1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. A montanha pariu um rato
Publicidade

A montanha pariu um rato

Em 9 de junho, postou-se neste espaço o texto reflexivo sobre o pouco interesse dos governadores em reduzir as alíquotas de ICMS sobre combustíveis, até zerando com algum tipo de compensação por parte da União. O que se disse aqui se materializou: o Congresso aprovou o teto de 17% para o ICMS incidente sobre combustíveis, a alíquota zero ficou no campo das intenções e os governadores, cevando a ideia de que cederam, agora assistem a um reajuste no preço de gasolina e diesel que, vejam só, vai impactar positivamente no caixa dos estados, que já vinham ganhando aporte em face da elevação no preço de derivados de petróleo. Todo o esforço do governo federal para cortar a alíquota do ICMS se desfez como na citação do poeta latino Horácio (65 a.C — 8 a.C): "parturient montes, nascetur ridiculus mus" ou "os montes parirão, e nascerá um ridículo rato".  Sim, porque o que se tem é algo bem mais complexo que simplesmente um alívio fiscal até o final do ano ou, ainda que se estabeleça um teto de 17% da alíquota do ICMS, até que se fizesse um aumento dos derivados de petróleo com base na paridade de preços internacionais, cuja prática está sendo deletéria para o país menos por ela mesma e mais pelo que se percebe ser uma tempestade perfeita, incensada por uma sucessão de fatores - guerra na Ucrânia, aumento persistente de preços do petróleo, desvalorização cambial que encarece custos domésticos, inflação de alimentos crescente e perda do poder de compra dos brasileiros. É certamente a inflação que corroeu a renda das pessoas um problema muito mais grave que o aumento persistente do preço dos combustíveis.

Diego Trajano volta a Teresina e reassume a direção da Band-PI. Ele estava no Amazonas 

Incra investigado

A coluna ainda não tem uma confirmação, mas tem informação extraoficial de que o Ministério Público Federal estaria com uma investigação em curso na Superintendência do Incra no Piauí para apurar supostos malfeitos da gestão de Tiago Vasconcelos, ex-vereador de Teresina alçado ao cargo por obra e graça dos deputados Georgiano Neto e Júlio César Lima.

Desvios a rodo

O rol de malfeitorias seria grande o bastante para causar embaraços sem fim, começando com irregularidades em construção de casas para assentados da reforma agrária, contratação de empresas sem licitação e até o reconhecimento de áreas rurais como urbanas para favorecer grandes empresas de energia limpa, que neste caso estão bem sujas.

Seagro

O pendor para a construção seja do que for parece acompanhar os deputados Júlio César e Georgiano Neto, pai e filho. Na Secretaria de Agronegócio, que faz de festa a reforma em quartel, a compra de álcool gel para famílias assentadas da reforma agrária também está sob suspeita. 
A ex-secretária e faz tudo dos dois deputados, Simone Pereira, foi denunciada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Carro econômico

Ontem se contava uma piada segundo a qual já sabe porque o senador Marcelo Castro é contra reduzir o ICMS sobre a gasolina.
É que o psiquiatra especialista em estradas andaria no carro mais econômico do mundo, o carro oficial.

Diego Trajano

Quem está de volta ao Piauí é o pernambucano (mais piauiense, pelo amor que devota a terra mafrense), Diego Trajano, que implantou a Band-Piauí em 2016 e depois de deixar tudo arrumado, funcionando e em pique de audiência, foi cuidar da emissora do grupo em Manaus. 

Aqui, o seu lugar

Mas Trajano já reassumiu a direção da Band, consciente de ter feito bom trabalho também no Amazonas.

Cidadania

Está na hora de vereadores e deputados homenagearam Trajano com títulos honoríficos, de cidadania de Teresina e do Estado.
Bem ao contrário de muitos que já foram homenageados, Diego tem serviços  prestados ao Piauí. 

