1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Guedes, o inócuo
Publicidade

Guedes, o inócuo

Toda criança aprende logo que tem as primeiras noções de química que a água deve ser incolor, inodora e insípida, ou seja, sem cor, sem cheiro, sem gosto. Mas a água, formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, é elemento vital para a vida em qualquer lugar do universo em expansão. Perdão, pela comparação a seguir, mas outro elemento não vital que tem essas características é o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes. Há tempos outros economistas e acadêmicos sabem disso e fazem pouco da capacidade de Guedes, um operador financeiro alçado à condição de um sabe-tudo pelo presidente Jair Bolsonaro que apostou tanto que o chamou de meu Posto Ipiranga. O ministro mostra, entretanto, passados quase dois anos e meio de governo, que não é essa Coca-Cola toda e seu desconhecimento sobre como funciona o cipoal burocrático e, mais ainda, a politica em Brasília, fizeram dele uma figura mais para patética que para poderosa. Para piorar, ele tropeça nas palavras, superando seu chefe, o presidente Bolsonaro, que vive praticando a arte de atravessar a rua para escorregar na casca de banana. Na semana passada, confirmando a sua condição de incapacidade política, o ministro acusou a China de “inventar” o novo coronavírus, falou que o problema da saúde pública é que todo mundo quer viver 100 anos e foi gravado dizendo que o Fies (financiamento estudantil) bancou universidade “até para filho de porteiro”. Mas como o que é ruim sempre pode piorar, ontem, em entrevista ao jornal O Globo, Guedes afirmou, talvez com excessiva ingenuidade política, que tinha “uma fé um pouco ingênua de que tudo seria mais rápido e de que as transformações seriam muito mais profundas”. Se atuou com esse tipo de convicção, o ministro está no lugar errado. É por acreditar que as coisas andem na velocidade que ele quer que próprio ministro não foi para uma guerra pelo orçamento e viu o Congresso entregar a ele um monstrengo a ser domado. Por essas coisas é que se vê que Paulo Guedes não é algo útil no comando da economia do país. Não é o posto Ipiranga de que falava Bolsonaro. No máximo, uma bodega cujo dono se perdeu em delírios.

Com suas atrapalhadas, Paulo Guedes não é o Posto Ipiranga” que Bolsonaro chamava (Foto: Marcello Casal / Agência Brasil)

Antes só...

Roberto Jefferson fazia parte da tropa de choque de Fernando Collor em 1992, quando o presidente, em choque com o Congresso, perdeu o mandato.
Agora é da tropa de choque de Bolsonaro.
Se o roteiro seguir igual, pobre Bolsonaro...

Mastruço

O mastruço, também chamado mastruz, é atualmente a erva medicinal mais difícil de se encontrar em Teresina. Portanto, com os preços inflacionados por maior demanda.
Pessoas que se recuperam da covid-19 ou que querem reforçar defesas imunológicas têm recorrido ao sumo da planta.
O preço, claro, disparou.

Uniforme

A Defensoria Pública do Piauí vai gastar R$ 9 mil na compra de “camisas institucionais” para “padronização” dos defensores, servidores, colaboradores, estagiários e terceirizados da Defensoria Pública do Estado do Piauí.
Isso não está um tanto fora de moda, não?

Roda, roda 1

A Unidade Mista de Saúde de Itainópolis deve ter uma senhora frota de veículos de trabalho, porque assinou contrato no valor de R$ 658,5 mil com a empresa GR Leônidas e Companhia Ltda. para o fornecimento de combustíveis durante 12 meses – o que garante um gasto diário de R$ 1.804,10.
Detalhe: o fornecedor fica sediado em Picos.

Roda, roda 2

Mas o gasto com combustíveis é ainda maior, porque a unidade hospitalar assinou outro contrato no valor de R$ 613,2 mil para fornecimento pela empresa Picos Petróleo Ltda., em Teresina.
Isso equivale a um gasto médio diário de R$ 1.680,00 com combustíveis.

Estrada

Uma das estradas estaduais em pior condição de tráfego, a PI-213, entre Esperantina e Joaquim Pires, deverá ser alvo de uma recuperação a um custo de R$ 8,639 milhões.
A obra será executada por empresa a ser contratada pelo Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), que deve fazer a licitação em junho.

Tratores

Nem só de pavimentação poliédrica e asfaltamento de vias urbanas vive a Secretaria de Agronegócio. Em menor monta, é verdade, pode a pasta adquirir tratores agrícolas e é o que fará, aplicando R$ 1.594.912,50 para comprar 12 desses veículos de trabalho.
A licitação está marcada para ocorrer dia 11 de maio.

