1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Wellington, a CIDE e o cinismo
Publicidade

Wellington, a CIDE e o cinismo

Entrevistado ontem na TV Cidade Verde, o ex-governador Wellington Dias foi indagado pela jornalista Lídia Brito sobre as condições das estradas estaduais. Em vez de responder objetivamente, primeiro tratou sobre o aumento de combustíveis derivados do petróleo, citando a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre combustíveis, criada por meio da Lei nº 10.336/2001, e que recai sobre atividades de importação e comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e seus derivados, e álcool etílico combustível. Ato contínuo, disse que o atual governo federal, liderado por Jair Bolsonaro, com a CIDE e que isso contribuiu para a falta de recursos no Tesouro estadual para recuperar estradas, ou seja, jogou no colo de Bolsonaro a responsabilidade pelas más condições das rodovias estaduais do Piauí. Isso porque, nas contas do ex-governador, a CIDE contribuiria com R$ 260 milhões anuais para os cofres estaduais e esses recursos se prestariam a manter a trafegabilidade das estradas. “No caso das estradas seriam necessário R$ 260 milhões anuais da CIDE. “Vai ser 14,15 milhões nesse ano. Então acabou-se, foi para a lona”, disse o ex-governador, que mandou projetos de lei e sancionou leis orçamentárias em que nunca o valor da CIDE foi o montante citado por ele. Nunca. Os dados acessíveis nas leis orçamentárias no site da Secretaria de Planejamento indicam que em 2018, antes de iniciado o atual governo federal, o valor da receita estimada para a CIDE foi de R$ $ 32.640.35. No primeiro ano do governo atual,2019, o valor previsto foi até maior: R$ 60.171.767. Em 2010, último ano de Lula como presidente, a previsão na lei orçamentária do Piauí para a CIDE foi de R$ R$ 23.600.652 e no ano seguinte,2011, primeiro em que Dilma Roussef governou, o orçamento do Piauí teve uma previsão de receita para a CIDE fixada em R$ 29.215.997. Um olhar sobre esses números deixa evidente que o ex-governador lança dados ao léu, buscando estabelecer uma cortina de fumaça para o descaso e a omissão com que a sua gestão cuidou das rodovias estaduais, a tal ponto que a continuadora do governo, Regina Sousa, decretou a emergência administrativa em 16 trechos rodoviários, permitindo contratações sem licitações, as quais já somam R$ 26,265 milhões – mais de quatro vezes o que orçamento estadual deste ano previu como receita da CIDE: 6.254.686,00. Então, como bem destaca o título deste comentário, o sunismo de sua ex-vossa excelência chegou e sobrou. 

Diz aí: esses policiais militares são do destacamento de São João do Piauí ou são os da “guarda-privada- da ex-primeira-dama que a acompanha pelo Piauí?

Descaso e desrespeito

É muita falta de vergonha. Nas UPAs de Teresina não fornecem resultado dos exames porque falta papel na impressora.
Enquanto isso o atoleimado do prefeito aparece em vídeos (novos) rodopiando em torno de lutador de capoeira. 
Isso além de descaso é um desrespeito. 

Guarda de honra

Os colunistas substitutos tem é tentado, mas não conseguem informações sobre esse quarteto de policiais militares que estava acompanhando a ex-primeira-dama Rejane Dias em sua atribulada chegada em São João do Piauí. 
Atribulada, porque ela foi vaiada por professores grevistas. 

Guarda privativa

Um morador de São João do Piauí jura que esses Policiais chegaram com Rejane, como sendo da guarda privativa (ou particular/exclusiva) da deputada federal.
Aqui em Teresina ninguém da corporação dá informação exata. 

Tarefeiros

No entanto, segundo nos chegam informações de quem anda com a ex-primeira dama, são recorrentes as companhias policiais de Rejane e do marido dela, o ex-governador Wellington Dias onde quer que andem. 
Ou seja, não há policial nas ruas para proteger a população. 
Mas existem grupos de elite sendo tarefeiros particulares.   

