1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Vai, Firmino, vai!
Publicidade

Vai, Firmino, vai!

Em todas as rodas da cidade, o tema de ontem e de hoje e seguramente dos dias que virão, continua sendo a morte do ex-prefeito Firmino Filho. As circunstâncias do evento fatídico, bem como a jovialidade do ex-prefeito, e as perspectivas de futuro promissor na política, tudo isto soma a favor de uma consternação coletiva, o que significa dizer, também, que uma tragédia atingiu um ente querido de todas as famílias teresinenses. Logicamente, para construir esta imagem de bom moço e bom gestor, Firmino trabalhou incessantemente, ao longo desses 25 anos em que esteve na vida pública, aqui somados os mandatos de prefeito, vereador e deputado, e o exercício do cargo de secretário de finanças (gestão de Wall Ferraz) que o projetou para o primeiro mandato de prefeito da capital. Durante o velório, ontem, dona Lucy, a viúva, assumia o espólio político de Firmino, responsabilizando-se pelo comando do grupo a que sempre pertenceu o ex-prefeito. Dizia Lucy que não existe um bairro onde não tenha os dedos e ação de Firmino em cada canto, o que não parece ser um exagero. Afinal, em quatro mandatos como prefeito e mais seis anos como secretário de saúde (gestão Silvio Mendes), somam mais de 20 anos de atuação direta de Firmino nos mais diversos segmentos da população. Em um estado em que os acordos políticos são quase uma afronta a toda a população, feitos às escancaras, de forma doentia e interesseira, Firmino, no mínimo, era discreto nos acertos e acordos políticos. E, mesmo assim, jamais deixou de lado o comando político de seu grupo, e o conduziu com mão de força aos mandatos sucessivos. Divergências e acomodações à parte, soube se posicionar de modo a permitir que houvesse harmonia entre seus companheiros e aliados, a ponto de permanecer no PSDB e colocar a sua companheira Lucy e o ex-prefeito Silvio Mendes no partido de Ciro Nogueira. Agora, em que se vira  uma página da história política de Teresina, o vazio da liderança de Firmino será naturalmente ocupado por Lucy Soares, que já detém um mandato de deputada estadual. Os dias dirão onde estava a razão, sob a ótica da população, mas, por enquanto, em nome da “Teresina Criança” e na fé de um mundo sob os auspícios do Criador, o que se pode dizer, relembrando o refrão da primeira campanha dele é: “vai, Firmino, vai”. O legado, rico e longevo, fica.


Lucy Soares, a viúva, assume o espólio político de Firmino Filho (Foto: Fernanda Gil Lustosa / Portal AZ)

Advogada sugere investigação

Prima de Firmino Filho, a advogada e jornalista Carol da Silveira Jericó, fez um apelo à Policia, em live no Facebook, para que torne pública a perícia sobre a morte do ex-prefeito e, que, ao mesmo tempo, veja todas as câmeras de segurança internas e as da parte externa do edifício Manhattan. 

Não acredita

Carol Jericó chegou a informar que não acredita em suicídio, pois, segundo ela, Firmino não tinha traços de que sofria de depressão.
Ela sugere  que a polícia veja quantas pessoas circularam pelo Manhattan no dia da morte do primo.

Tentativa de extorsão 

A advogada vai sugerir que a polícia também investigue as mensagens – e telefonemas recebidos – do celular do ex-prefeito, pois ela desconfia que indivíduos tentavam extorquir Firmino Filho, ameaçando-o.

Polícia agindo

O delegado Francisco Costa, o Barêtta, titular da DHPP, informa que foram feitos todos os exames periciais, “bem como colhidas outras informações necessárias ao esclarecimento do fato”.

Firmino vive

Ontem, muito emocionado, Kleber Montezuma relatou à reportagem do Portal AZ que o ex-prefeito Firmino Filho estará sempre “vivo” em sua memória.
Lançado pelo ex-prefeito como seu sucessor nas eleições de 2020, mas sem êxito, o professor descreveu:
“Firmino deu a vida por essa cidade e pelo povo. Essa é a lembrança que eu sempre vou ter dele".

Gesto nobre

Após o sepultamento do corpo de Firmino Filho, Lucy Soares, mesmo abalada e sofrendo com toda situação, cumprimentou uma família que também estava velando um ente querido no cemitério Recanto da Saudade.
Um gesto nobre em meio a tanta dor.

Tristeza

Lucy afirmou para a imprensa que Firmino Filho estava triste com o cenário da pandemia em Teresina, principalmente por falta de leitos de UTI que acabou provocando a morte de pacientes na capital. Algo que, segundo a deputada, não ocorreu na gestão do ex-prefeito em 2020.

O que diz Lucy?

