1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Vasco bate Inter, vence a primeira no Brasileiro e deixa a lanterna
Publicidade

Vasco bate Inter, vence a primeira no Brasileiro e deixa a lanterna

O duelo aconteceu na noite desta sexta-feira (7)

Nesta sexta-feira (7), o Vasco da Gama entrou em campo, na abertura da oitava rodada do Brasileirão, com uma missão. Trazer calmaria em meio a um mar de crise que vive o clube. E conseguiu. Com a bola rolando, o Cruz-Maltino fez um grande primeiro tempo e dois gols. O suficiente para segurar o ímpeto gaúcho na etapa complementar e garantir a primeira vitória na competição, por 2 a 1.

Vasco bate Inter, vence a primeira no Brasileiro e deixa a lanterna (Foto: divulgação/MSN)

Com o primeiro triunfo no campeonato, os comandados de Vanderlei Luxemburgo chegam a seis pontos e se livram da última posição do certame, ainda sem deixar a zona de rebaixamento. Já o Inter mantém os 13 pontos e figura na sexta colocação.

Cruz-Maltino abre vantagem

Apesar de um início pegado e de muita marcação, o Vasco foi melhor nos primeiros minutos em São Januário. O Cruz-Maltino neutralizou as ações ofensivas do Inter e deu trabalho, principalmente com as descidas de Rossi pelo lado direito. 

A resposta colorada veio aos 11. Nico López avançou pela esquerda e cruzou, na medida, para Uendel chegar testando. O lateral, no entanto, mandou pela linha de fundo. Após o término do lance, o assistente assinalou impedimento do atacante uruguaio no início da jogada.

Com o passar do tempo, a equipe gaúcha equilibrou o duelo. O time da casa ainda era o mais interessado em propor o jogo, mas encontrava muita dificuldade em seu setor de criação.

A solução foi passar a bola para Rossi, vascaíno mais lúcido em campo. Primeiro o camisa 7 recebeu pelo meio e arriscou de longe, obrigando Marcelo Lomba a fazer boa defesa. Depois o atacante passou pela marcação na direita e cruzou para Tiago Reis, que desviou de cabeça e quase abriu o placar na Colina Histórica.

O jogo ia caminhando para um primeiro tempo sem gols, até que, aos 44, Rossi, sempre ele, iniciou jogada pela direita e colocou na área. Emerson Santos afastou e, na sobra, Andrey chegou batendo de perna esquerda, colocando o Vasco da Gama em vantagem. O tento trouxe ainda mais confiança para os mandantes. Antes do intervalo, Danilo Barcelos cobrou falta quase perfeita, a bola acertou o travessão e Tiago Reis, no rebote, aumentou o placar para os vascaínos.

Inter pressiona, mas não chega ao empate

A volta do intervalo trouxe a mudança de postura do time visitante. Diferente do que foi na etapa inicial, o Internacional entrou mais ligado, mais agressivo. Logo aos seis minutos, Rafael Sóbis fez abriu espaço pelo lado esquerdo e bateu cruzado para defesa de Fernando Miguel.

O Vasco até tentou se segurar, mas não aguentou a pressão adversária. Aos 11, Nico tentou cruzamento pela esquerda e Cuesta não conseguiu o domínio. A bola sobrou para Emerson Santos, que bateu de canhota, no cantinho, sem chances para o arqueiro cruz-maltino.

Com a vantagem diminuída, o Colorado aumentou o ritmo ofensivo para buscar o empate. E quase conseguiu. Patrick, que entrou no intervalo no lugar de Edenílson, abriu espaço pelo flanco canhoto e cruzou para Jonatan Álvez, que, na pequena área, testou por cima.

A pressão gaúcha foi grande. O time de Odair Hellman chegou ao empate, mas não valeu. O uruguaio Jonatan Álvez completou cruzamento da esquerda, mas estava em posição de impedimento. Depois, em condições de jogo, Nonato acertou um chutaço da entrada da área para linda defesa de Fernando Miguel.

