1. Editorias
  2. Mundo
  3. Chefe da ONU visita as Bahamas depois de passagem de furacão
Publicidade

Chefe da ONU visita as Bahamas depois de passagem de furacão

Ele defende medidas contra mudanças climáticas

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, visitou as Bahamas e defendeu a tomada urgente de medidas para combater mudanças climáticas. O país foi duramente atingido por um furacão no começo do mês.


António Guterres (Foto: ONU/Jean-Marc Ferré / arquivo)

Guterres esteve em Nassau, a capital das Bahamas, na semana passada para homenagear vítimas do furacão Dorian. O premiê Hubert Minnis lhe explicou os danos causados pela tempestade.

O Dorian destruiu mais de 10 mil casas e deixou ao menos 52 mortos em sua passagem pelas Bahamas.

O secretário-geral da ONU disse a repórteres que a crise climática tem gerado furacões e tempestades mais potentes que o normal. Guterres também ligou a elevação do nível da temperatura dos oceanos a furacões que têm surgido com maior frequência e intensidade e pediu para nações se esforçarem mais para combater mudanças climáticas.

O secretário-geral da ONU também se mostrou cada vez mais preocupado com o aumento mais rápido que o esperado das temperaturas globais. No final deste mês em Nova York, a organização sediará a Cúpula da Ação Climática de 2019. O evento é parte de seus esforços para conscientizar a comunidade internacional sobre o assunto.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, visitou as Bahamas e defendeu a tomada urgente de medidas para combater mudanças climáticas. O país foi duramente atingido por um furacão no começo do mês.


António Guterres (Foto: ONU/Jean-Marc Ferré / arquivo)

Guterres esteve em Nassau, a capital das Bahamas, na semana passada para homenagear vítimas do furacão Dorian. O premiê Hubert Minnis lhe explicou os danos causados pela tempestade.

O Dorian destruiu mais de 10 mil casas e deixou ao menos 52 mortos em sua passagem pelas Bahamas.

O secretário-geral da ONU disse a repórteres que a crise climática tem gerado furacões e tempestades mais potentes que o normal. Guterres também ligou a elevação do nível da temperatura dos oceanos a furacões que têm surgido com maior frequência e intensidade e pediu para nações se esforçarem mais para combater mudanças climáticas.

O secretário-geral da ONU também se mostrou cada vez mais preocupado com o aumento mais rápido que o esperado das temperaturas globais. No final deste mês em Nova York, a organização sediará a Cúpula da Ação Climática de 2019. O evento é parte de seus esforços para conscientizar a comunidade internacional sobre o assunto.