A fonte secou

Bolsonaro é mau que nem o pica-pau. 
Agredido pelo ex-jogador e atual comentarista esportivo Walter Casagrande, que entre outros adjetivos o chamou de malvado e muito cruel, o presidente disse que deu um prejuízo de mais de R$ 3 bilhões ao narcotráfico.
Como quem quisesse dizer que a fonte do Cazão secou. 

O ataque do Cazão

Casagrande chamou Bolsonaro de “covarde, perverso e muito cruel”, no instagram. 

A resposta do Bozo

Bolsonaro aproveitou a mesma postagem e deu o troco: “Depende, se Casagrande se refere ao cidadão que segue as leis, a informação não procede. Mas contra o crime organizado nós temos sido cruéis, sim. Por exemplo: nos últimos três anos causamos um prejuízo ao narcotráfico estimado de mais de R$ 3 bilhões. Um recorde histórico”. 
Para bom entendedor, meia palavra basta. 

Ladrões a solta

Furtaram o prefeito de Teresina em plena procissão. 
Essa é a realidade: sem segurança, com a cidade praticamente abandonada, suja, esburacada, sem empregos, os bandidos se sentem no direito e com a ousadia de roubar até o manda-chuva da cidade. 
Acaba não, mundão!  Como diria o jornalista titular da coluna, que segue preso. 

Mundo cão!

Gutão, político de Corrente, filmava as dependências internas so hospital regional da cidade para mostrar o descaso da direção e o desespero das pessoas que estavam ali à espera de um médico. 
Que não estava lá. 

Mundo cão 2

Esse é um quadro que a figura mais importante de Corrente, o deputado estadual João Madison, prefere esconder. 
Ele está mais preocupado em “construir” estradas (a maioria só na nota fiscal) e calçamento em outros lugares. 
Atrás de voto. 

Melão

A Itaueira Agropecuária expande o cultivo de melão para exportação. A empresa pediu outorga para uso de água em imóveis de sua propriedade no município de Pajeú do Piauí.
A maior parte da operação da empresa é no município de Canto do Buriti.

Esporte

Pouco atuante na área de obras de engenharia, a Fundação de Esporte do Piauí tem sido tomada pelo surto do obreirismo eleitoreiro que toma conta do Piauí.
A Fundespi está licitando um complexo esportivo em Buriti dos Lopes e uma pista de skate em Campo Maior.
Assim não tem como não deixar muito contente o donatário dessa capitania, deputado Oliveira Neto. 

Sarapatinhas

Vai sair do papel a clínica veterinária que Rafael Fonteles, candidato petista ao governo do Piauí prometeu fazer quando recebeu apoio da vereadora Tanandra Sarapatinhas.
A clínica vai ser construída pela empresa Natus Serviços e Locação, contratada pelo Idepi por R$ 994.990,95.
Esse é o velho processo do toma-lá-dá-cá.

Vade retro

Uma palavra começa a assombrar gente desacostumada ao olhar atento e percuciente dos órgãos de fiscalização e controle: auditoria.
Há quem diga que, passados 20 anos de mando do petista Wellington Dias, haverá muito serviço para auditores no Piauí.

Destruição

Wellington Dias arruinou a organização administrativa estadual, regulamentada em lei que estabelece as atribuições de cada órgão da administração direta, indireta e fundacional. 
Com suas canetadas, assinou decretos e mais decretos superpondo as competências e criando um chafurdo autárquico a permitir que qualquer órgão faça obras de engenharia.

Retorno

Há um movimento de vereadores para que Renato Berger assuma a Secretaria de Governo do Palácio da Cidade e, no cargo, seja a ponte que eles querem para ter mais favores do prefeito Dr. Pessoa.
Tanto o prefeito quanto o vereador negam a mudança.

