1. Editorias
  2. Municípios
  3. Construtora refaz obra de esgotos que nem terminou em 2018
Publicidade

Construtora refaz obra de esgotos que nem terminou em 2018

Estão colocando, nas mesmas vias da construção de 2018, uma nova tubulação sob à alegação de conclusão da obra

Na manhã do dia 18 de janeiro 2018, na sede da Prefeitura de Floriano, o prefeito Joel Rodrigues recebeu o então presidente da CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) Avelino Neiva, o então superintendente Regional, Fábio André, e a equipe de engenheiros para tratar da autorização para que a Companhia realizasse adequações no projeto de construção do sistema de drenagem e urbanização da galeria Fauzer Bucar e a execução da obra, através de uma articulação entre a gestão municipal e a CODEVASF. Também estiveram presentes o dono da Construtora Jurema, Humberto Castro e engenheiros para tratar das obras da rede de esgotamento sanitário de Floriano.

No decorrer da audiência Humberto Castro, acompanhado de sua equipe, tratou das obras referentes ao esgotamento sanitário de Floriano. O trabalho é alusivo à construção de 40% da rede de esgotamento sanitário que irá contemplar a cidade, contando com a construção da estação de tratamento, emissários e estações elevatórias.

Obras referentes ao esgotamento sanitário de Floriano (Foto: divulgação)

De acordo com o engenheiro, o prazo para conclusão dessa primeira etapa era até agosto de 2018. “Após o fechamento dessa primeira fase será implementada a parcela restante da rede que irá abranger toda a cidade, totalizando os 100%”, explicou,  o engenheiro Humberto Castro, à época.

Prazo para conclusão dessa primeira etapa era até agosto de 2018 (Foto: divulgação)

Ocorre que desde 2018, a rede de esgotamento sanitário de Floriano ficou só no papel. 

Agora foram liberados cerca de R$ 48 milhões para refazer o que nunca funcionou. Ignoraram a tubulação que já havia sido implantada sob a alegação de que foi subdimensionada, que entupiu com a coleta do esgoto residencial sem o sistema ter sido liberado para funcionar e agora, em plena pandemia do COVID-19, a mesma Construtora Jurema, que levou Joel Rodrigues ao terceiro mandato retoma as obras, por coincidência, no mesmo período eleitoral, para conduzir Joel ao quarto mandato em Floriano. 

A mesma Construtora Jurema, que levou Joel Rodrigues ao terceiro mandato retoma as obras (Foto: divulgação)

Um fato que chama a atenção é que por ser uma obra pública deveria ter sido afixada uma placa informando a população do que afinal se trata. 

Obras sem sinalização (Foto: divulgação)

Mas, estão colocando, nas mesmas vias da construção de 2018, uma nova tubulação sob à alegação de conclusão da obra.

Nova tubulação (Foto: divulgação)

Opositores de Joel Rodrigues estão informando esse caso à Codevasf e também ao Ministério Publico Federal. 

Assista ao vídeo:

Veja mais fotos:

 

Na manhã do dia 18 de janeiro 2018, na sede da Prefeitura de Floriano, o prefeito Joel Rodrigues recebeu o então presidente da CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) Avelino Neiva, o então superintendente Regional, Fábio André, e a equipe de engenheiros para tratar da autorização para que a Companhia realizasse adequações no projeto de construção do sistema de drenagem e urbanização da galeria Fauzer Bucar e a execução da obra, através de uma articulação entre a gestão municipal e a CODEVASF. Também estiveram presentes o dono da Construtora Jurema, Humberto Castro e engenheiros para tratar das obras da rede de esgotamento sanitário de Floriano.

No decorrer da audiência Humberto Castro, acompanhado de sua equipe, tratou das obras referentes ao esgotamento sanitário de Floriano. O trabalho é alusivo à construção de 40% da rede de esgotamento sanitário que irá contemplar a cidade, contando com a construção da estação de tratamento, emissários e estações elevatórias.

Obras referentes ao esgotamento sanitário de Floriano (Foto: divulgação)

De acordo com o engenheiro, o prazo para conclusão dessa primeira etapa era até agosto de 2018. “Após o fechamento dessa primeira fase será implementada a parcela restante da rede que irá abranger toda a cidade, totalizando os 100%”, explicou,  o engenheiro Humberto Castro, à época.

Prazo para conclusão dessa primeira etapa era até agosto de 2018 (Foto: divulgação)

Ocorre que desde 2018, a rede de esgotamento sanitário de Floriano ficou só no papel. 

Agora foram liberados cerca de R$ 48 milhões para refazer o que nunca funcionou. Ignoraram a tubulação que já havia sido implantada sob a alegação de que foi subdimensionada, que entupiu com a coleta do esgoto residencial sem o sistema ter sido liberado para funcionar e agora, em plena pandemia do COVID-19, a mesma Construtora Jurema, que levou Joel Rodrigues ao terceiro mandato retoma as obras, por coincidência, no mesmo período eleitoral, para conduzir Joel ao quarto mandato em Floriano. 

A mesma Construtora Jurema, que levou Joel Rodrigues ao terceiro mandato retoma as obras (Foto: divulgação)

Um fato que chama a atenção é que por ser uma obra pública deveria ter sido afixada uma placa informando a população do que afinal se trata. 

Obras sem sinalização (Foto: divulgação)

Mas, estão colocando, nas mesmas vias da construção de 2018, uma nova tubulação sob à alegação de conclusão da obra.

Nova tubulação (Foto: divulgação)

Opositores de Joel Rodrigues estão informando esse caso à Codevasf e também ao Ministério Publico Federal. 

Assista ao vídeo:

Veja mais fotos: