1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. As reações à lei do ‘prédio colado’ do prefeito
Publicidade

As reações à lei do ‘prédio colado’ do prefeito

A coluna disponibiliza neste espaço a opinião da arquiteta e urbanista Ângela Braz sobre a lei municipal 5.628, de oito de setembro, sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa que permite não recuos de uma edificação para outra, provocando o que ela chama de “paredões de massa edificada com prejuízo da circulação de ar”. Leia a crítica de Ângela Braz: “o problema dessa lei que altera o parâmetro urbanístico (recuos laterais) fixado pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) é que ela não especifica o tipo de zona onde pode ser aplicado. Do jeito que a Lei Complementar foi publicada, significa que a dispensa dos recuos laterais pode ser feita em qualquer ponto da cidade. Essa permissão para "colar" as edificações umas nas outras pode gerar paredões de massa edificada com prejuízo da circulação de ar. Considero que isso será um problemão nas macrozonas de ocupação condicionada e naquelas de ocupação moderada. Pense junto comigo: tendo em vista nosso clima e as parcas dimensões do traçado urbano de nossa cidade, em geral ruas com geometria de 10 metros, é possível imaginar o impacto negativo que essa alteração na lei pode causar ao conforto ambiental da área urbana. Imagine um quarteirão no Centro da cidade onde todas as edificações terão quatro andares (13 m de altura) e serão uma colada na outra, nos dois lados da rua. Vai ser um horror: sem insolação e sem ventilação. Jesus nos proteja!”


Aqui, onde foi preparada a operação que mudou Jair Bolsonaro, em meio à crise entre os Poderes. Pinato, Themer, Heráclito e Bornhausen, em restaurante em São Paulo, semana passada.

Parem o trem!

Arquitetos, engenheiros, design de interiores, pedreiros, mestres de obras, enfim, o povo em geral, estão à beira de um ataque de nervos com a nova lei sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa que legaliza a ‘meia parede’.
Porque ele simplesmente anula os recuos em edificações de até 13 metros de altura.
“Em ambas as divisas”, segundo assinala.

Paredes corridas

Com essa ‘inovação’ ou retrocesso, do Pessoa, a partir de agora vão formar fileiras de condomínios ou lojas comerciais em Teresina todos grudados uns aos outros.
São os prédios de paredes corridas, of course.

Cena apavorante

Em áudio, enviado à jornalista e advogada Carol Jericó, a mãe de um detento da penitenciária de Parnaíba denuncia que as condições do presídio são, segundo suas palavras, desumanas.
O filho e os demais moradores, consomem água contaminada, sem qualquer tratamento.

Relato da mãe

“Eles estão passando fome e sede, sem remédios. Todos doentes, consumindo água de uma caixa d’água imunda; e não tem nem energia nas celas”, denuncia.
Carol Jericó divulgou foto mostrando que numa cela 15 presos amontoam-se em três camas.

E quem liga?

O problema é que o juiz das Execuções Penais, José Vidal está de férias e o substituto, Carlos Hamilton, informado do problema, revelou que vai esperar manifestações do Ministério Público ou das partes.
Assim também deve estar o governador Wellington Dias.
Vai esperar. Quem sabe, quando ocorrer uma tragédia, para poder agir.

O outro elemento

Poucos sabem, mas tem a digital do ex-senador Heráclito Fortes na inédita transformação do Bolsonaro paz e amor.
Semana passada, antes de voar para Brasília para se encontrar com Bolsonaro e redigir a famosa carta à nação, Michel Temer almoçou com Heráclito, em São Paulo.
Presentes o deputado Fausto Pinato e o ex-senador Jorge Bornhausen.

O encontro

O deputado Fausto Pinato deu a pista do envolvimento de todos para resolver a crise. Ele postou em suas redes sociais uma foto onde aparece ao lado de Themer, Heráclito e Bornhausen, logo após o almoço. E escreveu:
“Falamos sobre a crise institucional que assola a harmonia dos Poderes da República e soluções para o fortalecimento da democracia brasileira”.

