1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais
Publicidade

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Substância foi encontrada em quase todo litoral nordestino e não é de origem brasileira

Manchas de petróleo foram encontradas nesta sexta-feira (27), na Praia do Arrombado, em Luís Correia no litoral do Piauí. A informação foi confirmada pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, que ainda acrescentou que foram coletadas amostras da substância para análise. 

Manchas encontradas na Praia do Arrombado (Foto:  Instituto Tartarugas do Delta)

“Confirmamos o registro da mancha de óleo na Praia do Arrombado no litoral piauiense, a informação foi passada para a Capitania dos Portos do Piauí através do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e tempestivamente foi determinado o envio da equipe de inspeção naval para analisar o local dos prováveis danos ambientais e também para verificar se esse óleo se encontra somente na areia ou na água”, afirma o capitão Duarte. 

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Prefeitura de Parnaíba)

Ainda de acordo com o capitão Duarte, a praia piauiense foi a última a ter registro das manchas escuras, oleosas e com mau cheiro do litoral nordestino. Nos últimos dias, as manchas apareceram em quase todas as praias do Nordeste. 

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização militar da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise desse material para descobrimos se a origem dessa mancha é a mesma das outras. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino e aqui seria o último local do nordeste em que veio aparecer”, declara o comandante. 

A amostra coletada será enviada para análise pelo Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, localizado em Arraial do cabo, no Rio de Janeiro, organização militar da Marinha do Brasil, e com o resultado será possível descobrir qual a origem da mancha de óleo.

Capitania dos Portos do Piauí (Foto: Google Maps)

As manchas já foram registradas no litoral de 46 municípios distribuídos em oito estados da região Nordeste do País - Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e agora no Piauí.  A Capitania dos Portos do Piauí está auxiliando também na coleta e nas investigações das manchas encontradas na Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba, na Ilha dos Poldros, município de Araioses, no Maranhão.

“Tempestivamente foram realizadas ações de cooperação entre esta capitania, a Capitania dos Portos do Maranhão, já que o local encontra-se dentro da área de Jurisdição daquela Capitania dos Portos, o IBAMA Maranhão, o IBAMA Piauí e o Corpo de Bombeiros do DF, com o emprego de embarcações e militares com conhecimento de navegação local para cooperar com a coleta de amostras do óleo para análise”, afirma a nota divulgada pela Capitania dos Portos do Piauí. 

O laudo da Petrobras mostra que petróleo poluente de todas as praias é o mesmo. A sua origem ainda não foi identificada, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. Nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de mais de 100 pessoas. 

Matérias relacionadas: 

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de petróleo foram encontradas nesta sexta-feira (27), na Praia do Arrombado, em Luís Correia no litoral do Piauí. A informação foi confirmada pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, que ainda acrescentou que foram coletadas amostras da substância para análise. 

Manchas encontradas na Praia do Arrombado (Foto:  Instituto Tartarugas do Delta)

“Confirmamos o registro da mancha de óleo na Praia do Arrombado no litoral piauiense, a informação foi passada para a Capitania dos Portos do Piauí através do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e tempestivamente foi determinado o envio da equipe de inspeção naval para analisar o local dos prováveis danos ambientais e também para verificar se esse óleo se encontra somente na areia ou na água”, afirma o capitão Duarte. 

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Prefeitura de Parnaíba)

Ainda de acordo com o capitão Duarte, a praia piauiense foi a última a ter registro das manchas escuras, oleosas e com mau cheiro do litoral nordestino. Nos últimos dias, as manchas apareceram em quase todas as praias do Nordeste. 

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização militar da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise desse material para descobrimos se a origem dessa mancha é a mesma das outras. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino e aqui seria o último local do nordeste em que veio aparecer”, declara o comandante. 

A amostra coletada será enviada para análise pelo Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, localizado em Arraial do cabo, no Rio de Janeiro, organização militar da Marinha do Brasil, e com o resultado será possível descobrir qual a origem da mancha de óleo.

Capitania dos Portos do Piauí (Foto: Google Maps)

As manchas já foram registradas no litoral de 46 municípios distribuídos em oito estados da região Nordeste do País - Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e agora no Piauí.  A Capitania dos Portos do Piauí está auxiliando também na coleta e nas investigações das manchas encontradas na Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba, na Ilha dos Poldros, município de Araioses, no Maranhão.

“Tempestivamente foram realizadas ações de cooperação entre esta capitania, a Capitania dos Portos do Maranhão, já que o local encontra-se dentro da área de Jurisdição daquela Capitania dos Portos, o IBAMA Maranhão, o IBAMA Piauí e o Corpo de Bombeiros do DF, com o emprego de embarcações e militares com conhecimento de navegação local para cooperar com a coleta de amostras do óleo para análise”, afirma a nota divulgada pela Capitania dos Portos do Piauí. 

O laudo da Petrobras mostra que petróleo poluente de todas as praias é o mesmo. A sua origem ainda não foi identificada, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. Nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de mais de 100 pessoas. 

Matérias relacionadas: 

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba