1. Editorias
  2. Educação
  3. Vereadores aprovam reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores
Publicidade

Vereadores aprovam reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores

O valor equivalente ao aumento será parcelado em duas pela Prefeitura de Teresina

Os vereadores aprovaram em sessão fechada na Câmara Municipal, nesta terça-feira (17), o reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores e o projeto que parcela em duas vezes o valor equivalente a esse aumento. A categoria aguardou o resultado da sessão em frente à Casa, que estava cercada por policiais militares.

Vereadores aprovam parcelamento do reajuste de 12,84% do piso salarial dos professores ( Foto: Ascom/Sindsern)

A sessão fechada foi realizada em um local alternativo para evitar confronto com os manifestantes que estão acampados em frente à Câmara Municipal desde o dia 10 de março quando foi iniciada a greve. 

Joaquim Monteiro, da coordenação do Sindicato dos Servidores Públicos e Municipais de Teresina, disse ao Portal AZ que amanhã ocorrerá uma assembleia para definir a greve geral da categoria. 

“Nosso foco agora se volta para a  prefeitura e para a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). Amanhã haverá uma assembléia para anunciar a greve geral onde outros setores se juntarão a nossa categoria. Nosso movimento pausará por 15 dias, mas depois desse período retornará como greve geral” explicou Joaquim Monteiro ao Portal AZ.

Amanhã ocorrerá uma assembleia para definir a greve geral da categoria ( Foto: Ascom/Sindsern)

Segundo o Sindserm, o movimento vai parar pelo período de 15 dias devido ao novo coronavírus, mas após esse intervalo os professores voltarão a fazer manifestações.

Alguns dos professores que estavam na Casa durante a sessão informaram que foram agredidos por policiais militar. Eles se dirigiram à delegacia de Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência. 

Matéria relacionada:

Depois de tumulto, vereadores suspendem votação do reajuste dos professores

Professores vão acampar na Câmara de Vereadores até a próxima votação do reajuste    

Os vereadores aprovaram em sessão fechada na Câmara Municipal, nesta terça-feira (17), o reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores e o projeto que parcela em duas vezes o valor equivalente a esse aumento. A categoria aguardou o resultado da sessão em frente à Casa, que estava cercada por policiais militares.

Vereadores aprovam parcelamento do reajuste de 12,84% do piso salarial dos professores ( Foto: Ascom/Sindsern)

A sessão fechada foi realizada em um local alternativo para evitar confronto com os manifestantes que estão acampados em frente à Câmara Municipal desde o dia 10 de março quando foi iniciada a greve. 

Joaquim Monteiro, da coordenação do Sindicato dos Servidores Públicos e Municipais de Teresina, disse ao Portal AZ que amanhã ocorrerá uma assembleia para definir a greve geral da categoria. 

“Nosso foco agora se volta para a  prefeitura e para a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). Amanhã haverá uma assembléia para anunciar a greve geral onde outros setores se juntarão a nossa categoria. Nosso movimento pausará por 15 dias, mas depois desse período retornará como greve geral” explicou Joaquim Monteiro ao Portal AZ.

Amanhã ocorrerá uma assembleia para definir a greve geral da categoria ( Foto: Ascom/Sindsern)

Segundo o Sindserm, o movimento vai parar pelo período de 15 dias devido ao novo coronavírus, mas após esse intervalo os professores voltarão a fazer manifestações.

Alguns dos professores que estavam na Casa durante a sessão informaram que foram agredidos por policiais militar. Eles se dirigiram à delegacia de Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência. 

Matéria relacionada:

Depois de tumulto, vereadores suspendem votação do reajuste dos professores

Professores vão acampar na Câmara de Vereadores até a próxima votação do reajuste