Atuação firme

Discreto, porém sempre bem articulado, Heráclito Fortes é desses políticos que não precisam de mandatos para seguirem atuando no cenário político.
Basta ver que quando ele está em Brasília, sua casa, no Lago, é frequentada a partir do café da manhã por jornalistas, políticos, magistrados e executivos.

A vaga no TCE

Wellington Dias chegou a peitar Flávio Nogueira Jr para desistir da disputa da vaga de conselheiro.
O governador mostrou que ele ainda é muito jovem para ganhar um cargo para a eternidade, ops, vitalício.

Eu troco!

Quem contou a história a este jornalista diz que Flávio Jr teria retrucado, informando que tinha a mesma idade de Rafael Fonteles, o candidato de Wellington Dias ao governo e que aceitaria trocar de lugar.
Menino sabido, aprendeu tudo com o pai.

Enquanto isso...

Assessores de deputados e jornalistas fazem as contas e especulam sobre quem terá mais votos, entre os quatro deputados candidatos.
Nas contas, Flora Izabel aparece com 12 votos, Wilson Brandão, 10 e Zé Santana e Flávio Nogueira empatados, com 4.
No segundo turno, avaliam eles, a conversa será outra.

Rompimento intempestivo

O que se esperava, finalmente ocorreu: o rompimento do governador Wellington Dias e o deputado estadual Hélio Isaías.
Wellington já mandou exonerar as pessoas de Isaías na Secretaria de Transportes.
Para a responder pela secretaria de Transportes, a secretaria de administração Ariadne Felipe.

Muito cedo

Lógico que todo mundo sabia que a turma do PP iria mastigar o que pudesse no governo até a campanha eleitoral e depois ficaria com Ciro.
Só não se imaginava que seria tão cedo.

Imprevisível

Hélio Isaías deixou a secretaria dos transportes para votar em Wilson Brandão, para a vaga de conselheiro do TCE.
Dizem que ele teria rompido acordo com Wellington.
Isso pode mudar as coisas na votação de amanhã.

José Hamilton

O promotor de Justiça José Hamilton Bezerra está a caminho do pijama.
Ele acaba de requerer a aposentadoria, aos 68 anos, com 32 anos ininterruptos na carreira.
Combativo e corajoso, José Hamilton foi chamado em Picos para atuar nas investigações sobre o crime organizado no Piauí, comandando pelo coronel Correia Lima. Há época, promotor de justiça pegava légua para não se envolver nessas investigações.
Hamilton atuou em quase 100 comarcas, de norte a sul do Piauí.

Ah se pudessem!

Na verdade muitos dos deputados tentam combinar para que na disputa não ganhe Flora Izabel.
Queixam-se que PT já vai indicar candidato a governador e a senador, em 2022.

O favorecido

Seja Wilson Brandão, Zé Santana, Flora ou Flávio Nogueira o escolhido para o TCE, o PT será favorecido. Isto porque o suplente Waston Lacerda será efetivado deputado em qualquer hipótese.

Dinheiro do Brics

Teresina será contemplada com R$ 260 milhões, para projetos de Educação, no pacote de R$ 17 bilhões aprovados do Novo Banco de Desenvolvimento (Banco do Brics).
A matéria é do jornalista Assis Moreira, do Valor.

Indiciada

País sério é outra coisa.
Sexta-feira passada a ex-ministra da Saúde da França, foi indiciada ‘por colocar em perigo a vida de outros’, no trato da covid-19.
Aqui, pelo visto, essas quase 600 mil mortes devem dar troféus aos responsáveis, do federal ao municipal.

Museu do Judiciário

Os desembargadores Luiz Brandão e Olímpio Galvão discutiram ontem, com o presidente do TJ, José Oliveira, tratando da implantação do Museu do Judiciário Piauiense, em primeiro de outubro próximo.
Eles estiveram no Ceará conhecendo os museus da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Justiça.