Praça de eventos

Igualmente a Secretaria de Turismo não é apenas uma pasta “calçamenteira”. Aqui e acolá faz também alguma obra que lembra sua atribuição original, nem que seja delegando o trabalho, como ocorre agora com a cooperação técnica firmada com a Prefeitura de Dom Inocêncio para a urbanização da praça de eventos Gilberto Dias.

Aliás

Dom Inocêncio deveria reivindicar para si um título do tipo capital piauiense do caprino. O município segundo o Censo Agropecuário do IBGE, de 2017, tem o maior rebanho de bodes e cabras do Estado, com 81,5 mil cabeças.
Se juntar com ovinos (52,6 mil cabeças), Dom Inocêncio é a cidade da ovinocaprinocultura do Piauí, com um plantel 134,1 mil animais.

Mão amiga

A Secretaria Estadual de Transportes vai dar uma super mãozinha para o Dr. Pessoa. A Setrans pretende pavimentar a estrada municipal TER-225, entre o povoado Lagoa da Mata e a TER-331, nos povoados Cajaíba e Siri.
O custo da obra será de R$ 2,828 milhões.

Ventos

A Enel Green, que opera parque eólicos no semiárido do Piauí, fechou o ano com lucro de R$ 14,7 milhões.
Mas o rendimento da empresa poderia ser maior, porque parte das empresas que operam os parques teve perdas no ano passado.

Deseducação

Professores, centenas deles, aguardam que o governo estadual faça a mudança de nível. Mas o governo segue quieto, fazendo cara de paisagem, como, aliás, faz desde 2019 sem dar o reajuste do piso da categoria.
Será que não tem chance de sair um Pro-Piauí Melhora de Salário dos Professores?

Juízes auxiliares

As comarcas de Oeiras, Floriano, Altos, São João do Piauí, Simplício Mendes, União e Uruçuí, terão um juiz auxiliar, cada uma, sendo os dois primeiros (Oeiras e Floriano) de entrância final, e os demais de entrância intermediária.

Atuação

Segundo a lei estadual sancionada na semana passada que determina juízes auxiliares naquelas comarcas, eles atuarão, por designação do presidente do Tribunal de Justiça, perante quaisquer varas ou juizado especial da respectiva comarca, com jurisdição plena.

Casa da obra

O colunista anda intrigado com a aquisição de R$ 288,7 mil em material de construção pelo Hospital Regional Deolindo Couto, em Oeiras.
Vai também ser mais um órgão obreiro do governo?

Haja papel

O Detran prepara a licitação para compra de R$ 440,8 mil em papel tamanho A-4, aquele usado para imprimir documentos.

Refresco fiscal

A Prefeitura de Teresina acabou com a isenção de IPTU para os shoppings Poty e Teresina, mas desde quinta-feira uma lei municipal sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa cria o Programa de Pagamento Incentivado.

Desconto

Quem quitar suas dívidas fiscais com a Prefeitura poderá ter descontos de 80% em juros e multas, se dividir em 12 parcelas. Para quem dividir entre 13 e 24 parcelas, o desconto será 60% e cai para 40% para parcelamento superior a 24 meses.

Esclareça-se

Não é juiz federal e tampouco da ativa, Jorge Jansen Counago Novelle, que meteu terror em pousada dos lençóis maranhenses.
Ele é carioca, aposentado, mas da justiça comum.

Ping-Pong
O tratamento

Prefeito de São Raimundo Nonato, década de 70, Newton Macedo recebe em seu gabinete morador da zona rural que lhe pede ajuda para viajar a São Paulo.

O lavrador: “Prefeito, eu to doente e preciso que o senhor me ajude...”
Newton: “E o que você tem?”. 
O lavrador: “Eu tenho cinco cabras, duas garrotas e três porcas....”. 
Newton: “Eu quero saber o que você sente...”. 
O lavrador: “Olha prefeito, eu sinto cheiro, sinto fastio...sinto dor...”
Newton (perdendo a paciência): “Rapaz, eu quero saber que doença que tu tem...”. 
O lavrador: “Ah, eu só posso lhe dizer depois que voltar do médico de São Paulo”.

Originalmente publicado em 29 de agosto de 2009.

Expressas

O ano ainda está um mês de sua metade, mas o Hospital Regional Justino Luz, de Picos, já fez 191 dispensas de licitações.

A UFPI lançou edital para seletivo que prevê o preenchimento de uma vaga para o cargo de professor substituto do departamento de História. 

A remuneração varia entre 4.304,92 e R$ 5.831,21 a depender da titulação do concorrente. O período de inscrições se estende do dia 6 de maio até o dia 9.

