1. Editorias
  2. Municípios
  3. Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e festas juninas
Publicidade

Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e festas juninas

Gestor estabeleceu multa de até R$ 10 mil em caso de descumprimento

O prefeito de Picos, Gil Paraibano (PP) suspendeu através do decreto nº 14/2021 a execução de festas, shows e eventos símiles incluindo festejos comunitários, prévias de carnaval e festividades de São João. Segundo gestor, o objetivo é conter o avanço do coronavírus no município. 

Prefeito suspende carnaval e festas juninas em Picos (Foto: ilustrativa / Riachão Net)

As atividades privadas nesse período também estão inclusas no decreto, que limita a quantidade de 100 pessoas por evento e uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e álcool em gel.

Conforme o decreto, bares e restaurantes também deverão oferecer álcool gel e priorizar espaços abertos, além de dispor de uma distância mínima de 2 metros entre mesas e cadeiras.

O prefeito relatou que a justificativa da medida leva em consideração o parecer do Supremo Tribunal Federal, que atribui o poder de polícia sanitária para determinar medidas como isolamento social, quarentena e restrição de locomoção das pessoas em razão da pandemia e comunicado de Risco -2, do Ministério da Saúde, que identifica a possível circulação de nova cepa variante do SARS-Cov-2, identificado pelas autoridades japonesas em viajantes que estiveram no Brasil.

Aquele que descumprir a determinação poderá ser multado em valores que variam de R$ 1 mil até R$ 10 mil, além de responder criminalmente. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, em Picos os casos confirmados totalizam 4.982. Já as vitimas fatais somam 97. 

Leia abaixo o decreto:

Dr. Pessoa suspende carnaval e corso em Teresina 

Para evitar o aumento no número de casos e óbitos em decorrência da covid-19, a prefeitura de Teresina decidiu suspender a realização do Corso e do carnaval de Teresina neste primeiro semestre do ano. Com isso, ficam suspensas as atividades relacionadas ao período carnavalesco na capital. 

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval (Foto: Victória Cardoso / Portal AZ)

“Resolvemos priorizar a saúde. Não tem como realizar carnaval sem aglomerar. Portanto, iremos suspender as festividades, incluindo o Corso que é uma das principais em virtude da pandemia. Poderemos remarcar um carnaval fora de época, mas não vamos divulgar data porque é necessário esperar a vacina e imunização da população contra esse vírus”, explicou o presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), Sheyvan Lima.

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho

O secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira, informou ao Portal AZ no dia 06 de janeiro que iria propor ao Governo do Piauí o adiamento das festividades de carnaval dentro do Estado. Flávio sugeriu a mudança da data comemorativa para o mês de junho, em conjunto com as festas juninas, formando assim um único evento. 

"Essa é uma proposição que será levada ao Governador, tendo em vista que ainda não temos a vacina no nosso país, como em outras nações. Faltam menos de um mês para o Carnaval e se aqui no nosso Estado, tivermos festas como tivemos no final do ano, pode ocorrer uma catástrofe ainda maior. O vírus continua circulando", frisou. 

Matérias relacionadas:

Casos de coronavírus disparam no Piauí nas últimas 24 horas, diz Secretaria de Saúde

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval    

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho: “o vírus continua circulando”

O prefeito de Picos, Gil Paraibano (PP) suspendeu através do decreto nº 14/2021 a execução de festas, shows e eventos símiles incluindo festejos comunitários, prévias de carnaval e festividades de São João. Segundo gestor, o objetivo é conter o avanço do coronavírus no município. 

Prefeito suspende carnaval e festas juninas em Picos (Foto: ilustrativa / Riachão Net)

As atividades privadas nesse período também estão inclusas no decreto, que limita a quantidade de 100 pessoas por evento e uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e álcool em gel.

Conforme o decreto, bares e restaurantes também deverão oferecer álcool gel e priorizar espaços abertos, além de dispor de uma distância mínima de 2 metros entre mesas e cadeiras.

O prefeito relatou que a justificativa da medida leva em consideração o parecer do Supremo Tribunal Federal, que atribui o poder de polícia sanitária para determinar medidas como isolamento social, quarentena e restrição de locomoção das pessoas em razão da pandemia e comunicado de Risco -2, do Ministério da Saúde, que identifica a possível circulação de nova cepa variante do SARS-Cov-2, identificado pelas autoridades japonesas em viajantes que estiveram no Brasil.

Aquele que descumprir a determinação poderá ser multado em valores que variam de R$ 1 mil até R$ 10 mil, além de responder criminalmente. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, em Picos os casos confirmados totalizam 4.982. Já as vitimas fatais somam 97. 

Leia abaixo o decreto:

Dr. Pessoa suspende carnaval e corso em Teresina 

Para evitar o aumento no número de casos e óbitos em decorrência da covid-19, a prefeitura de Teresina decidiu suspender a realização do Corso e do carnaval de Teresina neste primeiro semestre do ano. Com isso, ficam suspensas as atividades relacionadas ao período carnavalesco na capital. 

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval (Foto: Victória Cardoso / Portal AZ)

“Resolvemos priorizar a saúde. Não tem como realizar carnaval sem aglomerar. Portanto, iremos suspender as festividades, incluindo o Corso que é uma das principais em virtude da pandemia. Poderemos remarcar um carnaval fora de época, mas não vamos divulgar data porque é necessário esperar a vacina e imunização da população contra esse vírus”, explicou o presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), Sheyvan Lima.

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho

O secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira, informou ao Portal AZ no dia 06 de janeiro que iria propor ao Governo do Piauí o adiamento das festividades de carnaval dentro do Estado. Flávio sugeriu a mudança da data comemorativa para o mês de junho, em conjunto com as festas juninas, formando assim um único evento. 

"Essa é uma proposição que será levada ao Governador, tendo em vista que ainda não temos a vacina no nosso país, como em outras nações. Faltam menos de um mês para o Carnaval e se aqui no nosso Estado, tivermos festas como tivemos no final do ano, pode ocorrer uma catástrofe ainda maior. O vírus continua circulando", frisou. 

Matérias relacionadas:

Casos de coronavírus disparam no Piauí nas últimas 24 horas, diz Secretaria de Saúde

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval    

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho: “o vírus continua circulando”