Banco fechado

O Bradesco vai fechar, dia dois de outubro, os seus postos de atendimento em Conceição do Canindé, Isaias Coelho e Vera Mendes. Só o de Conceição são atendidos em torno de 500 aposentados.
Aí vai ficar difícil para aposentados, comerciantes, empresários e produtores. Porque é o único banco na cidade.

Estrada ruim

A cidade mais próxima que tem agências bancárias é paulistana.
Mas como o governador Wellington e o filho de Marcelo Castro não devem ter interesse nos votos de lá, a estrada tem mais buracos que cratera lunar.

Solidariedade

Candidatíssima a deputada federal em 2022, Viviane Moura, coordenadora das PPPs no governo do Piauí, filiou-se ontem, ao Solidariedade, em Brasília.
Paulinho da Força, presidente nacional da legenda, presidiu o ato.
O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente regional no Piauí, compareceu.

Ping-Pong
Fique lá

Gilberto Marinho, general e ex-senador, uma das melhores figuras da política do Rio, foi revolucionário em 1930. Quando Getúlio chegou ao Catete, vindo do Rio Grande do Sul, lá foi ele avistar-se com o novo dono do poder.

Marinho: “Presidente, sou o tenente Gilberto Marinho, servindo no Batalhão de Infantaria, na Vila Militar, e estou aqui às suas ordens”.
Getúlio (sorrindo levemente): “Bom lugar, bom lugar. Fique lá, fique lá”.

A partir de uma história de Sebastião Nery.

Expressas

Faleceu o ex-senador maranhense Magno Bacelar. Ele foi um dos fundadores da rádio e TV Difusora de São Luís.

É grave o estado de saúde do médico Renato de Oliveira Pereira, vítima de acidente em Luís Correia.
Na colisão de veículos morreram a mãe de Renato e o seu cunhado. A irmã do médico está internada.

Nas últimas 24 horas, o Piauí não contabilizou mortes em decorrência da covid-19, segundo boletim divulgado pela Sesapi. Entretanto, 59 casos foram confirmados.

A coluna disponibiliza neste espaço a opinião da arquiteta e urbanista Ângela Braz sobre a lei municipal 5.628, de oito de setembro, sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa que permite não recuos de uma edificação para outra, provocando o que ela chama de “paredões de massa edificada com prejuízo da circulação de ar”. Leia a crítica de Ângela Braz: “o problema dessa lei que altera o parâmetro urbanístico (recuos laterais) fixado pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) é que ela não especifica o tipo de zona onde pode ser aplicado. Do jeito que a Lei Complementar foi publicada, significa que a dispensa dos recuos laterais pode ser feita em qualquer ponto da cidade. Essa permissão para "colar" as edificações umas nas outras pode gerar paredões de massa edificada com prejuízo da circulação de ar. Considero que isso será um problemão nas macrozonas de ocupação condicionada e naquelas de ocupação moderada. Pense junto comigo: tendo em vista nosso clima e as parcas dimensões do traçado urbano de nossa cidade, em geral ruas com geometria de 10 metros, é possível imaginar o impacto negativo que essa alteração na lei pode causar ao conforto ambiental da área urbana. Imagine um quarteirão no Centro da cidade onde todas as edificações terão quatro andares (13 m de altura) e serão uma colada na outra, nos dois lados da rua. Vai ser um horror: sem insolação e sem ventilação. Jesus nos proteja!”


Aqui, onde foi preparada a operação que mudou Jair Bolsonaro, em meio à crise entre os Poderes. Pinato, Themer, Heráclito e Bornhausen, em restaurante em São Paulo, semana passada.

Parem o trem!

Arquitetos, engenheiros, design de interiores, pedreiros, mestres de obras, enfim, o povo em geral, estão à beira de um ataque de nervos com a nova lei sancionada pelo prefeito Dr. Pessoa que legaliza a ‘meia parede’.
Porque ele simplesmente anula os recuos em edificações de até 13 metros de altura.
“Em ambas as divisas”, segundo assinala.