Um verdadeiro ataque contra defesa se instaurou nos últimos minutos de partida. Melhor para a defesa vascaína, que se segurou do jeito que deu e garantiu a primeira vitória dos cariocas no Campeonato Brasileiro.
 

Nesta sexta-feira (7), o Vasco da Gama entrou em campo, na abertura da oitava rodada do Brasileirão, com uma missão. Trazer calmaria em meio a um mar de crise que vive o clube. E conseguiu. Com a bola rolando, o Cruz-Maltino fez um grande primeiro tempo e dois gols. O suficiente para segurar o ímpeto gaúcho na etapa complementar e garantir a primeira vitória na competição, por 2 a 1.

Vasco bate Inter, vence a primeira no Brasileiro e deixa a lanterna (Foto: divulgação/MSN)

Com o primeiro triunfo no campeonato, os comandados de Vanderlei Luxemburgo chegam a seis pontos e se livram da última posição do certame, ainda sem deixar a zona de rebaixamento. Já o Inter mantém os 13 pontos e figura na sexta colocação.

Cruz-Maltino abre vantagem

Apesar de um início pegado e de muita marcação, o Vasco foi melhor nos primeiros minutos em São Januário. O Cruz-Maltino neutralizou as ações ofensivas do Inter e deu trabalho, principalmente com as descidas de Rossi pelo lado direito. 

A resposta colorada veio aos 11. Nico López avançou pela esquerda e cruzou, na medida, para Uendel chegar testando. O lateral, no entanto, mandou pela linha de fundo. Após o término do lance, o assistente assinalou impedimento do atacante uruguaio no início da jogada.

Com o passar do tempo, a equipe gaúcha equilibrou o duelo. O time da casa ainda era o mais interessado em propor o jogo, mas encontrava muita dificuldade em seu setor de criação.

A solução foi passar a bola para Rossi, vascaíno mais lúcido em campo. Primeiro o camisa 7 recebeu pelo meio e arriscou de longe, obrigando Marcelo Lomba a fazer boa defesa. Depois o atacante passou pela marcação na direita e cruzou para Tiago Reis, que desviou de cabeça e quase abriu o placar na Colina Histórica.

O jogo ia caminhando para um primeiro tempo sem gols, até que, aos 44, Rossi, sempre ele, iniciou jogada pela direita e colocou na área. Emerson Santos afastou e, na sobra, Andrey chegou batendo de perna esquerda, colocando o Vasco da Gama em vantagem. O tento trouxe ainda mais confiança para os mandantes. Antes do intervalo, Danilo Barcelos cobrou falta quase perfeita, a bola acertou o travessão e Tiago Reis, no rebote, aumentou o placar para os vascaínos.

Inter pressiona, mas não chega ao empate

A volta do intervalo trouxe a mudança de postura do time visitante. Diferente do que foi na etapa inicial, o Internacional entrou mais ligado, mais agressivo. Logo aos seis minutos, Rafael Sóbis fez abriu espaço pelo lado esquerdo e bateu cruzado para defesa de Fernando Miguel.

O Vasco até tentou se segurar, mas não aguentou a pressão adversária. Aos 11, Nico tentou cruzamento pela esquerda e Cuesta não conseguiu o domínio. A bola sobrou para Emerson Santos, que bateu de canhota, no cantinho, sem chances para o arqueiro cruz-maltino.

Com a vantagem diminuída, o Colorado aumentou o ritmo ofensivo para buscar o empate. E quase conseguiu. Patrick, que entrou no intervalo no lugar de Edenílson, abriu espaço pelo flanco canhoto e cruzou para Jonatan Álvez, que, na pequena área, testou por cima.

A pressão gaúcha foi grande. O time de Odair Hellman chegou ao empate, mas não valeu. O uruguaio Jonatan Álvez completou cruzamento da esquerda, mas estava em posição de impedimento. Depois, em condições de jogo, Nonato acertou um chutaço da entrada da área para linda defesa de Fernando Miguel.

Um verdadeiro ataque contra defesa se instaurou nos últimos minutos de partida. Melhor para a defesa vascaína, que se segurou do jeito que deu e garantiu a primeira vitória dos cariocas no Campeonato Brasileiro.