1. Editorias
  2. Municípios
  3. PRF prende condutor por receptação e apreende veículo adulterado na BR 316
Publicidade

PRF prende condutor por receptação e apreende veículo adulterado na BR 316

O veículo apresentava indícios de adulteração dos seus elementos de identificação

A Polícia Rodoviária Federal prendeu nesta sexta-feira (25) um homem de 36 anos e também apreendeu um veículo modelo GM/S10 na BR 316 no município de Francisco Macêdo, distante a 400 quilômetros de Teresina. 

O veículo apresentava indícios de adulteração dos seus elementos de identificação (Foto: divulgação / PRF)

Durante a abordagem os policiais verificaram que os elementos possuíam indícios de adulteração. De acordo com a PRF foram constatados vestígios de ação de instrumento abrasivos com posterior remarcação sobre as peças.

Depois de uma análise os policiais identificaram que o veículo original possuía ocorrência de roubo/furto datado no dia 27 de dezembro de 2016 na cidade de Brasília, no Distrito Federal. 

Em sua defesa o motorista informou que o veículo era de uma empresa que ele era funcionário e não sabia da irregularidade. Diante dessas informações obtidas, o condutor e o veículo foram encaminhados à Central de Flagrantes na cidade de Fronteiras do Piauí para os procedimentos cabíveis. 

O condutor poderá responder por adulteração de sinal identificador de veículo automotor e receptação.

A Polícia Rodoviária Federal prendeu nesta sexta-feira (25) um homem de 36 anos e também apreendeu um veículo modelo GM/S10 na BR 316 no município de Francisco Macêdo, distante a 400 quilômetros de Teresina. 

O veículo apresentava indícios de adulteração dos seus elementos de identificação (Foto: divulgação / PRF)

Durante a abordagem os policiais verificaram que os elementos possuíam indícios de adulteração. De acordo com a PRF foram constatados vestígios de ação de instrumento abrasivos com posterior remarcação sobre as peças.

Depois de uma análise os policiais identificaram que o veículo original possuía ocorrência de roubo/furto datado no dia 27 de dezembro de 2016 na cidade de Brasília, no Distrito Federal. 

Em sua defesa o motorista informou que o veículo era de uma empresa que ele era funcionário e não sabia da irregularidade. Diante dessas informações obtidas, o condutor e o veículo foram encaminhados à Central de Flagrantes na cidade de Fronteiras do Piauí para os procedimentos cabíveis. 

O condutor poderá responder por adulteração de sinal identificador de veículo automotor e receptação.