A vaga no TRT

Numa canetada o desembargador do TRF1 Novely Vilanova Reis determinou que a justiça federal do Piauí dê seguimento ao processo de escolha da lista tríplice para definição do nome do desembargador do TRT. 
O processo estava suspenso por força de liminar, 

A lista segue

Por decisão do juiz federal Brunno Cristiano Cardoso, a presidente do TRT, Liana Ferraz, havia suspendido a sessão que escolheria três dos seis nomes da lista sêxtupla enviada pela OAB. 
O nó da questão era o advogado Tessio Torres, cuja escolha no conselho era apontada como ilegal. 

Nada ilegal

O desembargador do TRF1 não viu ilegalidades não escolha pelo conselho do nome de Tessio Torres. Preterido, apesar de primeiro lugar na escolha dos advogados, Sigifroi Moreno acusou Tessio de ter sido candidato sendo membro de comissão na OAB, o que é vedado. mas não provou. 
“Fica suspensa a eficácia da decisão agravada, devendo o processo prosseguir como for de direito”, determinou o magistrado. 

Nomes da lista

Além de Téssio Torres, compõem a lista sêxtupla Tácia Nunes, Heloísa Hommerding, Cinéas Nogueira, Vicente Resende e Olívia Brandão.

E o lula, hein!?

Chamou de meninos os bandidos que sequestraram Abílio Diniz e ainda disse que foi interferir por eles junto a FHC, presidente à época, porque os “‘meninos” ameaçavam greve seca, isto é, fazer greve de fome e de sede na cadeia e que por isso iriam morrer. 

Presos políticos

Quando foi chamado para fazer apelo pelos presos políticos de Cuba na tirana ditadura de Fidel Castro, Lula disse que seria ferir os direitos humanos e que não poderia interferir no sistema de justiça cubano. 
Ó mundo!!!

Visita cordial

Ontem, Salgado Maranhão, o poeta do mundo, se encontrava em sua cidade natal, Caxias e aproveitou para uma visita de cortesia ao juiz Ailton Gutemberg da 1a Vara dos Feitos da Fazenda Pública do Maranhão.  
Gutemberg é piauiense.

Chafurdo

A Câmara Municipal de Teresina em breve vai ficar mais conhecida pelas patacoadas que por qualquer coisa.
Depois de duas vezes antecipar a eleição da Mesa Diretora, agora tem dois suplentes de vereador disputando uma cadeira.

O sem mandato

Junior Macedo, terceiro suplente de vereador pelo PSD, desistiu de ficar na vaga aberta com a saída de Renato Berger para ser secretário municipal de Esporte e Lazer.
Com isso, deveria assumir o segundo suplente, Eduardo Draga Alana, que preferiu ficar como secretário da Juventude. Se chamaria a segunda suplente, Cida Santiago, que também preferiu não assumir. 

O com mandato

Macedo alegou razões pessoais para não assumir o mandato, mas fez isso apenas informando a Presidência da Câmara, em documento – o que implica em deixar que se chamasse o quarto suplente, Antônio José Lira, que não somente assumiu como se tornou líder do prefeito Dr. Pessoa;

Imbróglio 1

Agora, seguramente superadas as “razões pessoais” que o impediram de assumir o mandato, Junior Macedo deu o ar da graça na Câmara querendo ficar no lugar de Antônio José Lira. Ameaça até judicializar o caso.

Imbróglio 2

O presidente Jeová Alencar deu de ombros e informou ao suplente que para reaver o direito de assumir o mandato terá que seguir um rito em que Renato Berger deixa a Semel, reassume o mandato, pede nova licença para se iniciar a convocação dos suplentes, nesta ordem: Draga Alana, Cida e Junior Macedo.

Me inclua fora

O prefeito Dr. Pessoa já sinalizou que não vai se meter na briga, enquanto o agronegocial deputado Júlio César, dono do PSD, já se pintou para guerra e disse que o presidente Jeová Alencar faz movimentos para favorecer a si e a seus aliados.

