1. Colunas
  2. Airton Franco
  3. O Homem perdeu o endereço de Deus!
Publicidade

O Homem perdeu o endereço de Deus!

O Homem perdeu o endereço de Deus!

...

Divaldo Franco, reportando-se a um filósofo inglês do Século XVIII, resume seu pensamento, assim:

“O Homem perdeu o endereço de Deus!”.

Não é demais acrescer, nos dias atuais, em pleno Século XXI, que a criatura humana perdeu, também, o endereço de si mesma.

Tal a inversão dos valores éticos e morais!

Então,

Na perspectiva da intransigência irracional, tem-se a impressão da hegemonia pragmática que se vê nesta frase:

“O amor se degrada em lisonja, a lisonja em manipulação e a manipulação em ódio.”.

Pois bem!

Noutra perspectiva, resta-nos reconhecer que, nós, os seres humanos, somos, fisicamente, Inteligências de átomos de cujas energias estão entrelaçadas com a Inteligência Universal Suprema e causa primária de todas as coisas: Deus.

Somos, por conseguinte, co-criadores da verdade Espiritual que nos rodeia.

Somos as projeções de nossos pensamentos!

Em sendo assim,

As Leis Divinas continuam a nosso dispor!

Basta-nos, apenas, a humildade de cumpri-las, pois, só assim, nossos Netos terão vida em abundância sob o paradigma da Espiritualidade: salvação áurea da civilização humana.

Airton Franco, “Ao tocarmos uma Alma humana, sejamos apenas outra Alma humana.”.

O Homem perdeu o endereço de Deus!

...

Divaldo Franco, reportando-se a um filósofo inglês do Século XVIII, resume seu pensamento, assim:

“O Homem perdeu o endereço de Deus!”.

Não é demais acrescer, nos dias atuais, em pleno Século XXI, que a criatura humana perdeu, também, o endereço de si mesma.

Tal a inversão dos valores éticos e morais!

Então,

Na perspectiva da intransigência irracional, tem-se a impressão da hegemonia pragmática que se vê nesta frase:

“O amor se degrada em lisonja, a lisonja em manipulação e a manipulação em ódio.”.

Pois bem!

Noutra perspectiva, resta-nos reconhecer que, nós, os seres humanos, somos, fisicamente, Inteligências de átomos de cujas energias estão entrelaçadas com a Inteligência Universal Suprema e causa primária de todas as coisas: Deus.

Somos, por conseguinte, co-criadores da verdade Espiritual que nos rodeia.

Somos as projeções de nossos pensamentos!

Em sendo assim,

As Leis Divinas continuam a nosso dispor!

Basta-nos, apenas, a humildade de cumpri-las, pois, só assim, nossos Netos terão vida em abundância sob o paradigma da Espiritualidade: salvação áurea da civilização humana.

Airton Franco, “Ao tocarmos uma Alma humana, sejamos apenas outra Alma humana.”.

Belezas interiores! O Tempo!