1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Com vice e acesso na Taça Brasil, Campo Largo busca bicampeonato Piauiense de futsal
Publicidade

Com vice e acesso na Taça Brasil, Campo Largo busca bicampeonato Piauiense de futsal

Time retomou treinamentos nesta terça (10) no ginásio Pato Preto, zona norte de Teresina

Foram cinco jogos até chegar a tão sonhada disputa de título na Taça Brasil de futsal Sub-20 para o Campo Largo. Na decisão, o time piauiense perdeu para o Jucas (CE) e conquistou o vice-campeonato e o acesso a divisão especial da Taça Brasil. 


Time com a medalha da Taça Brasil, em Fortaleza (Foto: Aldo Alberto / Campo Largo)

“Nosso resultado foi muito importante. Nosso objetivo era o título. Fizemos uma campanha que não foi fácil, lutamos bastante, pensamos até que seria impossível a gente chegar a final, mas levantamos a cabeça, botamos em prática e conseguimos um feito inédito”, afirmou Welio Linhas, auxiliar técnico.

A conquista é comemorada hoje pelos atletas e comissão do clube. De volta a Teresina, o Ginásio Pato Preto, no Mocambinho, zona norte de Teresina, volta a ser palco dos treinos da equipe de conquista inédita. 


Treinos na tarde desta terça (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Desembarcando em Teresina ontem, o Campo Largo voltou a realizar os treinos nesta terça (10) com foco no Campeonato Piauiense de futsal, competição onde defenderá o título. 

“A gente chega muito forte para o Piauiense. A gente já vem de três piauienses muito fortes e essa Taça Brasil nos deu experiência. Sabemos que o Piauiense também é um campeonato muito forte e estamos preparados. Vamos treinar mais, vamos corrigir os erros que tivemos lá em Fortaleza, ver o que está faltando para a gente chegar no Piauiense e com fé em Deus sermos campeões”


(Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Para o Estadual, o time será mantido, com apenas um atleta saindo para o adulto, e outras três peças de fora do estado que atuaram na Taça Brasil devem chegar como novas contratações para a competição. 

A estreia no Piauiense será no dia 20 de setembro, sem adversário definido. A tabela da competição ainda será definida pela Federação de Futsal do Piauí. 

A primeira defesa de pênalti

“Eu mesmo fechei o olho lá na hora, me abaixei e deixei na mão de Deus. Deus iluminou o João. Ele mesmo fala que nem sabe como foi aquilo”


João Felipe (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

O relato do auxiliar técnico Welio Linhares foi sobre um lance que pode ter colocado o Campo Largo na final da Taça Brasil. Na semifinal contra o ARUC/ Upis/ AABB (DF) o Campo Largo vencia o jogo por 3 a 2 quando, nos minutos finais, um penalti para o time do distrito federal foi marcado. 

Debaixo das traves, João Felipe, de 18 anos, se posicionou e ficou gigante ao defender o pênalti. Além de ajudar o time a ir a final, o atleta relatou que este foi o primeiro penalti defendido da sua carreira. 

“Eu não sou especialista em cobranças de tiro livre, como pênalti ou tiro de dez metros. Eu nunca tinha pegado um pênalti em uma partida. Então fiquei muito feliz. Resultado de muito tempo com meus preparadores”

Foram cinco jogos até chegar a tão sonhada disputa de título na Taça Brasil de futsal Sub-20 para o Campo Largo. Na decisão, o time piauiense perdeu para o Jucas (CE) e conquistou o vice-campeonato e o acesso a divisão especial da Taça Brasil. 


Time com a medalha da Taça Brasil, em Fortaleza (Foto: Aldo Alberto / Campo Largo)

“Nosso resultado foi muito importante. Nosso objetivo era o título. Fizemos uma campanha que não foi fácil, lutamos bastante, pensamos até que seria impossível a gente chegar a final, mas levantamos a cabeça, botamos em prática e conseguimos um feito inédito”, afirmou Welio Linhas, auxiliar técnico.

A conquista é comemorada hoje pelos atletas e comissão do clube. De volta a Teresina, o Ginásio Pato Preto, no Mocambinho, zona norte de Teresina, volta a ser palco dos treinos da equipe de conquista inédita. 


Treinos na tarde desta terça (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Desembarcando em Teresina ontem, o Campo Largo voltou a realizar os treinos nesta terça (10) com foco no Campeonato Piauiense de futsal, competição onde defenderá o título. 

“A gente chega muito forte para o Piauiense. A gente já vem de três piauienses muito fortes e essa Taça Brasil nos deu experiência. Sabemos que o Piauiense também é um campeonato muito forte e estamos preparados. Vamos treinar mais, vamos corrigir os erros que tivemos lá em Fortaleza, ver o que está faltando para a gente chegar no Piauiense e com fé em Deus sermos campeões”


(Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Para o Estadual, o time será mantido, com apenas um atleta saindo para o adulto, e outras três peças de fora do estado que atuaram na Taça Brasil devem chegar como novas contratações para a competição. 

A estreia no Piauiense será no dia 20 de setembro, sem adversário definido. A tabela da competição ainda será definida pela Federação de Futsal do Piauí. 

A primeira defesa de pênalti

“Eu mesmo fechei o olho lá na hora, me abaixei e deixei na mão de Deus. Deus iluminou o João. Ele mesmo fala que nem sabe como foi aquilo”


João Felipe (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

O relato do auxiliar técnico Welio Linhares foi sobre um lance que pode ter colocado o Campo Largo na final da Taça Brasil. Na semifinal contra o ARUC/ Upis/ AABB (DF) o Campo Largo vencia o jogo por 3 a 2 quando, nos minutos finais, um penalti para o time do distrito federal foi marcado. 

Debaixo das traves, João Felipe, de 18 anos, se posicionou e ficou gigante ao defender o pênalti. Além de ajudar o time a ir a final, o atleta relatou que este foi o primeiro penalti defendido da sua carreira. 

“Eu não sou especialista em cobranças de tiro livre, como pênalti ou tiro de dez metros. Eu nunca tinha pegado um pênalti em uma partida. Então fiquei muito feliz. Resultado de muito tempo com meus preparadores”