Energia solar

Atendem por Bonito, com numeração de 1 a 10, os parques para produção solar que vão ser instalados em áreas dos municípios de Lagoa do Barro e Coronel José Dias, no Sudeste do Piauí.

Calçamento

Ícaro Guedes Alcoforado Costa, dono da Guedes Construções e de um sobrenome que remete a um amigo do peito do ex-governador Wellington Dias, Francisco Guedes Alcoforado, é o feliz vencedor de licitação no valor de R$ 981.532,21 para serviços de 7.750 metros quadrados de pavimentação em paralelepípedo, no município de Cabeceiras.
A licitante é a calçamentística Secretaria de Agronegócios.

Ping-pong

O extraterreste

Programa Cidade Verde Repórter. Amadeu Campos faz enquete ao vivo, sobre a existência de extraterrestre. Em Teresina, nas suas perambulações periódicas, Raimundinho Santana pega o telefone e liga para a TV Cidade Verde.
Amadeu: “Você acredita na existência de vida extraterrestre?”
Raimundinho: “Acredito sim, porque moro em Corrente, que fica depois do fim do mundo e lá ainda me chamam de lunático”.

Originalmente publicada em 11 de fevereiro de 2008.

Expressas 

O Procon do Ministério Público fiscalizou 15 postos e duas distribuidoras e constatou irregularidades em relação ao preço do combustível na zona Sul e zona Norte de Teresina. 

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) retirou de pauta o Projeto de Lei nº 93/22, que visa à revogação da Lei n° 7.750/22 da deputada Teresa Britto (PV), que dispõe sobre assistência humanizada e estabelece o direito ao acompanhamento de uma doula durante o parto, além de instituir mecanismos para coibir violência obstétrica.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou, nesta terça-feira (21), a ordem de serviço autorizando o início de um estudo sobre a transposição das águas do rio São Francisco para o Piauí. A Universidade Federal de Viçosa foi a contratada para realizar os estudos e definir de onde será a captação do rio São Francisco para chegar ao Piauí.

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Entrevistado ontem na TV Cidade Verde, o ex-governador Wellington Dias foi indagado pela jornalista Lídia Brito sobre as condições das estradas estaduais. Em vez de responder objetivamente, primeiro tratou sobre o aumento de combustíveis derivados do petróleo, citando a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre combustíveis, criada por meio da Lei nº 10.336/2001, e que recai sobre atividades de importação e comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e seus derivados, e álcool etílico combustível. Ato contínuo, disse que o atual governo federal, liderado por Jair Bolsonaro, com a CIDE e que isso contribuiu para a falta de recursos no Tesouro estadual para recuperar estradas, ou seja, jogou no colo de Bolsonaro a responsabilidade pelas más condições das rodovias estaduais do Piauí. Isso porque, nas contas do ex-governador, a CIDE contribuiria com R$ 260 milhões anuais para os cofres estaduais e esses recursos se prestariam a manter a trafegabilidade das estradas. “No caso das estradas seriam necessário R$ 260 milhões anuais da CIDE. “Vai ser 14,15 milhões nesse ano. Então acabou-se, foi para a lona”, disse o ex-governador, que mandou projetos de lei e sancionou leis orçamentárias em que nunca o valor da CIDE foi o montante citado por ele. Nunca. Os dados acessíveis nas leis orçamentárias no site da Secretaria de Planejamento indicam que em 2018, antes de iniciado o atual governo federal, o valor da receita estimada para a CIDE foi de R$ $ 32.640.35. No primeiro ano do governo atual,2019, o valor previsto foi até maior: R$ 60.171.767. Em 2010, último ano de Lula como presidente, a previsão na lei orçamentária do Piauí para a CIDE foi de R$ R$ 23.600.652 e no ano seguinte,2011, primeiro em que Dilma Roussef governou, o orçamento do Piauí teve uma previsão de receita para a CIDE fixada em R$ 29.215.997. Um olhar sobre esses números deixa evidente que o ex-governador lança dados ao léu, buscando estabelecer uma cortina de fumaça para o descaso e a omissão com que a sua gestão cuidou das rodovias estaduais, a tal ponto que a continuadora do governo, Regina Sousa, decretou a emergência administrativa em 16 trechos rodoviários, permitindo contratações sem licitações, as quais já somam R$ 26,265 milhões – mais de quatro vezes o que orçamento estadual deste ano previu como receita da CIDE: 6.254.686,00. Então, como bem destaca o título deste comentário, o sunismo de sua ex-vossa excelência chegou e sobrou. 