Toda criança aprende logo que tem as primeiras noções de química que a água deve ser incolor, inodora e insípida, ou seja, sem cor, sem cheiro, sem gosto. Mas a água, formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, é elemento vital para a vida em qualquer lugar do universo em expansão. Perdão, pela comparação a seguir, mas outro elemento não vital que tem essas características é o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes. Há tempos outros economistas e acadêmicos sabem disso e fazem pouco da capacidade de Guedes, um operador financeiro alçado à condição de um sabe-tudo pelo presidente Jair Bolsonaro que apostou tanto que o chamou de meu Posto Ipiranga. O ministro mostra, entretanto, passados quase dois anos e meio de governo, que não é essa Coca-Cola toda e seu desconhecimento sobre como funciona o cipoal burocrático e, mais ainda, a politica em Brasília, fizeram dele uma figura mais para patética que para poderosa. Para piorar, ele tropeça nas palavras, superando seu chefe, o presidente Bolsonaro, que vive praticando a arte de atravessar a rua para escorregar na casca de banana. Na semana passada, confirmando a sua condição de incapacidade política, o ministro acusou a China de “inventar” o novo coronavírus, falou que o problema da saúde pública é que todo mundo quer viver 100 anos e foi gravado dizendo que o Fies (financiamento estudantil) bancou universidade “até para filho de porteiro”. Mas como o que é ruim sempre pode piorar, ontem, em entrevista ao jornal O Globo, Guedes afirmou, talvez com excessiva ingenuidade política, que tinha “uma fé um pouco ingênua de que tudo seria mais rápido e de que as transformações seriam muito mais profundas”. Se atuou com esse tipo de convicção, o ministro está no lugar errado. É por acreditar que as coisas andem na velocidade que ele quer que próprio ministro não foi para uma guerra pelo orçamento e viu o Congresso entregar a ele um monstrengo a ser domado. Por essas coisas é que se vê que Paulo Guedes não é algo útil no comando da economia do país. Não é o posto Ipiranga de que falava Bolsonaro. No máximo, uma bodega cujo dono se perdeu em delírios.

Com suas atrapalhadas, Paulo Guedes não é o Posto Ipiranga” que Bolsonaro chamava (Foto: Marcello Casal / Agência Brasil)

Antes só...

Roberto Jefferson fazia parte da tropa de choque de Fernando Collor em 1992, quando o presidente, em choque com o Congresso, perdeu o mandato.
Agora é da tropa de choque de Bolsonaro.
Se o roteiro seguir igual, pobre Bolsonaro...

Mastruço

O mastruço, também chamado mastruz, é atualmente a erva medicinal mais difícil de se encontrar em Teresina. Portanto, com os preços inflacionados por maior demanda.
Pessoas que se recuperam da covid-19 ou que querem reforçar defesas imunológicas têm recorrido ao sumo da planta.
O preço, claro, disparou.

Uniforme

A Defensoria Pública do Piauí vai gastar R$ 9 mil na compra de “camisas institucionais” para “padronização” dos defensores, servidores, colaboradores, estagiários e terceirizados da Defensoria Pública do Estado do Piauí.
Isso não está um tanto fora de moda, não?

Roda, roda 1

A Unidade Mista de Saúde de Itainópolis deve ter uma senhora frota de veículos de trabalho, porque assinou contrato no valor de R$ 658,5 mil com a empresa GR Leônidas e Companhia Ltda. para o fornecimento de combustíveis durante 12 meses – o que garante um gasto diário de R$ 1.804,10.
Detalhe: o fornecedor fica sediado em Picos.

Roda, roda 2

Mas o gasto com combustíveis é ainda maior, porque a unidade hospitalar assinou outro contrato no valor de R$ 613,2 mil para fornecimento pela empresa Picos Petróleo Ltda., em Teresina.
Isso equivale a um gasto médio diário de R$ 1.680,00 com combustíveis.

Estrada

Uma das estradas estaduais em pior condição de tráfego, a PI-213, entre Esperantina e Joaquim Pires, deverá ser alvo de uma recuperação a um custo de R$ 8,639 milhões.
A obra será executada por empresa a ser contratada pelo Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), que deve fazer a licitação em junho.

Tratores

Nem só de pavimentação poliédrica e asfaltamento de vias urbanas vive a Secretaria de Agronegócio. Em menor monta, é verdade, pode a pasta adquirir tratores agrícolas e é o que fará, aplicando R$ 1.594.912,50 para comprar 12 desses veículos de trabalho.
A licitação está marcada para ocorrer dia 11 de maio.

