1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Atleta piauiense, Inácio Neto, vence competição de Jiu Jitsu nos Estados Unidos
Publicidade

Atleta piauiense, Inácio Neto, vence competição de Jiu Jitsu nos Estados Unidos

Ao Portal AZ, lutador fala sobre participação no evento e carreira fora do Brasil

O atleta piauiense Inácio Neto foi campeão na modalidade NoGi (sem kimono) no World IBJJF Jiu-Jitsu No-Gi Championship 2021, em Dallas, Texas, Estados Unidos, nessa sexta-feira (08). O evento é considerado um dos maiores campeonatos de Jiu Jitsu do mundo. 

Atleta piauiense, Inácio Neto, vence competição de Jiu Jitsu nos Estados Unidos (Foto: divulgação)

Representante da Gracie Barra, Inácio mora há oito anos nos Estados Unidos. Atualmente, reside em Mckinney, uma cidade no norte de Dallas.

Em entrevista ao Portal AZ, o atleta falou sobre sua preparação para o campeonato nos EUA.  Além de competir, o piauiense também concilia a carreira em dá aulas para crianças e adultos em sua própria escola de Jiu Jitsu. 

“Foi tudo muito rápido. Decidir competir 3 semanas antes do evento. Estou sempre treinando, mas hoje não consigo viver uma vida só de atleta. Hoje sou dono da minha própria escola, então tenho uma vida bem corrida. Faço parte de gerenciamento da escola, dou todas as aulas e treino para me manter ativo. Esse campeonato que participei é um dos mais importantes do ano pela IBJJF”, contou. 

Ao Portal AZ, lutador fala sobre participação no evento e carreira fora do Brasil (Foto: divulgação)

Inácio Neto relatou que há muitos lutadores de Jiu Jits da região Nordeste, do Brasil, que participam de campeonatos nos Estados Unidos.  

“No cenário do jiu jitsu dos EUA há vários lutadores nordestinos. Então toda vez que há vencedores, entre os brasileiros, a alegria é na maioria quase sempre de todos, independente de qual equipe. Sabemos o tanto que é difícil chegar aqui e fazer as coisas acontecerem”, disse.

Indagado pela reportagem qual conselheiro deixaria para os jovens piauienses que sonham em participar de campeonatos como esses nos EUA, Inácio Neto relatou: “o trabalho é duro, mas caminhando na direção certa, tudo é possível. Basta acreditar e treinar bastante. Muita fé”, finalizou.

O atleta piauiense Inácio Neto foi campeão na modalidade NoGi (sem kimono) no World IBJJF Jiu-Jitsu No-Gi Championship 2021, em Dallas, Texas, Estados Unidos, nessa sexta-feira (08). O evento é considerado um dos maiores campeonatos de Jiu Jitsu do mundo. 

Atleta piauiense, Inácio Neto, vence competição de Jiu Jitsu nos Estados Unidos (Foto: divulgação)

Representante da Gracie Barra, Inácio mora há oito anos nos Estados Unidos. Atualmente, reside em Mckinney, uma cidade no norte de Dallas.

Em entrevista ao Portal AZ, o atleta falou sobre sua preparação para o campeonato nos EUA.  Além de competir, o piauiense também concilia a carreira em dá aulas para crianças e adultos em sua própria escola de Jiu Jitsu. 

“Foi tudo muito rápido. Decidir competir 3 semanas antes do evento. Estou sempre treinando, mas hoje não consigo viver uma vida só de atleta. Hoje sou dono da minha própria escola, então tenho uma vida bem corrida. Faço parte de gerenciamento da escola, dou todas as aulas e treino para me manter ativo. Esse campeonato que participei é um dos mais importantes do ano pela IBJJF”, contou. 

Ao Portal AZ, lutador fala sobre participação no evento e carreira fora do Brasil (Foto: divulgação)

Inácio Neto relatou que há muitos lutadores de Jiu Jits da região Nordeste, do Brasil, que participam de campeonatos nos Estados Unidos.  

“No cenário do jiu jitsu dos EUA há vários lutadores nordestinos. Então toda vez que há vencedores, entre os brasileiros, a alegria é na maioria quase sempre de todos, independente de qual equipe. Sabemos o tanto que é difícil chegar aqui e fazer as coisas acontecerem”, disse.

Indagado pela reportagem qual conselheiro deixaria para os jovens piauienses que sonham em participar de campeonatos como esses nos EUA, Inácio Neto relatou: “o trabalho é duro, mas caminhando na direção certa, tudo é possível. Basta acreditar e treinar bastante. Muita fé”, finalizou.