Paredes corridas

Com essa ‘inovação’ ou retrocesso, do Pessoa, a partir de agora vão formar fileiras de condomínios ou lojas comerciais em Teresina todos grudados uns aos outros.
São os prédios de paredes corridas, of course.

Cena apavorante

Em áudio, enviado à jornalista e advogada Carol Jericó, a mãe de um detento da penitenciária de Parnaíba denuncia que as condições do presídio são, segundo suas palavras, desumanas.
O filho e os demais moradores, consomem água contaminada, sem qualquer tratamento.

Relato da mãe

“Eles estão passando fome e sede, sem remédios. Todos doentes, consumindo água de uma caixa d’água imunda; e não tem nem energia nas celas”, denuncia.
Carol Jericó divulgou foto mostrando que numa cela 15 presos amontoam-se em três camas.

E quem liga?

O problema é que o juiz das Execuções Penais, José Vidal está de férias e o substituto, Carlos Hamilton, informado do problema, revelou que vai esperar manifestações do Ministério Público ou das partes.
Assim também deve estar o governador Wellington Dias.
Vai esperar. Quem sabe, quando ocorrer uma tragédia, para poder agir.

O outro elemento

Poucos sabem, mas tem a digital do ex-senador Heráclito Fortes na inédita transformação do Bolsonaro paz e amor.
Semana passada, antes de voar para Brasília para se encontrar com Bolsonaro e redigir a famosa carta à nação, Michel Temer almoçou com Heráclito, em São Paulo.
Presentes o deputado Fausto Pinato e o ex-senador Jorge Bornhausen.

O encontro

O deputado Fausto Pinato deu a pista do envolvimento de todos para resolver a crise. Ele postou em suas redes sociais uma foto onde aparece ao lado de Themer, Heráclito e Bornhausen, logo após o almoço. E escreveu:
“Falamos sobre a crise institucional que assola a harmonia dos Poderes da República e soluções para o fortalecimento da democracia brasileira”.

Atuação firme

Discreto, porém sempre bem articulado, Heráclito Fortes é desses políticos que não precisam de mandatos para seguirem atuando no cenário político.
Basta ver que quando ele está em Brasília, sua casa, no Lago, é frequentada a partir do café da manhã por jornalistas, políticos, magistrados e executivos.

A vaga no TCE

Wellington Dias chegou a peitar Flávio Nogueira Jr para desistir da disputa da vaga de conselheiro.
O governador mostrou que ele ainda é muito jovem para ganhar um cargo para a eternidade, ops, vitalício.

Eu troco!

Quem contou a história a este jornalista diz que Flávio Jr teria retrucado, informando que tinha a mesma idade de Rafael Fonteles, o candidato de Wellington Dias ao governo e que aceitaria trocar de lugar.
Menino sabido, aprendeu tudo com o pai.

Enquanto isso...

Assessores de deputados e jornalistas fazem as contas e especulam sobre quem terá mais votos, entre os quatro deputados candidatos.
Nas contas, Flora Izabel aparece com 12 votos, Wilson Brandão, 10 e Zé Santana e Flávio Nogueira empatados, com 4.
No segundo turno, avaliam eles, a conversa será outra.

Rompimento intempestivo

O que se esperava, finalmente ocorreu: o rompimento do governador Wellington Dias e o deputado estadual Hélio Isaías.
Wellington já mandou exonerar as pessoas de Isaías na Secretaria de Transportes.
Para a responder pela secretaria de Transportes, a secretaria de administração Ariadne Felipe.

Muito cedo

Lógico que todo mundo sabia que a turma do PP iria mastigar o que pudesse no governo até a campanha eleitoral e depois ficaria com Ciro.
Só não se imaginava que seria tão cedo.

Imprevisível

Hélio Isaías deixou a secretaria dos transportes para votar em Wilson Brandão, para a vaga de conselheiro do TCE.
Dizem que ele teria rompido acordo com Wellington.
Isso pode mudar as coisas na votação de amanhã.

