1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Bolsonaro determina urgência em investigação de óleo em praias nordestinas
Publicidade

Bolsonaro determina urgência em investigação de óleo em praias nordestinas

A informação foi divulgada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em seu perfil no Twitter

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou neste sábado (05) urgência na investigação da origem das manchas de óleo que estão aparecendo nas praias do litoral nordestino. As investigações envolvem a Polícia Federal e as três Forças Armadas.

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), durante investigação, constatou que as manchas negras que estão surgindo litoral nordestino já atingiram cerca de 105 locais em 46 municípios de oito estados: Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Praia com manchas de óleo (Foto: Divulgação / Capitania dos Portos)

No Piauí, as manchas estão espalhadas em mais de cinco praias em todo o litoral. De acordo com informações do comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dantes Rodrigues, além da Praia do Arrombado, que foi a primeira praia onde foi localizados os primeiros vestígios das manchas, há outras cinco praias que também foram atingidas.

“Além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia”, conta o comandante.

A Petrobras realizou uma análise e constatou que as manchas são óleo de petróleo cru que não é produzido no país e nem comercializado por eles.

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves.

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Divulgação / Prefeitura de Parnaíba)

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia  do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino”, declara o comandante.

A origem das manchas de óleo ainda não foi identificada, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais

*Com informações do Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou neste sábado (05) urgência na investigação da origem das manchas de óleo que estão aparecendo nas praias do litoral nordestino. As investigações envolvem a Polícia Federal e as três Forças Armadas.

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), durante investigação, constatou que as manchas negras que estão surgindo litoral nordestino já atingiram cerca de 105 locais em 46 municípios de oito estados: Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Praia com manchas de óleo (Foto: Divulgação / Capitania dos Portos)

No Piauí, as manchas estão espalhadas em mais de cinco praias em todo o litoral. De acordo com informações do comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dantes Rodrigues, além da Praia do Arrombado, que foi a primeira praia onde foi localizados os primeiros vestígios das manchas, há outras cinco praias que também foram atingidas.

“Além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia”, conta o comandante.

A Petrobras realizou uma análise e constatou que as manchas são óleo de petróleo cru que não é produzido no país e nem comercializado por eles.

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves.

Capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte (Foto: Divulgação / Prefeitura de Parnaíba)

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia  do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

“A equipe colheu uma amostra desse óleo para cumprir os procedimentos previstos das normas do arcabouço jurídico que a Marinha utiliza nessas ocasiões de poluição. Então essa amostra será enviada ao Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que é a organização da Marinha que possui conhecimentos nessa área e vai pode fazer uma análise. Reitero que essas manchas de óleo já vêm aparecendo em todo o litoral Nordestino”, declara o comandante.

A origem das manchas de óleo ainda não foi identificada, mas o IBAMA requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza das praias. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais

*Com informações do Metrópoles