1. Editorias
  2. Maranhão
  3. Pai de adolescente encontrada em cova foi avisado da morte da filha por WhatsApp, diz delegado
Publicidade

Pai de adolescente encontrada em cova foi avisado da morte da filha por WhatsApp, diz delegado

Jovens de 15 e 17 anos teriam sido torturadas pelos suspeitos em Timon

O pai de uma das adolescentes que foi encontrada morta em uma cova descobriu através de uma mensagem no WhatsApp que sua filha e uma amiga, ambas de Teresina, haviam sido executadas a tiros em Timon, no Maranhão. A informação foi confirmada ao Portal AZ, na tarde desta segunda-feira (22), pelo delegado Joelson Carvalho, da delegacia de Homicídios. 

Pai de adolescente encontrada em cova foi avisado da morte da filha por WhatsApp, diz delegado (Foto: reprodução)

Segundo a polícia, as vítimas foram identificadas como Joyce Ellen de 15 anos e Maria Eduarda, de 17 anos. O pai de Joyce informou à polícia que a filha não tinha hábito de dormir fora de casa. No sábado (20), a adolescente havia relatado que sairia com uma amiga para Timon, mas não retornou mais para casa. 

"O possível executor passou uma mensagem com o número da própria jovem para o pai avisando que as duas meninas já estavam mortas. No momento, não sabemos o motivo da morte ou se eram ligadas à facções", afirmou Joelson. 

O delegado destacou ainda que diversas testemunhas entre familiares, amigos e pessoas conhecidas das vítimas já foram ouvidas. Apesar do laudo pericial não ter saído, as jovens parecem ter sido torturadas no local do crime. 

Entenda o caso

Duas adolescentes foram encontradas mortas enterradas em uma cova dentro de um matagal no bairro Parque Aliança neste domingo (21) no município de Timon. Conforme a Polícia Militar, as vítimas moravam em Teresina.

Ao Portal AZ, o tenente coronel Jorge Araújo, comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, informou que a morte das jovens poder ter ligação com briga de facções em Teresina. Em fotos que circulam nas redes sociais, as adolescentes apareciam fazendo símbolos com as mãos, em referência a um grupo criminoso.

Matéria relacionada: 

Jovens de Teresina são encontradas mortas dentro de cova em Timon

O pai de uma das adolescentes que foi encontrada morta em uma cova descobriu através de uma mensagem no WhatsApp que sua filha e uma amiga, ambas de Teresina, haviam sido executadas a tiros em Timon, no Maranhão. A informação foi confirmada ao Portal AZ, na tarde desta segunda-feira (22), pelo delegado Joelson Carvalho, da delegacia de Homicídios. 

Pai de adolescente encontrada em cova foi avisado da morte da filha por WhatsApp, diz delegado (Foto: reprodução)

Segundo a polícia, as vítimas foram identificadas como Joyce Ellen de 15 anos e Maria Eduarda, de 17 anos. O pai de Joyce informou à polícia que a filha não tinha hábito de dormir fora de casa. No sábado (20), a adolescente havia relatado que sairia com uma amiga para Timon, mas não retornou mais para casa. 

"O possível executor passou uma mensagem com o número da própria jovem para o pai avisando que as duas meninas já estavam mortas. No momento, não sabemos o motivo da morte ou se eram ligadas à facções", afirmou Joelson. 

O delegado destacou ainda que diversas testemunhas entre familiares, amigos e pessoas conhecidas das vítimas já foram ouvidas. Apesar do laudo pericial não ter saído, as jovens parecem ter sido torturadas no local do crime. 

Entenda o caso

Duas adolescentes foram encontradas mortas enterradas em uma cova dentro de um matagal no bairro Parque Aliança neste domingo (21) no município de Timon. Conforme a Polícia Militar, as vítimas moravam em Teresina.

Ao Portal AZ, o tenente coronel Jorge Araújo, comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, informou que a morte das jovens poder ter ligação com briga de facções em Teresina. Em fotos que circulam nas redes sociais, as adolescentes apareciam fazendo símbolos com as mãos, em referência a um grupo criminoso.

Matéria relacionada: 

Jovens de Teresina são encontradas mortas dentro de cova em Timon