“Ele se sentia impotente de ver as pessoas morrendo por falta de leitos. Isso entristecia muito ele. Sempre que eu chegava em casa, ele estava muito triste e pensativo”, foi assim que descreveu Lucy sobre Firmino Filho.

Encontro raro

Declarados oficialmente como inimigos na política, ontem, um momento raro foi presenciado no velório de Firmino Filho. O encontro de Wellington Dias e o senador Ciro Nogueira.
Eles deram uma trégua nos ataques e diante do momento de comoção, se cumprimentaram.

O que é aquilo?

No serviço público, puxado pelo Federal, estados e municípios sempre copiam os formulários, de como redigir ofícios, notas, enfim, seguir os protocolos.
Na equipe atual da prefeitura de Teresina não deve ter chegado ainda o manual que ensina a fazer “nota de pesar”.
Essa, sobre a morte de Firmino é um escárnio.

Aeroporto vendido

O velho, envergonhado e acanhado aeroporto de Teresina foi leiloado ontem.
E pasmem! A Companhia de Participações em Concessões do grupo CCR, o arrematou por R$ 754 milhões.

Faturamento

O Governo Federal, através da Infraero, deve arrecadar R$ 3,3 bilhões com o leilão de 22 aeroportos.
No Nordeste, além do aeroporto Petrônio Portella, de Teresina, foram leiloados aeródromos na Bahia, Maranhão e Tocantins.

Alô! Alô!

Denúncia séria: de que todo o alto comando do 2º Batalhão de Polícia de Parnaíba estaria sendo vacinado contra a covid-19 enquanto mais de 70  policiais que trabalham nas ruas estão sendo alijados.
São pessoas com comorbidades, de variados tipos de doenças.

As confusões na OAB

Advogada Andrea Araújo, uma das anunciadas postulantes à presidência da OAB-PI, escreve à coluna contestando informação passada por Celso Barros, o atual presidente, sobre a forma de escolha para a vaga de desembargador do TJ no Quinto Constitucional.
Pelo visto, em se tratando de informação sobre as coisas por lá, os desmentidos ocorrem uns atrás dos outros.

Vejamos

Araújo, que foi a fonte da notícia dada na coluna de quarta-feira, de que a OAB iria escolher apenas um advogado, reafirma que no dia três, sábado, no documento, enviado pela secretaria geral  a informação disposta no artigo 14, § 2º, é de que a advocacia, por meio de consulta direta, votaria em apenas um candidato inscrito na disputa.

A nova proposta

“Na segunda-feira, cinco de abril, alguns membros da advocacia piauiense demonstraram o seu descontentamento com a minuta da resolução. E assim como eu, usaram suas redes sociais e procuraram os veículos de imprensas para denunciar a mudança repentina. Na terça, 06 de abril, às 12h26, há poucas horas da reunião do Conselho, a Secretaria Geral do Conselho Pleno da OAB-PI encaminhou nova proposta, aventando que a advocacia poderia votar em seis candidatos.”
O que será que virá amanhã?

Lucy, candidata

O Piauí, decididamente, é diferente dos demais Estados.
Já se disse que, nem bem o prefeito eleito toma posse, já se discute quem deve ser o próximo candidato a governador do pleito seguinte, portanto, dois anos depois.
Ontem, de manhã, embora numa situação completamente diferente, nem bem abriam a cova para sepultar o prefeito Firmino Filho, já davam Lucy, a sua esposa, como a próxima candidata à sucessão do atual prefeito Dr. Pessoa.

O legado

E, claro, ela gostou porque numa entrevista de 15 minutos, já se apresentava como a sucessora, que assume o legado do marido

Ping-Pong
Chifre na TV

Antônio Cardoso de Amorim, conhecido por ''Beirão'', é um dos mais antigos alfaiates de Floriano. Fez ternos para ilustres políticos florianenses. Funcionário da Prefeitura, Beirão, certo dia, se mostra muito chateado. O radialista Chagas Rabelo puxa conversa.

Chagas Rabelo: ''Tá zangado, Beirão?"
Beirão: ''Tô puto, rapaz!''
Chagas Rabelo: ''O que houve?''
Beirão: ''A televisão não mostra nada que se aproveite''.
Chagas Rabelo: ''O que tem a TV''?
Beirão: ''Moço de Deus, é chifre de manhã, de tarde e de noite''.

Originalmente publicado em 15 de julho de 2003.

Expressas

O Ciaspi está oferecendo atendimento psicológico gratuito a servidores estaduais que estejam precisando cuidar da sua saúde emocional. 

As pessoas que tiverem interesse no serviço deverão entrar em contato com o Ciaspi, no turno da manhã, nos telefones (86) 99402-2379 e (86) 99404-4164. 

O atendimento é feito de forma virtual, por meio de videochamada.