Diz aí: esses policiais militares são do destacamento de São João do Piauí ou são os da “guarda-privada- da ex-primeira-dama que a acompanha pelo Piauí?

Descaso e desrespeito

É muita falta de vergonha. Nas UPAs de Teresina não fornecem resultado dos exames porque falta papel na impressora.
Enquanto isso o atoleimado do prefeito aparece em vídeos (novos) rodopiando em torno de lutador de capoeira. 
Isso além de descaso é um desrespeito. 

Guarda de honra

Os colunistas substitutos tem é tentado, mas não conseguem informações sobre esse quarteto de policiais militares que estava acompanhando a ex-primeira-dama Rejane Dias em sua atribulada chegada em São João do Piauí. 
Atribulada, porque ela foi vaiada por professores grevistas. 

Guarda privativa

Um morador de São João do Piauí jura que esses Policiais chegaram com Rejane, como sendo da guarda privativa (ou particular/exclusiva) da deputada federal.
Aqui em Teresina ninguém da corporação dá informação exata. 

Tarefeiros

No entanto, segundo nos chegam informações de quem anda com a ex-primeira dama, são recorrentes as companhias policiais de Rejane e do marido dela, o ex-governador Wellington Dias onde quer que andem. 
Ou seja, não há policial nas ruas para proteger a população. 
Mas existem grupos de elite sendo tarefeiros particulares.   

A vaga no TRT

Numa canetada o desembargador do TRF1 Novely Vilanova Reis determinou que a justiça federal do Piauí dê seguimento ao processo de escolha da lista tríplice para definição do nome do desembargador do TRT. 
O processo estava suspenso por força de liminar, 

A lista segue

Por decisão do juiz federal Brunno Cristiano Cardoso, a presidente do TRT, Liana Ferraz, havia suspendido a sessão que escolheria três dos seis nomes da lista sêxtupla enviada pela OAB. 
O nó da questão era o advogado Tessio Torres, cuja escolha no conselho era apontada como ilegal. 

Nada ilegal

O desembargador do TRF1 não viu ilegalidades não escolha pelo conselho do nome de Tessio Torres. Preterido, apesar de primeiro lugar na escolha dos advogados, Sigifroi Moreno acusou Tessio de ter sido candidato sendo membro de comissão na OAB, o que é vedado. mas não provou. 
“Fica suspensa a eficácia da decisão agravada, devendo o processo prosseguir como for de direito”, determinou o magistrado. 

Nomes da lista

Além de Téssio Torres, compõem a lista sêxtupla Tácia Nunes, Heloísa Hommerding, Cinéas Nogueira, Vicente Resende e Olívia Brandão.

E o lula, hein!?

Chamou de meninos os bandidos que sequestraram Abílio Diniz e ainda disse que foi interferir por eles junto a FHC, presidente à época, porque os “‘meninos” ameaçavam greve seca, isto é, fazer greve de fome e de sede na cadeia e que por isso iriam morrer. 

Presos políticos

Quando foi chamado para fazer apelo pelos presos políticos de Cuba na tirana ditadura de Fidel Castro, Lula disse que seria ferir os direitos humanos e que não poderia interferir no sistema de justiça cubano. 
Ó mundo!!!

Visita cordial

Ontem, Salgado Maranhão, o poeta do mundo, se encontrava em sua cidade natal, Caxias e aproveitou para uma visita de cortesia ao juiz Ailton Gutemberg da 1a Vara dos Feitos da Fazenda Pública do Maranhão.  
Gutemberg é piauiense.