Praça de eventos

Igualmente a Secretaria de Turismo não é apenas uma pasta “calçamenteira”. Aqui e acolá faz também alguma obra que lembra sua atribuição original, nem que seja delegando o trabalho, como ocorre agora com a cooperação técnica firmada com a Prefeitura de Dom Inocêncio para a urbanização da praça de eventos Gilberto Dias.

Aliás

Dom Inocêncio deveria reivindicar para si um título do tipo capital piauiense do caprino. O município segundo o Censo Agropecuário do IBGE, de 2017, tem o maior rebanho de bodes e cabras do Estado, com 81,5 mil cabeças.
Se juntar com ovinos (52,6 mil cabeças), Dom Inocêncio é a cidade da ovinocaprinocultura do Piauí, com um plantel 134,1 mil animais.

Mão amiga

A Secretaria Estadual de Transportes vai dar uma super mãozinha para o Dr. Pessoa. A Setrans pretende pavimentar a estrada municipal TER-225, entre o povoado Lagoa da Mata e a TER-331, nos povoados Cajaíba e Siri.
O custo da obra será de R$ 2,828 milhões.

Ventos

A Enel Green, que opera parque eólicos no semiárido do Piauí, fechou o ano com lucro de R$ 14,7 milhões.
Mas o rendimento da empresa poderia ser maior, porque parte das empresas que operam os parques teve perdas no ano passado.

Deseducação

Professores, centenas deles, aguardam que o governo estadual faça a mudança de nível. Mas o governo segue quieto, fazendo cara de paisagem, como, aliás, faz desde 2019 sem dar o reajuste do piso da categoria.
Será que não tem chance de sair um Pro-Piauí Melhora de Salário dos Professores?

Juízes auxiliares

As comarcas de Oeiras, Floriano, Altos, São João do Piauí, Simplício Mendes, União e Uruçuí, terão um juiz auxiliar, cada uma, sendo os dois primeiros (Oeiras e Floriano) de entrância final, e os demais de entrância intermediária.

Atuação

Segundo a lei estadual sancionada na semana passada que determina juízes auxiliares naquelas comarcas, eles atuarão, por designação do presidente do Tribunal de Justiça, perante quaisquer varas ou juizado especial da respectiva comarca, com jurisdição plena.

Casa da obra

O colunista anda intrigado com a aquisição de R$ 288,7 mil em material de construção pelo Hospital Regional Deolindo Couto, em Oeiras.
Vai também ser mais um órgão obreiro do governo?

Haja papel

O Detran prepara a licitação para compra de R$ 440,8 mil em papel tamanho A-4, aquele usado para imprimir documentos.

Refresco fiscal

A Prefeitura de Teresina acabou com a isenção de IPTU para os shoppings Poty e Teresina, mas desde quinta-feira uma lei municipal sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa cria o Programa de Pagamento Incentivado.

Desconto

Quem quitar suas dívidas fiscais com a Prefeitura poderá ter descontos de 80% em juros e multas, se dividir em 12 parcelas. Para quem dividir entre 13 e 24 parcelas, o desconto será 60% e cai para 40% para parcelamento superior a 24 meses.

Esclareça-se

Não é juiz federal e tampouco da ativa, Jorge Jansen Counago Novelle, que meteu terror em pousada dos lençóis maranhenses.
Ele é carioca, aposentado, mas da justiça comum.

Ping-Pong
O tratamento

Prefeito de São Raimundo Nonato, década de 70, Newton Macedo recebe em seu gabinete morador da zona rural que lhe pede ajuda para viajar a São Paulo.

O lavrador: “Prefeito, eu to doente e preciso que o senhor me ajude...”
Newton: “E o que você tem?”. 
O lavrador: “Eu tenho cinco cabras, duas garrotas e três porcas....”. 
Newton: “Eu quero saber o que você sente...”. 
O lavrador: “Olha prefeito, eu sinto cheiro, sinto fastio...sinto dor...”
Newton (perdendo a paciência): “Rapaz, eu quero saber que doença que tu tem...”. 
O lavrador: “Ah, eu só posso lhe dizer depois que voltar do médico de São Paulo”.

Originalmente publicado em 29 de agosto de 2009.

Expressas

O ano ainda está um mês de sua metade, mas o Hospital Regional Justino Luz, de Picos, já fez 191 dispensas de licitações.

A UFPI lançou edital para seletivo que prevê o preenchimento de uma vaga para o cargo de professor substituto do departamento de História. 

A remuneração varia entre 4.304,92 e R$ 5.831,21 a depender da titulação do concorrente. O período de inscrições se estende do dia 6 de maio até o dia 9.

A colinha do senador O poder dinástico na República