Em todas as rodas da cidade, o tema de ontem e de hoje e seguramente dos dias que virão, continua sendo a morte do ex-prefeito Firmino Filho. As circunstâncias do evento fatídico, bem como a jovialidade do ex-prefeito, e as perspectivas de futuro promissor na política, tudo isto soma a favor de uma consternação coletiva, o que significa dizer, também, que uma tragédia atingiu um ente querido de todas as famílias teresinenses. Logicamente, para construir esta imagem de bom moço e bom gestor, Firmino trabalhou incessantemente, ao longo desses 25 anos em que esteve na vida pública, aqui somados os mandatos de prefeito, vereador e deputado, e o exercício do cargo de secretário de finanças (gestão de Wall Ferraz) que o projetou para o primeiro mandato de prefeito da capital. Durante o velório, ontem, dona Lucy, a viúva, assumia o espólio político de Firmino, responsabilizando-se pelo comando do grupo a que sempre pertenceu o ex-prefeito. Dizia Lucy que não existe um bairro onde não tenha os dedos e ação de Firmino em cada canto, o que não parece ser um exagero. Afinal, em quatro mandatos como prefeito e mais seis anos como secretário de saúde (gestão Silvio Mendes), somam mais de 20 anos de atuação direta de Firmino nos mais diversos segmentos da população. Em um estado em que os acordos políticos são quase uma afronta a toda a população, feitos às escancaras, de forma doentia e interesseira, Firmino, no mínimo, era discreto nos acertos e acordos políticos. E, mesmo assim, jamais deixou de lado o comando político de seu grupo, e o conduziu com mão de força aos mandatos sucessivos. Divergências e acomodações à parte, soube se posicionar de modo a permitir que houvesse harmonia entre seus companheiros e aliados, a ponto de permanecer no PSDB e colocar a sua companheira Lucy e o ex-prefeito Silvio Mendes no partido de Ciro Nogueira. Agora, em que se vira  uma página da história política de Teresina, o vazio da liderança de Firmino será naturalmente ocupado por Lucy Soares, que já detém um mandato de deputada estadual. Os dias dirão onde estava a razão, sob a ótica da população, mas, por enquanto, em nome da “Teresina Criança” e na fé de um mundo sob os auspícios do Criador, o que se pode dizer, relembrando o refrão da primeira campanha dele é: “vai, Firmino, vai”. O legado, rico e longevo, fica.


Lucy Soares, a viúva, assume o espólio político de Firmino Filho (Foto: Fernanda Gil Lustosa / Portal AZ)

Advogada sugere investigação

Prima de Firmino Filho, a advogada e jornalista Carol da Silveira Jericó, fez um apelo à Policia, em live no Facebook, para que torne pública a perícia sobre a morte do ex-prefeito e, que, ao mesmo tempo, veja todas as câmeras de segurança internas e as da parte externa do edifício Manhattan. 

Não acredita

Carol Jericó chegou a informar que não acredita em suicídio, pois, segundo ela, Firmino não tinha traços de que sofria de depressão.
Ela sugere  que a polícia veja quantas pessoas circularam pelo Manhattan no dia da morte do primo.

Tentativa de extorsão 

A advogada vai sugerir que a polícia também investigue as mensagens – e telefonemas recebidos – do celular do ex-prefeito, pois ela desconfia que indivíduos tentavam extorquir Firmino Filho, ameaçando-o.

Polícia agindo

O delegado Francisco Costa, o Barêtta, titular da DHPP, informa que foram feitos todos os exames periciais, “bem como colhidas outras informações necessárias ao esclarecimento do fato”.

Firmino vive

Ontem, muito emocionado, Kleber Montezuma relatou à reportagem do Portal AZ que o ex-prefeito Firmino Filho estará sempre “vivo” em sua memória.
Lançado pelo ex-prefeito como seu sucessor nas eleições de 2020, mas sem êxito, o professor descreveu:
“Firmino deu a vida por essa cidade e pelo povo. Essa é a lembrança que eu sempre vou ter dele".

Gesto nobre

Após o sepultamento do corpo de Firmino Filho, Lucy Soares, mesmo abalada e sofrendo com toda situação, cumprimentou uma família que também estava velando um ente querido no cemitério Recanto da Saudade.
Um gesto nobre em meio a tanta dor.

Tristeza

Lucy afirmou para a imprensa que Firmino Filho estava triste com o cenário da pandemia em Teresina, principalmente por falta de leitos de UTI que acabou provocando a morte de pacientes na capital. Algo que, segundo a deputada, não ocorreu na gestão do ex-prefeito em 2020.

O que diz Lucy?

“Ele se sentia impotente de ver as pessoas morrendo por falta de leitos. Isso entristecia muito ele. Sempre que eu chegava em casa, ele estava muito triste e pensativo”, foi assim que descreveu Lucy sobre Firmino Filho.

Encontro raro

Declarados oficialmente como inimigos na política, ontem, um momento raro foi presenciado no velório de Firmino Filho. O encontro de Wellington Dias e o senador Ciro Nogueira.
Eles deram uma trégua nos ataques e diante do momento de comoção, se cumprimentaram.

O que é aquilo?

No serviço público, puxado pelo Federal, estados e municípios sempre copiam os formulários, de como redigir ofícios, notas, enfim, seguir os protocolos.
Na equipe atual da prefeitura de Teresina não deve ter chegado ainda o manual que ensina a fazer “nota de pesar”.
Essa, sobre a morte de Firmino é um escárnio.

Aeroporto vendido

O velho, envergonhado e acanhado aeroporto de Teresina foi leiloado ontem.
E pasmem! A Companhia de Participações em Concessões do grupo CCR, o arrematou por R$ 754 milhões.

Faturamento

O Governo Federal, através da Infraero, deve arrecadar R$ 3,3 bilhões com o leilão de 22 aeroportos.
No Nordeste, além do aeroporto Petrônio Portella, de Teresina, foram leiloados aeródromos na Bahia, Maranhão e Tocantins.

Alô! Alô!

Denúncia séria: de que todo o alto comando do 2º Batalhão de Polícia de Parnaíba estaria sendo vacinado contra a covid-19 enquanto mais de 70  policiais que trabalham nas ruas estão sendo alijados.
São pessoas com comorbidades, de variados tipos de doenças.

As confusões na OAB

Advogada Andrea Araújo, uma das anunciadas postulantes à presidência da OAB-PI, escreve à coluna contestando informação passada por Celso Barros, o atual presidente, sobre a forma de escolha para a vaga de desembargador do TJ no Quinto Constitucional.
Pelo visto, em se tratando de informação sobre as coisas por lá, os desmentidos ocorrem uns atrás dos outros.

Vejamos

Araújo, que foi a fonte da notícia dada na coluna de quarta-feira, de que a OAB iria escolher apenas um advogado, reafirma que no dia três, sábado, no documento, enviado pela secretaria geral  a informação disposta no artigo 14, § 2º, é de que a advocacia, por meio de consulta direta, votaria em apenas um candidato inscrito na disputa.

A nova proposta

“Na segunda-feira, cinco de abril, alguns membros da advocacia piauiense demonstraram o seu descontentamento com a minuta da resolução. E assim como eu, usaram suas redes sociais e procuraram os veículos de imprensas para denunciar a mudança repentina. Na terça, 06 de abril, às 12h26, há poucas horas da reunião do Conselho, a Secretaria Geral do Conselho Pleno da OAB-PI encaminhou nova proposta, aventando que a advocacia poderia votar em seis candidatos.”
O que será que virá amanhã?

Lucy, candidata

O Piauí, decididamente, é diferente dos demais Estados.
Já se disse que, nem bem o prefeito eleito toma posse, já se discute quem deve ser o próximo candidato a governador do pleito seguinte, portanto, dois anos depois.
Ontem, de manhã, embora numa situação completamente diferente, nem bem abriam a cova para sepultar o prefeito Firmino Filho, já davam Lucy, a sua esposa, como a próxima candidata à sucessão do atual prefeito Dr. Pessoa.

O legado

E, claro, ela gostou porque numa entrevista de 15 minutos, já se apresentava como a sucessora, que assume o legado do marido

Ping-Pong
Chifre na TV

Antônio Cardoso de Amorim, conhecido por ''Beirão'', é um dos mais antigos alfaiates de Floriano. Fez ternos para ilustres políticos florianenses. Funcionário da Prefeitura, Beirão, certo dia, se mostra muito chateado. O radialista Chagas Rabelo puxa conversa.

Chagas Rabelo: ''Tá zangado, Beirão?"
Beirão: ''Tô puto, rapaz!''
Chagas Rabelo: ''O que houve?''
Beirão: ''A televisão não mostra nada que se aproveite''.
Chagas Rabelo: ''O que tem a TV''?
Beirão: ''Moço de Deus, é chifre de manhã, de tarde e de noite''.

Originalmente publicado em 15 de julho de 2003.

Expressas

O Ciaspi está oferecendo atendimento psicológico gratuito a servidores estaduais que estejam precisando cuidar da sua saúde emocional. 

As pessoas que tiverem interesse no serviço deverão entrar em contato com o Ciaspi, no turno da manhã, nos telefones (86) 99402-2379 e (86) 99404-4164. 

O atendimento é feito de forma virtual, por meio de videochamada.

Uma CPI candidata aos holofotes Não foi, governador?