Fake news

Rafael Fonteles diz que é fake news a informação divulgada na quinta-feira dando conta de que a prefeita de Novo Santo Antônio, Elisa Paz, do PT, aderiu à campanha de Sílvio Mendes, do União Brasil
A prefeita, por sua vez, não desmentiu nem confirmou adesão ou permanência.

Ping-pong 

O diabo come doce

Mais uma das histórias contadas no Facebook pelo paisagista Paulo Vilarinho, dono do bar Agaves, na zona Leste de Teresina. Quando moravam em Recife ele e os irmãos Tarcísio, João e Marco, jornalista de O Dia, cada um cuidava de uma tarefa doméstica. Paulo lavava a roupa, João cuidava de varrer, Tarcísio cozinhava e Marco lavava as louças. Sempre que ia dormir, Marco deixava a pia limpa, mas à noite sempre aparecia alguém para sujar.
Marco: “Tarcísio, tu comeu doce ontem de noite?”
Tarcísio: “Não!”
Marco: “João tu comeu doce ontem de noite?”
João: “Não!”
Marco: “Paulinho, tu comeu doce ontem de noite?”
Paulo: “Não!”
Marco: “Rapaz, pois foi o diabo e o primo dele!”

Originalmente publicado em 4 de agosto de 2014.

Expressas 

A Fundação Municipal de Saúde registrou redução de mais de 56,8% nos novos casos de Dengue em Teresina, na última semana epidemiológica. O boletim mostra que até o dia 14 de junho, equivelente à 23º semana, foram notificados 19 casos. Na semana epidemiológia anterior as noticações totalizaram 44.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí lançou o Protocolo Cidadão de Produção de Dados de Violência Contra LGBTQIA+. O documento vai orientar os setores de estatística e análise criminal da instituição e da Polícia Militar, na coleta de dados e consolidação de informação referente a violência contra a pessoa LGBTQIA+ no estado.

De acordo com o 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Brasil registrou, em 2020, um aumento nos casos de crimes contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, trans, queers, pansexuais, agêneros, pessoas não binárias e intersexo (LGBTQIA+).

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Em 9 de junho, postou-se neste espaço o texto reflexivo sobre o pouco interesse dos governadores em reduzir as alíquotas de ICMS sobre combustíveis, até zerando com algum tipo de compensação por parte da União. O que se disse aqui se materializou: o Congresso aprovou o teto de 17% para o ICMS incidente sobre combustíveis, a alíquota zero ficou no campo das intenções e os governadores, cevando a ideia de que cederam, agora assistem a um reajuste no preço de gasolina e diesel que, vejam só, vai impactar positivamente no caixa dos estados, que já vinham ganhando aporte em face da elevação no preço de derivados de petróleo. Todo o esforço do governo federal para cortar a alíquota do ICMS se desfez como na citação do poeta latino Horácio (65 a.C — 8 a.C): "parturient montes, nascetur ridiculus mus" ou "os montes parirão, e nascerá um ridículo rato".  Sim, porque o que se tem é algo bem mais complexo que simplesmente um alívio fiscal até o final do ano ou, ainda que se estabeleça um teto de 17% da alíquota do ICMS, até que se fizesse um aumento dos derivados de petróleo com base na paridade de preços internacionais, cuja prática está sendo deletéria para o país menos por ela mesma e mais pelo que se percebe ser uma tempestade perfeita, incensada por uma sucessão de fatores - guerra na Ucrânia, aumento persistente de preços do petróleo, desvalorização cambial que encarece custos domésticos, inflação de alimentos crescente e perda do poder de compra dos brasileiros. É certamente a inflação que corroeu a renda das pessoas um problema muito mais grave que o aumento persistente do preço dos combustíveis.

Diego Trajano volta a Teresina e reassume a direção da Band-PI. Ele estava no Amazonas 

Incra investigado

A coluna ainda não tem uma confirmação, mas tem informação extraoficial de que o Ministério Público Federal estaria com uma investigação em curso na Superintendência do Incra no Piauí para apurar supostos malfeitos da gestão de Tiago Vasconcelos, ex-vereador de Teresina alçado ao cargo por obra e graça dos deputados Georgiano Neto e Júlio César Lima.

