1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais
Publicidade

Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais

Substância foi registrada em quase todo litoral nordestino e não é de origem brasileira

Manchas de óleo foram encontradas, neste final de semana, em mais cinco praias do litoral do Piauí. A informação foi confirmada pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, que destacou que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia  do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia. 

O comandante ainda acrescentou que foram coletadas amostras da substância para análise. 

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Prefeitura de Parnaíba) 

“Confirmamos o registro da mancha de óleo na Praia do Arrombado no litoral piauiense, na sexta-feira e no final de semana houve esses novos registros. Tempestivamente foi determinado o envio da equipe de inspeção naval para analisar o local dos prováveis danos ambientais e também para verificar se esse óleo foi encontrado somente na areia ou também no mar”, afirma o capitão Duarte. 

Segundo o capitão Duarte, as manchas encontradas nas praias piauienses são menores do que as encontradas nas outras praias do Nordeste. No Piauí, o primeiro registro foi na sexta-feira (27), na Praia do Arrombado, no município de Luís Correia. 

Mancha de óleo encontrada na Praia Peito de Moça, litoral do Piauí.(Foto: divulgação/Capitania dos Portos do Piauí)

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), a substância encontrada nas praias nordestinas seria óleo cru.

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino”, declara o comandante. 

A origem das manchas de óleo ainda não foram identificadas, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. Nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de mais de 100 pessoas. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Manchas de óleo foram encontradas, neste final de semana, em mais cinco praias do litoral do Piauí. A informação foi confirmada pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, que destacou que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia  do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia. 

O comandante ainda acrescentou que foram coletadas amostras da substância para análise. 

ddd

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Prefeitura de Parnaíba) 

“Confirmamos o registro da mancha de óleo na Praia do Arrombado no litoral piauiense, na sexta-feira e no final de semana houve esses novos registros. Tempestivamente foi determinado o envio da equipe de inspeção naval para analisar o local dos prováveis danos ambientais e também para verificar se esse óleo foi encontrado somente na areia ou também no mar”, afirma o capitão Duarte. 

Segundo o capitão Duarte, as manchas encontradas nas praias piauienses são menores do que as encontradas nas outras praias do Nordeste. No Piauí, o primeiro registro foi na sexta-feira (27), na Praia do Arrombado, no município de Luís Correia. 

sss

Mancha de óleo encontrada na Praia Peito de Moça, litoral do Piauí.(Foto: divulgação/Capitania dos Portos do Piauí)

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), a substância encontrada nas praias nordestinas seria óleo cru.

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino”, declara o comandante. 

A origem das manchas de óleo ainda não foram identificadas, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. Nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de mais de 100 pessoas. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais