1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Arimatéia Azevedo, um amigo querido e especial!
Publicidade

Arimatéia Azevedo, um amigo querido e especial!

Ter amigos como você é confraternizar com o universo em sua totalidade.

O Ari sempre foi um homem honrado, admirado e bem quisto. Respeitado e respeitoso por todos. Suas ações testemunham suas palavras. Nem mesmo o tempo é capaz de contrariá-lo. Um homem de muitos amigos, nunca um colecionador de hipócritas. Profissional humilde, simples, mas sempre de palavra sempre reta, assim como uma flecha lançada não pode mais voltar atrás. Um ser humano incrível. Um visionário.

Arimatéia Azevedo, um amigo querido e especial! (Foto: divulgação)

Um homem muito generoso, corajoso e de muita fé, homem de valor, justo. Tipo de homem que sempre partilhou do sofrimento do mundo para consigo. Um homem bom, de sabedoria ímpar, mas acima de tudo, um bom pai, bom filho, bom irmão, bom marido, bom patrão, bom e grande amigo, um irmão de coração.

Nos encontramos pela primeira vez em 1994. Nos aproximamos nos anos 2000, quando iniciamos uma trajetória no Grupo Meio Norte de Comunicação. Após algum tempo, um dia de domingo aproximou-se e falou: “A partir de manhã não mais virei trabalhar”. Confesso que não entendi bem. No dia seguinte, não apareceu para escrever sua coluna que mantinha no jornal, que por sinal uma das mais lidas. Passados quinze dias, ligou-me perguntando se sabia onde ficava o prédio do condomínio Cruzeiro do Sul, (bem pertinho de onde trabalhávamos), confirmei que sim e fui até onde ele estava, uma casa de frente para o condomínio. Depois de ter colocado suas ideias no papel, começou aí a caminhada empresarial do Arimatéia Azevedo, é daí que nasce o primeiro portal de notícias online (www.arimateiazevendo.com.br), o hoje Portal AZ. Um rompimento de barreiras, um grande feito no meio jornalístico. À época, o acesso a internet era limitado e restrito. Momento de censura muito forte. Passamos bons momentos juntos, cruciais em minha vida.

Hoje, nos preocupa e dói bastante saber que o Ari está passando por momentos tão excessivos quanto estes. Mas, dias melhores virão!

Você sempre foi um amigo verdadeiro, alguém que esteve ao meu lado no bom e no menos bom. É graças ao seu apoio, encorajamento e incentivo que cheguei onde estou, e nunca vou esquecer tudo que já fez por mim. Minha gratidão por você é infinita.

Não se preocupe amigo, você nunca esteve e jamais estarás só. Estaremos sempre juntos! Na alegria de sua companhia tudo fica melhor. Certeza de amparo e amizade eterna.

Ter amigos como você é confraternizar com o universo em sua totalidade.

O Ari sempre foi um homem honrado, admirado e bem quisto. Respeitado e respeitoso por todos. Suas ações testemunham suas palavras. Nem mesmo o tempo é capaz de contrariá-lo. Um homem de muitos amigos, nunca um colecionador de hipócritas. Profissional humilde, simples, mas sempre de palavra sempre reta, assim como uma flecha lançada não pode mais voltar atrás. Um ser humano incrível. Um visionário.

Arimatéia Azevedo, um amigo querido e especial! (Foto: divulgação)

Um homem muito generoso, corajoso e de muita fé, homem de valor, justo. Tipo de homem que sempre partilhou do sofrimento do mundo para consigo. Um homem bom, de sabedoria ímpar, mas acima de tudo, um bom pai, bom filho, bom irmão, bom marido, bom patrão, bom e grande amigo, um irmão de coração.

Nos encontramos pela primeira vez em 1994. Nos aproximamos nos anos 2000, quando iniciamos uma trajetória no Grupo Meio Norte de Comunicação. Após algum tempo, um dia de domingo aproximou-se e falou: “A partir de manhã não mais virei trabalhar”. Confesso que não entendi bem. No dia seguinte, não apareceu para escrever sua coluna que mantinha no jornal, que por sinal uma das mais lidas. Passados quinze dias, ligou-me perguntando se sabia onde ficava o prédio do condomínio Cruzeiro do Sul, (bem pertinho de onde trabalhávamos), confirmei que sim e fui até onde ele estava, uma casa de frente para o condomínio. Depois de ter colocado suas ideias no papel, começou aí a caminhada empresarial do Arimatéia Azevedo, é daí que nasce o primeiro portal de notícias online (www.arimateiazevendo.com.br), o hoje Portal AZ. Um rompimento de barreiras, um grande feito no meio jornalístico. À época, o acesso a internet era limitado e restrito. Momento de censura muito forte. Passamos bons momentos juntos, cruciais em minha vida.

Hoje, nos preocupa e dói bastante saber que o Ari está passando por momentos tão excessivos quanto estes. Mas, dias melhores virão!

Você sempre foi um amigo verdadeiro, alguém que esteve ao meu lado no bom e no menos bom. É graças ao seu apoio, encorajamento e incentivo que cheguei onde estou, e nunca vou esquecer tudo que já fez por mim. Minha gratidão por você é infinita.

Não se preocupe amigo, você nunca esteve e jamais estarás só. Estaremos sempre juntos! Na alegria de sua companhia tudo fica melhor. Certeza de amparo e amizade eterna.

O preço alto que meu pai paga por sua coragem; a história que poucos conhecem