Desvios a rodo

O rol de malfeitorias seria grande o bastante para causar embaraços sem fim, começando com irregularidades em construção de casas para assentados da reforma agrária, contratação de empresas sem licitação e até o reconhecimento de áreas rurais como urbanas para favorecer grandes empresas de energia limpa, que neste caso estão bem sujas.

Seagro

O pendor para a construção seja do que for parece acompanhar os deputados Júlio César e Georgiano Neto, pai e filho. Na Secretaria de Agronegócio, que faz de festa a reforma em quartel, a compra de álcool gel para famílias assentadas da reforma agrária também está sob suspeita. 
A ex-secretária e faz tudo dos dois deputados, Simone Pereira, foi denunciada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Carro econômico

Ontem se contava uma piada segundo a qual já sabe porque o senador Marcelo Castro é contra reduzir o ICMS sobre a gasolina.
É que o psiquiatra especialista em estradas andaria no carro mais econômico do mundo, o carro oficial.

Diego Trajano

Quem está de volta ao Piauí é o pernambucano (mais piauiense, pelo amor que devota a terra mafrense), Diego Trajano, que implantou a Band-Piauí em 2016 e depois de deixar tudo arrumado, funcionando e em pique de audiência, foi cuidar da emissora do grupo em Manaus. 

Aqui, o seu lugar

Mas Trajano já reassumiu a direção da Band, consciente de ter feito bom trabalho também no Amazonas.

Cidadania

Está na hora de vereadores e deputados homenagearam Trajano com títulos honoríficos, de cidadania de Teresina e do Estado.
Bem ao contrário de muitos que já foram homenageados, Diego tem serviços  prestados ao Piauí. 

A fonte secou

Bolsonaro é mau que nem o pica-pau. 
Agredido pelo ex-jogador e atual comentarista esportivo Walter Casagrande, que entre outros adjetivos o chamou de malvado e muito cruel, o presidente disse que deu um prejuízo de mais de R$ 3 bilhões ao narcotráfico.
Como quem quisesse dizer que a fonte do Cazão secou. 

O ataque do Cazão

Casagrande chamou Bolsonaro de “covarde, perverso e muito cruel”, no instagram. 

A resposta do Bozo

Bolsonaro aproveitou a mesma postagem e deu o troco: “Depende, se Casagrande se refere ao cidadão que segue as leis, a informação não procede. Mas contra o crime organizado nós temos sido cruéis, sim. Por exemplo: nos últimos três anos causamos um prejuízo ao narcotráfico estimado de mais de R$ 3 bilhões. Um recorde histórico”. 
Para bom entendedor, meia palavra basta. 

Ladrões a solta

Furtaram o prefeito de Teresina em plena procissão. 
Essa é a realidade: sem segurança, com a cidade praticamente abandonada, suja, esburacada, sem empregos, os bandidos se sentem no direito e com a ousadia de roubar até o manda-chuva da cidade. 
Acaba não, mundão!  Como diria o jornalista titular da coluna, que segue preso. 

Mundo cão!

Gutão, político de Corrente, filmava as dependências internas so hospital regional da cidade para mostrar o descaso da direção e o desespero das pessoas que estavam ali à espera de um médico. 
Que não estava lá. 

Mundo cão 2

Esse é um quadro que a figura mais importante de Corrente, o deputado estadual João Madison, prefere esconder. 
Ele está mais preocupado em “construir” estradas (a maioria só na nota fiscal) e calçamento em outros lugares. 
Atrás de voto. 

Melão

A Itaueira Agropecuária expande o cultivo de melão para exportação. A empresa pediu outorga para uso de água em imóveis de sua propriedade no município de Pajeú do Piauí.
A maior parte da operação da empresa é no município de Canto do Buriti.

