1. Editorias
  2. Arte Cultura
  3. Djonga expõe imagem da violência da área do rapper na capa do quarto álbum
Publicidade

Djonga expõe imagem da violência da área do rapper na capa do quarto álbum

Foto: Daniel Assis.

Com lançamento programado para a sexta-feira, 13 de março, o quarto álbum de Djonga, Histórias da minha área! teve a capa revelada pelo rapper mineiro em rede social nesta segunda-feira, 6.

Clicada pelo fotógrafo Daniel Assis, a imagem da capa causou impacto na internet pela exposição da violência cotidiana em áreas de comunidades carentes. Na foto, Djonga aparece sentado e sorridente em um beco, tendo em volta cinco corpos de jovens baleados. Outros quatros jovens figuram na foto, em pé, ao redor de Djonga e dos corpos já sem vida.

“Quando eu conto a história da minha área, acho que conto a história de todas as áreas do Brasil que se parecem com de onde eu vim”, justifica o artista. “Vocês sabem do que eu tê falando, pelo menos quem veio de lá sabe do que eu tô falando... Quem não cresceu preso dentro de casa vai entender o que eu tô falando, só não é garantia que vão gostar do que eu to falando”, pondera Djonga.

Álvaro B. Jr. assina a arte da capa do álbum Histórias da minha área!. O disco sucede os álbuns Heresia (2017), O menino que queria ser Deus (2018) e Ladrão (2019) na discografia de Djonga.

Foto: Daniel Assis.

Com lançamento programado para a sexta-feira, 13 de março, o quarto álbum de Djonga, Histórias da minha área! teve a capa revelada pelo rapper mineiro em rede social nesta segunda-feira, 6.

Clicada pelo fotógrafo Daniel Assis, a imagem da capa causou impacto na internet pela exposição da violência cotidiana em áreas de comunidades carentes. Na foto, Djonga aparece sentado e sorridente em um beco, tendo em volta cinco corpos de jovens baleados. Outros quatros jovens figuram na foto, em pé, ao redor de Djonga e dos corpos já sem vida.

“Quando eu conto a história da minha área, acho que conto a história de todas as áreas do Brasil que se parecem com de onde eu vim”, justifica o artista. “Vocês sabem do que eu tê falando, pelo menos quem veio de lá sabe do que eu tô falando... Quem não cresceu preso dentro de casa vai entender o que eu tô falando, só não é garantia que vão gostar do que eu to falando”, pondera Djonga.

Álvaro B. Jr. assina a arte da capa do álbum Histórias da minha área!. O disco sucede os álbuns Heresia (2017), O menino que queria ser Deus (2018) e Ladrão (2019) na discografia de Djonga.