1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Aos 19 anos, Kayla Gomes chega ao Tiradentes e vive expectativa em seu primeiro clube
Publicidade

Aos 19 anos, Kayla Gomes chega ao Tiradentes e vive expectativa em seu primeiro clube

Kayla Gomes, lateral-esquerda, tem primeira chance de disputar o Brasileiro Feminino

Com a proximidade do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2, o Tiradentes vem reforçando os treinos físicos, no campo do CFAP, no bairro Ilhotas. Entre as quinze atletas que vem realizando treinos, um terá no Tiradentes o seu primeiro clube de futebol.


Kayla Gomes (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Natural de Sobral, no Ceará, Kayla Gomes, lateral-esquerda, viveu com a bola nos pés por meio do futsal e campeonatos amadores na sua cidade. Saindo da sua cidade natal para jogar em Teresina, a atleta de 19 anos terá no clube piauiense seu primeiro clube profissional e consequentemente a primeira disputa de Brasileiro. 


Kayla já jogou com Vilma (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Do elenco que hoje integra o Tiradentes, Kayla tem em Vilma, Drika e Juliana velhas conhecidas do mundo da bola. Com o desafio, a atleta usará o fator entrosamento e união para ajudar o time na competição nacional. 

“Estou nervosa e um pouco confiante. Vim para ter um futuro melhor. Eu vim primeiro para fazer parte da equipe e conquistar. Vou fazer o meu melhor e acho que todo mundo unido dá certo”


(Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Aos três anos de idade, Kayla viu na bola de futebol uma paixão. Driblando as feridas que venham ao corpo, ela foi ganhando o apoio da família e hoje projeta crescimento na modalidade. 

“A minha empregada sempre me levava para os jogos e eu sempre chegava em casa machuca, minha mãe pedia para ela ter cuidado e eu nunca deixava de lado. Mesmo com tudo eu sempre gostei de jogar futebol. Hoje minha mãe apoiou e que se é o que eu quero que corra atrás”

Preparação para o Brasileiro

Na última terça (11) o elenco continha quinze atletas realizando trabalho para condicionamento físico.  Com o crescimento da modalidade, a Série A2 deste ano promete ser ainda mais competitiva. 

Toinho (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Pelo caminho, Tiradentes terá, no grupo A, o Ceará, Oratório (AP), Juventude Timonense (MA), Esmac (PA) e Santos Dumont (SE). Sem avaliar diretamente os adversários, o técnico Toinho pontuou o nível dos outros clubes como algo a ser superado para avançar de fase.

“A gente vem conseguindo atletas com qualidade para que possamos fazer um bom papel no Brasileiro para quem sabe passarmos de fase. A avaliação (dos adversários) é a seguinte: se está no Brasileiro, embora seja na Série A2, tem qualidade. Se chegaram aonde chegaram é porque foram campeões no seu estado, assim como o Tiradentes. Então temos que estar precavidos e ficar espertos”


Elenco tem entrosamento como fator positivo (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Atual campeão piauiense, o Tiradentes perdeu peças importantes para o Iranduba-AM. Com isso, o clube corre contra o tempo para buscar reforços. A previsão dada pelo Coronel Canuto é que até domingo mais quatro ou cinco atletas cheguem ao clube e integrem o elenco. 

Com a proximidade do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2, o Tiradentes vem reforçando os treinos físicos, no campo do CFAP, no bairro Ilhotas. Entre as quinze atletas que vem realizando treinos, um terá no Tiradentes o seu primeiro clube de futebol.


Kayla Gomes (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Natural de Sobral, no Ceará, Kayla Gomes, lateral-esquerda, viveu com a bola nos pés por meio do futsal e campeonatos amadores na sua cidade. Saindo da sua cidade natal para jogar em Teresina, a atleta de 19 anos terá no clube piauiense seu primeiro clube profissional e consequentemente a primeira disputa de Brasileiro. 


Kayla já jogou com Vilma (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Do elenco que hoje integra o Tiradentes, Kayla tem em Vilma, Drika e Juliana velhas conhecidas do mundo da bola. Com o desafio, a atleta usará o fator entrosamento e união para ajudar o time na competição nacional. 

“Estou nervosa e um pouco confiante. Vim para ter um futuro melhor. Eu vim primeiro para fazer parte da equipe e conquistar. Vou fazer o meu melhor e acho que todo mundo unido dá certo”


(Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Aos três anos de idade, Kayla viu na bola de futebol uma paixão. Driblando as feridas que venham ao corpo, ela foi ganhando o apoio da família e hoje projeta crescimento na modalidade. 

“A minha empregada sempre me levava para os jogos e eu sempre chegava em casa machuca, minha mãe pedia para ela ter cuidado e eu nunca deixava de lado. Mesmo com tudo eu sempre gostei de jogar futebol. Hoje minha mãe apoiou e que se é o que eu quero que corra atrás”

Preparação para o Brasileiro

Na última terça (11) o elenco continha quinze atletas realizando trabalho para condicionamento físico.  Com o crescimento da modalidade, a Série A2 deste ano promete ser ainda mais competitiva. 

Toinho (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Pelo caminho, Tiradentes terá, no grupo A, o Ceará, Oratório (AP), Juventude Timonense (MA), Esmac (PA) e Santos Dumont (SE). Sem avaliar diretamente os adversários, o técnico Toinho pontuou o nível dos outros clubes como algo a ser superado para avançar de fase.

“A gente vem conseguindo atletas com qualidade para que possamos fazer um bom papel no Brasileiro para quem sabe passarmos de fase. A avaliação (dos adversários) é a seguinte: se está no Brasileiro, embora seja na Série A2, tem qualidade. Se chegaram aonde chegaram é porque foram campeões no seu estado, assim como o Tiradentes. Então temos que estar precavidos e ficar espertos”


Elenco tem entrosamento como fator positivo (Foto: Jade Araujo / Portal AZ)

Atual campeão piauiense, o Tiradentes perdeu peças importantes para o Iranduba-AM. Com isso, o clube corre contra o tempo para buscar reforços. A previsão dada pelo Coronel Canuto é que até domingo mais quatro ou cinco atletas cheguem ao clube e integrem o elenco.