1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Rios, a estranha forma de se defender
Publicidade

Rios, a estranha forma de se defender

Entrevistado ontem por uma bancada obsequiosa na TV Meio Norte, o vice-prefeito e secretário de Finanças de Teresina Robert Rios disse que todos os sistemas de dados de pessoal e impostos são feitos por empresas de São Paulo e do Paraná, em contratos antigos que, segundo ele tornam a prefeitura refém dessas empresas. Ele fala – e se defende da acusação feita pelo TCE no caso de sua omissão em assunto muito sério na PMT. Explicou o secretário que a empresa responsável pelo sistema de arrecadação não recebeu pagamento por serviço prestado porque não apresentou certidões negativas de débitos fazendários. Assim, teria bloqueado o acesso ao sistema. Com isso, o chefe de Tecnologia da Informação nomeado por Robert Rios, o senhor Aratã Piauilino, resolveu fazer o contrato informal com a empresa IP Telecom Carrier. Quando a fatura chegou, Robert disse que não poderia pagar e a empresa então bloqueou o sistema. Para destravar o sistema, narrou Robert Rios à cordata bancada da TV Meio Norte, uma comissão foi a sede da empresa. Tinha até um procurador do município. O secretário não disse e também ninguém entre os entrevistadores teve a curiosidade de indagar sobre como ficou o sistema de arrecadação da cidade, refém da empresa contratada formalmente e depois da empresa contratada “de boca”. Mas o secretário disse aos seus entrevistadores que já procurou uma empresa para fazer esse trabalho e não achou. Seu ex-subalterno Aratã achou, mas no lado negro da força. E logicamente que sacou da cartola mais alguns números para jogar sobre a administração o recorrente déficit de competência que tem marcado quase toda a atual gestão. Não será impondo sua versão, sempre com um tom de arrogância, que o secretário irá lançar luzes sobre esse malfeito que afetou, sim, o sistema de arrecadação municipal e que, mesmo não havendo uso de moeda, custou muito caro aos cofres da prefeitura.

Prefeita Carmelita Castro, de São Raimundo Nonato, festeja absolvição no TSE (Foto: divulgação)

No ar ou na água

Um punhado de gente de bandeiras vermelhas aguardava Lula em Maceió. E logo os bolsonaristas começaram a fazer troça do pingo de gente nas manifestações do ex-presidente.
Lula (ou, 9 dedos, como o chamam os bolsonaristas) tá que nem o mosquito da dengue: só anda na água ou no ar.
Se baixar na terra os bolsonaristas o arrebentam de vaias.

Fim de linha

Robert Rios avisou a Dr. Pessoa que está fora da eleição de 2024.
Se o prefeito for disputar um segundo mandato terá que buscar um outro vice.
Como nem sempre ele próprio confirma ou repete o que diz, resta esperar o tempo passar.

Ataque covarde

Robert Rios fez ataques virulentos ao diretor-presidente do jornal O Dia, Valmir Miranda, acusando-o, sem provas, de tentar extorquir a ele e ao erário municipal.

Contra-ataque

Para Rios, a qualquer publicação que não seja bajulatória, ele aponta o dedo e usa a língua sujos para desclassificar a denúncia e usa a sua pequena régua para medir o conceito e a credibilidade do veículo e de seus diretores.
Um jeito leviano e vicioso de contra-atacar.

Votos para o cabo eleitoral

A conselheira Flora Izabel estreia hoje, no plenário do TCE-PI, com uma pauta de processos para julgar. Ela herdou processos relatados pelo conselheiro recém-apontado Luciano Nunes.
Até aí, tudo bem, não fossem três deles que tratam de duas representações e uma denúncia contra um cabo eleitoral dela, o ex-prefeito Genival Bezerra da Silva, da cidade de Joaquim Pires que na última eleição lhe deu mais de 3 mil votos.

Melhor deixar passar

Mas Flora Izabel precisa ver que não é muito republicano votar num processo de quem moveu o céu e terra para elegê-la, como foi o caso de Genival.
Então, nada mais sensato e honesto que a deputada ops, que a conselheira renuncie a esses processos e não vote nessa sessão.

Coronel do salto alto

Do excelente jornalista e produtor fotográfico André Pessoa falando das intempéries de um profissional de imprensa no semiárido Piauiense. 
“Sobreviver nessa caatinga dominada pelos coronéis é missão hercúlea. Só mudou o gênero. O coronel contemporâneo usa salto alto, mas usa as mesmas práticas das gerações passadas. O uso da máquina pública é avassalador contra qualquer antagonismo”.

Falando nisso...

A prefeita Carmelita Castro, de São Raimundo Nonato, postou nas redes sociais sua foto, abraçada à bandeira do Piauí, destacando decisão do TSE que a absolve em processo eleitoral de 2016. Tendo sido cassada em primeira instância.
“Gratidão a Deus, à Justiça e aos advogados de defesa”, publicou.

Olha aí, Nouga!

Leitor da coluna que pediu para não se identificar estranhou a nota da coluna de que a Secretaria Municipal de Educação está pegando carona em pregão eletrônico da cidade de Itapipoca (CE):
“Com todo respeito por Itapipoca - terra do consagrado Tiririca- , mas é estranho demais a prefeitura de uma capital aderir a um pregão eletrônico da pequena cidade do interior cearense.  Aí tem......”. 
O secretário municipal de Educação precisa explicar isso.

Memória

Quando assumiu o cargo de secretário de Finanças, no início do ano, Robert Rios se espantava com os gastos da Eturb com terceirizados, já que a empresa estava em liquidação, cedia servidores para outras pastas e tinha que funcionar à custa de pessoal não efetivo. 

Oxigênio

Quinta-feira desta semana, Robert Rios foi signatário de um decreto Nº 21.534 que abriu crédito suplementar de R$ 1.295.507,06  para administração da ressuscitada estatal municipal, dos quais R$ 295.507,06 para custear seu funcionamento e R$ 1.000.000,00 para asfaltamento.

Parente e pombo...

É provável que a deputada, ops a conselheira do TCE Flora Izabel nunca tenha ouvido falar do dito popular segundo o qual ‘parente e pombo só servem para sujar a casa da gente’.
Porque, certamente, não empregaria na ADH o primo João Filho, flagrado no final de semana com a bufunfa de R$ 74 mil, em espécie, dentro do seu carro.

Pelo parentesco

João Filho é neto do ex-prefeito de Hugo Napoleão, Edmundo Rodrigues Alves, tio de Flora Izabel.
E, justiça se lhe faça, ele foi empregado na ADH, mais pelo parentesco e menos pela competência. 

Até tu?

Agora é o folclórico Fábio Jupi denunciado por suposta grilagem de terras no litoral do Piauí.
O ambientalista Dionísio Carvalho o acusa de tentar se apropriar de áreas de terrenos de marinha, comandando milicianos.
Um capanga do Jupi teria atirado num posseiro, segundo informa registro no batalhão da PM região.
Só pode estar havendo omissão dos órgãos federais.

Ping-Pong
Fórmula para vigia não dormir

Abelardo Carvalho contrata um vigia para trabalho noturno num prédio seu. O vigia chega de bicicleta, às 18 horas e procura Abelardo.

O vigia: “Doutor, onde eu guardo a minha bicicleta?”
Abelardo: “Deixe lá do outro lado da rua...”
O vigia: “Mas se for assim, os ladrões vão roubar...”
Abelardo: “Você vai ficar aqui na porta do meu prédio vigiando a sua bicicleta”.

Originalmente publicada em 1 de outubro de 2011.

Expressas

Após uma tarde fora do ar, o Facebook, Instagram e o WhatsApp normalizaram os serviços na noite de ontem. 

Segundo as empresas, a falha — global — aconteceu por conta de um problema entre a comunicação do servidor de origem e o dispositivo de rede.

Com salários de até R$ 5 mil, o Conselho Regional de Farmácia do Piauí lançou edital para concurso com quatro vagas para o seu quadro permanente de pessoal em Teresina, Picos e Parnaíba. 

Entrevistado ontem por uma bancada obsequiosa na TV Meio Norte, o vice-prefeito e secretário de Finanças de Teresina Robert Rios disse que todos os sistemas de dados de pessoal e impostos são feitos por empresas de São Paulo e do Paraná, em contratos antigos que, segundo ele tornam a prefeitura refém dessas empresas. Ele fala – e se defende da acusação feita pelo TCE no caso de sua omissão em assunto muito sério na PMT. Explicou o secretário que a empresa responsável pelo sistema de arrecadação não recebeu pagamento por serviço prestado porque não apresentou certidões negativas de débitos fazendários. Assim, teria bloqueado o acesso ao sistema. Com isso, o chefe de Tecnologia da Informação nomeado por Robert Rios, o senhor Aratã Piauilino, resolveu fazer o contrato informal com a empresa IP Telecom Carrier. Quando a fatura chegou, Robert disse que não poderia pagar e a empresa então bloqueou o sistema. Para destravar o sistema, narrou Robert Rios à cordata bancada da TV Meio Norte, uma comissão foi a sede da empresa. Tinha até um procurador do município. O secretário não disse e também ninguém entre os entrevistadores teve a curiosidade de indagar sobre como ficou o sistema de arrecadação da cidade, refém da empresa contratada formalmente e depois da empresa contratada “de boca”. Mas o secretário disse aos seus entrevistadores que já procurou uma empresa para fazer esse trabalho e não achou. Seu ex-subalterno Aratã achou, mas no lado negro da força. E logicamente que sacou da cartola mais alguns números para jogar sobre a administração o recorrente déficit de competência que tem marcado quase toda a atual gestão. Não será impondo sua versão, sempre com um tom de arrogância, que o secretário irá lançar luzes sobre esse malfeito que afetou, sim, o sistema de arrecadação municipal e que, mesmo não havendo uso de moeda, custou muito caro aos cofres da prefeitura.

Prefeita Carmelita Castro, de São Raimundo Nonato, festeja absolvição no TSE (Foto: divulgação)

No ar ou na água

Um punhado de gente de bandeiras vermelhas aguardava Lula em Maceió. E logo os bolsonaristas começaram a fazer troça do pingo de gente nas manifestações do ex-presidente.
Lula (ou, 9 dedos, como o chamam os bolsonaristas) tá que nem o mosquito da dengue: só anda na água ou no ar.
Se baixar na terra os bolsonaristas o arrebentam de vaias.

Fim de linha

Robert Rios avisou a Dr. Pessoa que está fora da eleição de 2024.
Se o prefeito for disputar um segundo mandato terá que buscar um outro vice.
Como nem sempre ele próprio confirma ou repete o que diz, resta esperar o tempo passar.

Ataque covarde

Robert Rios fez ataques virulentos ao diretor-presidente do jornal O Dia, Valmir Miranda, acusando-o, sem provas, de tentar extorquir a ele e ao erário municipal.

Contra-ataque

Para Rios, a qualquer publicação que não seja bajulatória, ele aponta o dedo e usa a língua sujos para desclassificar a denúncia e usa a sua pequena régua para medir o conceito e a credibilidade do veículo e de seus diretores.
Um jeito leviano e vicioso de contra-atacar.

Votos para o cabo eleitoral

A conselheira Flora Izabel estreia hoje, no plenário do TCE-PI, com uma pauta de processos para julgar. Ela herdou processos relatados pelo conselheiro recém-apontado Luciano Nunes.
Até aí, tudo bem, não fossem três deles que tratam de duas representações e uma denúncia contra um cabo eleitoral dela, o ex-prefeito Genival Bezerra da Silva, da cidade de Joaquim Pires que na última eleição lhe deu mais de 3 mil votos.

Melhor deixar passar

Mas Flora Izabel precisa ver que não é muito republicano votar num processo de quem moveu o céu e terra para elegê-la, como foi o caso de Genival.
Então, nada mais sensato e honesto que a deputada ops, que a conselheira renuncie a esses processos e não vote nessa sessão.

Coronel do salto alto

Do excelente jornalista e produtor fotográfico André Pessoa falando das intempéries de um profissional de imprensa no semiárido Piauiense. 
“Sobreviver nessa caatinga dominada pelos coronéis é missão hercúlea. Só mudou o gênero. O coronel contemporâneo usa salto alto, mas usa as mesmas práticas das gerações passadas. O uso da máquina pública é avassalador contra qualquer antagonismo”.

Falando nisso...

A prefeita Carmelita Castro, de São Raimundo Nonato, postou nas redes sociais sua foto, abraçada à bandeira do Piauí, destacando decisão do TSE que a absolve em processo eleitoral de 2016. Tendo sido cassada em primeira instância.
“Gratidão a Deus, à Justiça e aos advogados de defesa”, publicou.

Olha aí, Nouga!

Leitor da coluna que pediu para não se identificar estranhou a nota da coluna de que a Secretaria Municipal de Educação está pegando carona em pregão eletrônico da cidade de Itapipoca (CE):
“Com todo respeito por Itapipoca - terra do consagrado Tiririca- , mas é estranho demais a prefeitura de uma capital aderir a um pregão eletrônico da pequena cidade do interior cearense.  Aí tem......”. 
O secretário municipal de Educação precisa explicar isso.

Memória

Quando assumiu o cargo de secretário de Finanças, no início do ano, Robert Rios se espantava com os gastos da Eturb com terceirizados, já que a empresa estava em liquidação, cedia servidores para outras pastas e tinha que funcionar à custa de pessoal não efetivo. 

Oxigênio

Quinta-feira desta semana, Robert Rios foi signatário de um decreto Nº 21.534 que abriu crédito suplementar de R$ 1.295.507,06  para administração da ressuscitada estatal municipal, dos quais R$ 295.507,06 para custear seu funcionamento e R$ 1.000.000,00 para asfaltamento.

Parente e pombo...

É provável que a deputada, ops a conselheira do TCE Flora Izabel nunca tenha ouvido falar do dito popular segundo o qual ‘parente e pombo só servem para sujar a casa da gente’.
Porque, certamente, não empregaria na ADH o primo João Filho, flagrado no final de semana com a bufunfa de R$ 74 mil, em espécie, dentro do seu carro.

Pelo parentesco

João Filho é neto do ex-prefeito de Hugo Napoleão, Edmundo Rodrigues Alves, tio de Flora Izabel.
E, justiça se lhe faça, ele foi empregado na ADH, mais pelo parentesco e menos pela competência. 

Até tu?

Agora é o folclórico Fábio Jupi denunciado por suposta grilagem de terras no litoral do Piauí.
O ambientalista Dionísio Carvalho o acusa de tentar se apropriar de áreas de terrenos de marinha, comandando milicianos.
Um capanga do Jupi teria atirado num posseiro, segundo informa registro no batalhão da PM região.
Só pode estar havendo omissão dos órgãos federais.

Ping-Pong
Fórmula para vigia não dormir

Abelardo Carvalho contrata um vigia para trabalho noturno num prédio seu. O vigia chega de bicicleta, às 18 horas e procura Abelardo.

O vigia: “Doutor, onde eu guardo a minha bicicleta?”
Abelardo: “Deixe lá do outro lado da rua...”
O vigia: “Mas se for assim, os ladrões vão roubar...”
Abelardo: “Você vai ficar aqui na porta do meu prédio vigiando a sua bicicleta”.

Originalmente publicada em 1 de outubro de 2011.

Expressas

Após uma tarde fora do ar, o Facebook, Instagram e o WhatsApp normalizaram os serviços na noite de ontem. 

Segundo as empresas, a falha — global — aconteceu por conta de um problema entre a comunicação do servidor de origem e o dispositivo de rede.

Com salários de até R$ 5 mil, o Conselho Regional de Farmácia do Piauí lançou edital para concurso com quatro vagas para o seu quadro permanente de pessoal em Teresina, Picos e Parnaíba. 

Pela liberdade de Arimatéia Azevedo O ICMS do combustível