Esporte

Pouco atuante na área de obras de engenharia, a Fundação de Esporte do Piauí tem sido tomada pelo surto do obreirismo eleitoreiro que toma conta do Piauí.
A Fundespi está licitando um complexo esportivo em Buriti dos Lopes e uma pista de skate em Campo Maior.
Assim não tem como não deixar muito contente o donatário dessa capitania, deputado Oliveira Neto. 

Sarapatinhas

Vai sair do papel a clínica veterinária que Rafael Fonteles, candidato petista ao governo do Piauí prometeu fazer quando recebeu apoio da vereadora Tanandra Sarapatinhas.
A clínica vai ser construída pela empresa Natus Serviços e Locação, contratada pelo Idepi por R$ 994.990,95.
Esse é o velho processo do toma-lá-dá-cá.

Vade retro

Uma palavra começa a assombrar gente desacostumada ao olhar atento e percuciente dos órgãos de fiscalização e controle: auditoria.
Há quem diga que, passados 20 anos de mando do petista Wellington Dias, haverá muito serviço para auditores no Piauí.

Destruição

Wellington Dias arruinou a organização administrativa estadual, regulamentada em lei que estabelece as atribuições de cada órgão da administração direta, indireta e fundacional. 
Com suas canetadas, assinou decretos e mais decretos superpondo as competências e criando um chafurdo autárquico a permitir que qualquer órgão faça obras de engenharia.

Retorno

Há um movimento de vereadores para que Renato Berger assuma a Secretaria de Governo do Palácio da Cidade e, no cargo, seja a ponte que eles querem para ter mais favores do prefeito Dr. Pessoa.
Tanto o prefeito quanto o vereador negam a mudança.

Fake news

Rafael Fonteles diz que é fake news a informação divulgada na quinta-feira dando conta de que a prefeita de Novo Santo Antônio, Elisa Paz, do PT, aderiu à campanha de Sílvio Mendes, do União Brasil
A prefeita, por sua vez, não desmentiu nem confirmou adesão ou permanência.

Ping-pong 

O diabo come doce

Mais uma das histórias contadas no Facebook pelo paisagista Paulo Vilarinho, dono do bar Agaves, na zona Leste de Teresina. Quando moravam em Recife ele e os irmãos Tarcísio, João e Marco, jornalista de O Dia, cada um cuidava de uma tarefa doméstica. Paulo lavava a roupa, João cuidava de varrer, Tarcísio cozinhava e Marco lavava as louças. Sempre que ia dormir, Marco deixava a pia limpa, mas à noite sempre aparecia alguém para sujar.
Marco: “Tarcísio, tu comeu doce ontem de noite?”
Tarcísio: “Não!”
Marco: “João tu comeu doce ontem de noite?”
João: “Não!”
Marco: “Paulinho, tu comeu doce ontem de noite?”
Paulo: “Não!”
Marco: “Rapaz, pois foi o diabo e o primo dele!”

Originalmente publicado em 4 de agosto de 2014.

Expressas 

A Fundação Municipal de Saúde registrou redução de mais de 56,8% nos novos casos de Dengue em Teresina, na última semana epidemiológica. O boletim mostra que até o dia 14 de junho, equivelente à 23º semana, foram notificados 19 casos. Na semana epidemiológia anterior as noticações totalizaram 44.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí lançou o Protocolo Cidadão de Produção de Dados de Violência Contra LGBTQIA+. O documento vai orientar os setores de estatística e análise criminal da instituição e da Polícia Militar, na coleta de dados e consolidação de informação referente a violência contra a pessoa LGBTQIA+ no estado.

De acordo com o 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Brasil registrou, em 2020, um aumento nos casos de crimes contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis, trans, queers, pansexuais, agêneros, pessoas não binárias e intersexo (LGBTQIA+).

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Pedaladas e irresponsabilidades A PM ciclista