1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Único piauiense já classificado a Tóquio, Luis Carlos Cardoso apoia adiamento dos Jogos
Publicidade

Único piauiense já classificado a Tóquio, Luis Carlos Cardoso apoia adiamento dos Jogos

Paratleta espera retorno das atividades e incentiva pessoas a ficarem em casa

A decisão do Comitê Olímpico Internacional em adiar as Olímpiadas e Paralimpíadas de Tóquio para 2021 atingiu atletas do Piauí. Único representante do estado que já estava classificado para os Jogos, o paratleta Luis Carlos Cardoso afirmou que a decisão tomada foi a melhor devido ao grau de preparação necessário para a competição estar comprometido com o isolamento. 

“Eu acredito que seja a melhor decisão nesse momento. Não tem como a gente dar continuidade a treinamentos de alto rendimento estando em quarentena. Eu parei os treinamentos na semana passada, quando começou realmente a pandemia”


Luis Carlos Cardoso (Foto: reprodução / Instagram)

Em casa, em São Bernardo, Luis está acompanhado da família, que não conseguiu retornar ao Picos, sul do Piauí, devido ao cancelamento dos voos. Agora, o paratleta aguarda o fim da pandemia para retonar aos treinos em alto rendimento. 

“Estou em casa com a minha família, a minha família veio para minha festa de formatura. Infelizmente eles não conseguiram voltar ao Piauí, devido aos voos cancelados, mas acredito que agora o momento realmente é ficar em casa, ter o foco, criar rotinas para de alguma forma a gente manter o equilíbrio psicológico nesse momento (...). Vamos ficar em casa, pessoal. Vamos fazer a nossa parte”.

Com a mudança, Luis Carlos afirmou ainda que pode não ter férias em dezembro e seguirá com um forte programa de treinos visando medalha no Jogos Paralímpicos de Tóquio em 2021. A competição mundial ainda não tem data determinada para acontecer. 

A decisão do Comitê Olímpico Internacional em adiar as Olímpiadas e Paralimpíadas de Tóquio para 2021 atingiu atletas do Piauí. Único representante do estado que já estava classificado para os Jogos, o paratleta Luis Carlos Cardoso afirmou que a decisão tomada foi a melhor devido ao grau de preparação necessário para a competição estar comprometido com o isolamento. 

“Eu acredito que seja a melhor decisão nesse momento. Não tem como a gente dar continuidade a treinamentos de alto rendimento estando em quarentena. Eu parei os treinamentos na semana passada, quando começou realmente a pandemia”


Luis Carlos Cardoso (Foto: reprodução / Instagram)

Em casa, em São Bernardo, Luis está acompanhado da família, que não conseguiu retornar ao Picos, sul do Piauí, devido ao cancelamento dos voos. Agora, o paratleta aguarda o fim da pandemia para retonar aos treinos em alto rendimento. 

“Estou em casa com a minha família, a minha família veio para minha festa de formatura. Infelizmente eles não conseguiram voltar ao Piauí, devido aos voos cancelados, mas acredito que agora o momento realmente é ficar em casa, ter o foco, criar rotinas para de alguma forma a gente manter o equilíbrio psicológico nesse momento (...). Vamos ficar em casa, pessoal. Vamos fazer a nossa parte”.

Com a mudança, Luis Carlos afirmou ainda que pode não ter férias em dezembro e seguirá com um forte programa de treinos visando medalha no Jogos Paralímpicos de Tóquio em 2021. A competição mundial ainda não tem data determinada para acontecer.