Chafurdo

A Câmara Municipal de Teresina em breve vai ficar mais conhecida pelas patacoadas que por qualquer coisa.
Depois de duas vezes antecipar a eleição da Mesa Diretora, agora tem dois suplentes de vereador disputando uma cadeira.

O sem mandato

Junior Macedo, terceiro suplente de vereador pelo PSD, desistiu de ficar na vaga aberta com a saída de Renato Berger para ser secretário municipal de Esporte e Lazer.
Com isso, deveria assumir o segundo suplente, Eduardo Draga Alana, que preferiu ficar como secretário da Juventude. Se chamaria a segunda suplente, Cida Santiago, que também preferiu não assumir. 

O com mandato

Macedo alegou razões pessoais para não assumir o mandato, mas fez isso apenas informando a Presidência da Câmara, em documento – o que implica em deixar que se chamasse o quarto suplente, Antônio José Lira, que não somente assumiu como se tornou líder do prefeito Dr. Pessoa;

Imbróglio 1

Agora, seguramente superadas as “razões pessoais” que o impediram de assumir o mandato, Junior Macedo deu o ar da graça na Câmara querendo ficar no lugar de Antônio José Lira. Ameaça até judicializar o caso.

Imbróglio 2

O presidente Jeová Alencar deu de ombros e informou ao suplente que para reaver o direito de assumir o mandato terá que seguir um rito em que Renato Berger deixa a Semel, reassume o mandato, pede nova licença para se iniciar a convocação dos suplentes, nesta ordem: Draga Alana, Cida e Junior Macedo.

Me inclua fora

O prefeito Dr. Pessoa já sinalizou que não vai se meter na briga, enquanto o agronegocial deputado Júlio César, dono do PSD, já se pintou para guerra e disse que o presidente Jeová Alencar faz movimentos para favorecer a si e a seus aliados.

Energia solar

Atendem por Bonito, com numeração de 1 a 10, os parques para produção solar que vão ser instalados em áreas dos municípios de Lagoa do Barro e Coronel José Dias, no Sudeste do Piauí.

Calçamento

Ícaro Guedes Alcoforado Costa, dono da Guedes Construções e de um sobrenome que remete a um amigo do peito do ex-governador Wellington Dias, Francisco Guedes Alcoforado, é o feliz vencedor de licitação no valor de R$ 981.532,21 para serviços de 7.750 metros quadrados de pavimentação em paralelepípedo, no município de Cabeceiras.
A licitante é a calçamentística Secretaria de Agronegócios.

Ping-pong

O extraterreste

Programa Cidade Verde Repórter. Amadeu Campos faz enquete ao vivo, sobre a existência de extraterrestre. Em Teresina, nas suas perambulações periódicas, Raimundinho Santana pega o telefone e liga para a TV Cidade Verde.
Amadeu: “Você acredita na existência de vida extraterrestre?”
Raimundinho: “Acredito sim, porque moro em Corrente, que fica depois do fim do mundo e lá ainda me chamam de lunático”.

Originalmente publicada em 11 de fevereiro de 2008.

Expressas 

O Procon do Ministério Público fiscalizou 15 postos e duas distribuidoras e constatou irregularidades em relação ao preço do combustível na zona Sul e zona Norte de Teresina. 

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) retirou de pauta o Projeto de Lei nº 93/22, que visa à revogação da Lei n° 7.750/22 da deputada Teresa Britto (PV), que dispõe sobre assistência humanizada e estabelece o direito ao acompanhamento de uma doula durante o parto, além de instituir mecanismos para coibir violência obstétrica.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou, nesta terça-feira (21), a ordem de serviço autorizando o início de um estudo sobre a transposição das águas do rio São Francisco para o Piauí. A Universidade Federal de Viçosa foi a contratada para realizar os estudos e definir de onde será a captação do rio São Francisco para chegar ao Piauí.

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Pedaladas e irresponsabilidades Decreto de Regina e a dispensa de licitação