. Estranho 2 é competente

Confesso que acho um saco esse multiverso mas parece que é mesmo o futuro da Marvel, no mais, odeio um cara ficar todo tempo na tela, dizendo o que está acontecendo, como já falei, cinema não é pra explicar.... mas mesmo com tudo isso - Dr Estranho no Multiverso da Loucura (em cartaz nos cinemas de Teresina) é bem sacado.

O filme é sobre uma invasora de multiverso chamada America Chavez que cai nas graças do mago mestre (feito com maestria por Benedict Cumberbatch dos espetaculares Sherlock, Jornada nas Estrelas, Jogo da Imitação) e ele tenta de tudo para salvá-la de demônios intradimensionais, além da ameaça da Feiticeira Escarlate ( a bela atriz Elizabeth Olsen muito bem no papel numa boa desenvoltura) que está pirada por causa dos filhos.

Depois de uma meia hora de lentidão, o filme detona em sequencias arrepiantes conduzidas pelo outro mago Sam Raimi dos clássicos Homem Aranha 1 e 2. O 3 é fraco, kk, por isso não merece tanta atenção, mas foi o primeiro diretor nessa nova onda de heróis a dirigir com classe.

Não vi o terror tão alardeado por todos, mas é uma fita supimpa. E a cena do massacre de heróis não me sai da cabeça, ousadia muito, parece até os filmes da DC que não conseguem ter grande bilheteria porque são um pouco pesados para o espectador doido por cor...

Confesso que acho um saco esse multiverso mas parece que é mesmo o futuro da Marvel, no mais, odeio um cara ficar todo tempo na tela, dizendo o que está acontecendo, como já falei, cinema não é pra explicar.... mas mesmo com tudo isso - Dr Estranho no Multiverso da Loucura (em cartaz nos cinemas de Teresina) é bem sacado.

O filme é sobre uma invasora de multiverso chamada America Chavez que cai nas graças do mago mestre (feito com maestria por Benedict Cumberbatch dos espetaculares Sherlock, Jornada nas Estrelas, Jogo da Imitação) e ele tenta de tudo para salvá-la de demônios intradimensionais, além da ameaça da Feiticeira Escarlate ( a bela atriz Elizabeth Olsen muito bem no papel numa boa desenvoltura) que está pirada por causa dos filhos.

Depois de uma meia hora de lentidão, o filme detona em sequencias arrepiantes conduzidas pelo outro mago Sam Raimi dos clássicos Homem Aranha 1 e 2. O 3 é fraco, kk, por isso não merece tanta atenção, mas foi o primeiro diretor nessa nova onda de heróis a dirigir com classe.

Não vi o terror tão alardeado por todos, mas é uma fita supimpa. E a cena do massacre de heróis não me sai da cabeça, ousadia muito, parece até os filmes da DC que não conseguem ter grande bilheteria porque são um pouco pesados para o espectador doido por cor...

O Espetacular Guerra das Flechas Homem do Norte impressiona pelo realismo