José Hamilton

O promotor de Justiça José Hamilton Bezerra está a caminho do pijama.
Ele acaba de requerer a aposentadoria, aos 68 anos, com 32 anos ininterruptos na carreira.
Combativo e corajoso, José Hamilton foi chamado em Picos para atuar nas investigações sobre o crime organizado no Piauí, comandando pelo coronel Correia Lima. Há época, promotor de justiça pegava légua para não se envolver nessas investigações.
Hamilton atuou em quase 100 comarcas, de norte a sul do Piauí.

Ah se pudessem!

Na verdade muitos dos deputados tentam combinar para que na disputa não ganhe Flora Izabel.
Queixam-se que PT já vai indicar candidato a governador e a senador, em 2022.

O favorecido

Seja Wilson Brandão, Zé Santana, Flora ou Flávio Nogueira o escolhido para o TCE, o PT será favorecido. Isto porque o suplente Waston Lacerda será efetivado deputado em qualquer hipótese.

Dinheiro do Brics

Teresina será contemplada com R$ 260 milhões, para projetos de Educação, no pacote de R$ 17 bilhões aprovados do Novo Banco de Desenvolvimento (Banco do Brics).
A matéria é do jornalista Assis Moreira, do Valor.

Indiciada

País sério é outra coisa.
Sexta-feira passada a ex-ministra da Saúde da França, foi indiciada ‘por colocar em perigo a vida de outros’, no trato da covid-19.
Aqui, pelo visto, essas quase 600 mil mortes devem dar troféus aos responsáveis, do federal ao municipal.

Museu do Judiciário

Os desembargadores Luiz Brandão e Olímpio Galvão discutiram ontem, com o presidente do TJ, José Oliveira, tratando da implantação do Museu do Judiciário Piauiense, em primeiro de outubro próximo.
Eles estiveram no Ceará conhecendo os museus da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Justiça.

Banco fechado

O Bradesco vai fechar, dia dois de outubro, os seus postos de atendimento em Conceição do Canindé, Isaias Coelho e Vera Mendes. Só o de Conceição são atendidos em torno de 500 aposentados.
Aí vai ficar difícil para aposentados, comerciantes, empresários e produtores. Porque é o único banco na cidade.

Estrada ruim

A cidade mais próxima que tem agências bancárias é paulistana.
Mas como o governador Wellington e o filho de Marcelo Castro não devem ter interesse nos votos de lá, a estrada tem mais buracos que cratera lunar.

Solidariedade

Candidatíssima a deputada federal em 2022, Viviane Moura, coordenadora das PPPs no governo do Piauí, filiou-se ontem, ao Solidariedade, em Brasília.
Paulinho da Força, presidente nacional da legenda, presidiu o ato.
O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente regional no Piauí, compareceu.

Ping-Pong
Fique lá

Gilberto Marinho, general e ex-senador, uma das melhores figuras da política do Rio, foi revolucionário em 1930. Quando Getúlio chegou ao Catete, vindo do Rio Grande do Sul, lá foi ele avistar-se com o novo dono do poder.

Marinho: “Presidente, sou o tenente Gilberto Marinho, servindo no Batalhão de Infantaria, na Vila Militar, e estou aqui às suas ordens”.
Getúlio (sorrindo levemente): “Bom lugar, bom lugar. Fique lá, fique lá”.

A partir de uma história de Sebastião Nery.

Expressas

Faleceu o ex-senador maranhense Magno Bacelar. Ele foi um dos fundadores da rádio e TV Difusora de São Luís.

É grave o estado de saúde do médico Renato de Oliveira Pereira, vítima de acidente em Luís Correia.
Na colisão de veículos morreram a mãe de Renato e o seu cunhado. A irmã do médico está internada.

Nas últimas 24 horas, o Piauí não contabilizou mortes em decorrência da covid-19, segundo boletim divulgado pela Sesapi. Entretanto, 59 casos foram confirmados.

A vergonhosa falta d'água Os esclarecimentos da Semec