1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Mundial Sub-17: invicto, Brasil pega México em busca do 4º título
Publicidade

Mundial Sub-17: invicto, Brasil pega México em busca do 4º título

Em entrevista coletiva, Dalla Déa destacou o empenho dos atletas e o trabalho, visando os mexicanos no confronto deste domingo

Única seleção invicta na competição e com 100% de aproveitamento, o Brasil está a apenas um passo de conquistar o tetracampeonato mundial sub-17, título não conquistado há 16 anos. Anfitriã e empolgada por jogar diante do torcedor, neste domingo (17/11/2019), às 19h, no Bezerrão, as jovens promessas canarinhos podem fechar o campeonato com chave de outro e levantando título.


Brasil entra em campo neste domingo (Foto: divulgação / CBF)

Mesmo não sendo cotada como favorita, o time do treinador Guilherme Dalla Déa mudou as estatísticas durante a Copa do Mundo e surpreendeu a todos, colocando em campo a raça e a garra, assim como aconteceu no duelo contra a França, na última quinta-feira (14/11/2019), quando conseguiu a heroica virada por 3 x 2.

Com a mudança do “êxtase” da virada diante dos franceses para a concentração à decisão, Dalla Déa, em entrevista coletiva, falou sobre o clima e a expectativa para enfrentar os mexicanos e a busca pelo tetra.

“Tivemos diversas adversidades nessa Copa. Mas a equipe demonstrou um grande equilíbrio emocional durante toda a competição. Todos estão preparados para esse momento e tenho certeza que será uma grande final. Mexe com todos mas sinto que estamos preparados para essa grande final”, destacou o treinador.

Um fator de destaque é a tranquilidade que Dalla Déa passa aos jogadores durante as preleções e na própria partida. Porém, além desse fator, a confiança é fundamental para que as vitórias aconteçam, desde a época da preparação, em Teresópolis.

“Eles se prepararam. Se focaram. Mas eu não tento mais passar tranquilidade, tento passar muita confiança. Esse fator é importante para o elenco. Eles estão focados desde quando iniciamos os trabalhos na Granja Comary e não deixaram se abater com qualquer outra coisa, a não ser isso. Então temos condições para fazer uma grande final e levar esse título para coroar essa Copa do Mundo da melhor maneira”, frisou.

Sobre retrospecto e o adversário

Mesmo enfrentando um grande algoz na categoria, que é a seleção mexicana, Dalla Déa não tenta repassar esse retrospecto aos atletas. Para o comandante, a fase é presente e não tem favoritismo, mas é um duelo de muita atenção.

“Em relação ao que passou, temos que respeitar. Eu respeito muito, mas penso no presente. É uma final diferente, com duas grandes equipes. Hoje, o momento é diferente. Estamos invictos, viemos de uma grande semifinal e agora vamos com tudo para sermos campeões. Para eles, estarem em uma final, significa que são uma grande seleção. Temos que ficar atentos para esse jogo. É uma escola que tenta impor esse futebol, com características de qualidade e ofensividade. Então é tratar esse jogo com muita cautela”, finalizou.

Única seleção invicta na competição e com 100% de aproveitamento, o Brasil está a apenas um passo de conquistar o tetracampeonato mundial sub-17, título não conquistado há 16 anos. Anfitriã e empolgada por jogar diante do torcedor, neste domingo (17/11/2019), às 19h, no Bezerrão, as jovens promessas canarinhos podem fechar o campeonato com chave de outro e levantando título.


Brasil entra em campo neste domingo (Foto: divulgação / CBF)

Mesmo não sendo cotada como favorita, o time do treinador Guilherme Dalla Déa mudou as estatísticas durante a Copa do Mundo e surpreendeu a todos, colocando em campo a raça e a garra, assim como aconteceu no duelo contra a França, na última quinta-feira (14/11/2019), quando conseguiu a heroica virada por 3 x 2.

Com a mudança do “êxtase” da virada diante dos franceses para a concentração à decisão, Dalla Déa, em entrevista coletiva, falou sobre o clima e a expectativa para enfrentar os mexicanos e a busca pelo tetra.

“Tivemos diversas adversidades nessa Copa. Mas a equipe demonstrou um grande equilíbrio emocional durante toda a competição. Todos estão preparados para esse momento e tenho certeza que será uma grande final. Mexe com todos mas sinto que estamos preparados para essa grande final”, destacou o treinador.

Um fator de destaque é a tranquilidade que Dalla Déa passa aos jogadores durante as preleções e na própria partida. Porém, além desse fator, a confiança é fundamental para que as vitórias aconteçam, desde a época da preparação, em Teresópolis.

“Eles se prepararam. Se focaram. Mas eu não tento mais passar tranquilidade, tento passar muita confiança. Esse fator é importante para o elenco. Eles estão focados desde quando iniciamos os trabalhos na Granja Comary e não deixaram se abater com qualquer outra coisa, a não ser isso. Então temos condições para fazer uma grande final e levar esse título para coroar essa Copa do Mundo da melhor maneira”, frisou.

Sobre retrospecto e o adversário

Mesmo enfrentando um grande algoz na categoria, que é a seleção mexicana, Dalla Déa não tenta repassar esse retrospecto aos atletas. Para o comandante, a fase é presente e não tem favoritismo, mas é um duelo de muita atenção.

“Em relação ao que passou, temos que respeitar. Eu respeito muito, mas penso no presente. É uma final diferente, com duas grandes equipes. Hoje, o momento é diferente. Estamos invictos, viemos de uma grande semifinal e agora vamos com tudo para sermos campeões. Para eles, estarem em uma final, significa que são uma grande seleção. Temos que ficar atentos para esse jogo. É uma escola que tenta impor esse futebol, com características de qualidade e ofensividade. Então é tratar esse jogo com muita cautela”, finalizou.