1. Editorias
  2. Municípios
  3. Cidades piauienses suspendem festividades do carnaval por causa da pandemia; veja quais
Publicidade

Cidades piauienses suspendem festividades do carnaval por causa da pandemia; veja quais

O objetivo é evitar aglomeração de pessoas no combate à covid-19

Com o objetivo de conter a proliferação do coronavírus, prefeitos eleitos e reeleitos estão suspendendo as festividades do carnaval em municípios do Piauí. O Portal AZ apurou que além de Teresina, mais três cidades optaram por não realizar eventos neste primeiro semestre do ano.

Cidades piauienses suspendem festividades do carnaval por causa da pandemia (Foto: ilustrativa / reprodução)

Nos últimos dias, o Piauí tem registrado alto número de casos confirmados e óbitos em decorrência da covid-19. Na terça-feira (12), a Secretaria de Estado da Saúde contabilizou 835 positivados e sete mortes. 

Até o momento, Campo Maior, Floriano, Picos e Teresina suspenderam, por tempo indeterminado, as festividades carnavalescas. A tendência é que as festas também sejam canceladas em outros municípios até fevereiro. 

Campo Maior 

O prefeito de Campo Maior, Joãozinho Félix (MDB) assinou um decreto na terça (12) proibindo a realização de eventos de carnaval na cidade ou shows e similares, público ou privado, independentemente do número de participantes.

Carnaval em Campo Maior (Foto: Domingos José / Campo Maior em Foco)

O gestor relatou também que ficam suspensos quaisquer eventos comemorativos de pré-carnaval e carnaval, em ambientes abertos ou fechados. Conforme o documento, os estabelecimentos comerciais, como por exemplo, bares, cafés, churrascarias ou restaurantes, poderão funcionar por 8h. 

Floriano 

Em Floriano também não haverá as tradicionais festas carnavalescas. A decisão foi tomada após análise, pelo Governo e a Vigilância Sanitária, sobre a situação epidemiológica atual do país e da região.

Prefeito Joel anuncia que não haverá carnaval em Floriano em 2021 (Foto: divulgação)

O prefeito Joel Rodrigues (PP) não descartou a possibilidade de anunciar medidas mais duras no período carnavalesco, em relação aos eventos particulares, a partir de uma avaliação da situação epidemiológica do final de janeiro.

"É um momento para pensar na vida, saúde e proteção das pessoas e, se Deus quiser, em julho, a situação será outra e comemoraremos o aniversário da cidade com grande alegria", disse o prefeito reeleito. 

Picos 

Em picos, o prefeito Gil Paraibano (PP) suspendeu através do decreto nº 14/2021 a execução de festas, shows e eventos símiles incluindo festejos comunitários, Carnaval e de São João. Segundo gestor, o objetivo é conter o avanço do coronavírus no município.

Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e até festas juninas (Foto: Riachão Net)

Conforme documento, bares e restaurantes também deverão oferecer álcool gel e priorizar espaços abertos, além de dispor de uma distância mínima de 2 metros entre mesas e cadeiras. Aquele que descumprir a determinação poderá ser multado em valores que variam de R$ 1 mil até R$ 10 mil, além de responder criminalmente.

Teresina 

O prefeito Dr. Pessoa (MDB) decidiu suspender a realização do Corso e do carnaval neste primeiro semestre do ano. Não haverá prévias e nem eventos carnavalescos na capital.

Prefeitura não realizará corso neste primeiro semestre do ano (Foto: Victória Cardoso / Portal AZ)

“Resolvemos priorizar a saúde. Não tem como realizar carnaval sem aglomerar. Portanto, iremos suspender as festividades, incluindo o Corso que é uma das principais em virtude da pandemia. Poderemos remarcar um carnaval fora de época, mas não vamos divulgar data porque é necessário esperar a vacina e imunização da população contra esse vírus”, explicou o presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), Sheyvan Lima.

Até o momento, não há nenhum decreto que altera o horário de funcionamento do comércio. Dados da Fundação Municipal de Saúde apontam que Teresina segue apresentando uma estabilidade no número de casos e óbitos por covid-19.

Adiamento do carnaval 

Em 06 de janeiro, o secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira, informou ao Portal AZ que iria propor ao Governo do Piauí o adiamento das festividades de carnaval dentro do Estado. Flávio sugeriu a mudança da data comemorativa para o mês de junho, em conjunto com as festas juninas, formando assim um único evento. 

Flávio Nogueira Júnior, secretário de Turismo do Piauí (Foto: divulgação)

"Essa é uma proposição que será levada ao Governador, tendo em vista que ainda não temos a vacina no nosso país, como em outras nações. Faltam menos de um mês para o Carnaval e se aqui no nosso Estado, tivermos festas como tivemos no final do ano, pode ocorrer uma catástrofe ainda maior. O vírus continua circulando", frisou.

Matérias relacionadas:

Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e festas juninas    

Casos de coronavírus disparam no Piauí nas últimas 24 horas, diz Secretaria de Saúde

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval    

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho: “o vírus continua circulando”

Com o objetivo de conter a proliferação do coronavírus, prefeitos eleitos e reeleitos estão suspendendo as festividades do carnaval em municípios do Piauí. O Portal AZ apurou que além de Teresina, mais três cidades optaram por não realizar eventos neste primeiro semestre do ano.

Cidades piauienses suspendem festividades do carnaval por causa da pandemia (Foto: ilustrativa / reprodução)

Nos últimos dias, o Piauí tem registrado alto número de casos confirmados e óbitos em decorrência da covid-19. Na terça-feira (12), a Secretaria de Estado da Saúde contabilizou 835 positivados e sete mortes. 

Até o momento, Campo Maior, Floriano, Picos e Teresina suspenderam, por tempo indeterminado, as festividades carnavalescas. A tendência é que as festas também sejam canceladas em outros municípios até fevereiro. 

Campo Maior 

O prefeito de Campo Maior, Joãozinho Félix (MDB) assinou um decreto na terça (12) proibindo a realização de eventos de carnaval na cidade ou shows e similares, público ou privado, independentemente do número de participantes.

Carnaval em Campo Maior (Foto: Domingos José / Campo Maior em Foco)

O gestor relatou também que ficam suspensos quaisquer eventos comemorativos de pré-carnaval e carnaval, em ambientes abertos ou fechados. Conforme o documento, os estabelecimentos comerciais, como por exemplo, bares, cafés, churrascarias ou restaurantes, poderão funcionar por 8h. 

Floriano 

Em Floriano também não haverá as tradicionais festas carnavalescas. A decisão foi tomada após análise, pelo Governo e a Vigilância Sanitária, sobre a situação epidemiológica atual do país e da região.

Prefeito Joel anuncia que não haverá carnaval em Floriano em 2021 (Foto: divulgação)

O prefeito Joel Rodrigues (PP) não descartou a possibilidade de anunciar medidas mais duras no período carnavalesco, em relação aos eventos particulares, a partir de uma avaliação da situação epidemiológica do final de janeiro.

"É um momento para pensar na vida, saúde e proteção das pessoas e, se Deus quiser, em julho, a situação será outra e comemoraremos o aniversário da cidade com grande alegria", disse o prefeito reeleito. 

Picos 

Em picos, o prefeito Gil Paraibano (PP) suspendeu através do decreto nº 14/2021 a execução de festas, shows e eventos símiles incluindo festejos comunitários, Carnaval e de São João. Segundo gestor, o objetivo é conter o avanço do coronavírus no município.

Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e até festas juninas (Foto: Riachão Net)

Conforme documento, bares e restaurantes também deverão oferecer álcool gel e priorizar espaços abertos, além de dispor de uma distância mínima de 2 metros entre mesas e cadeiras. Aquele que descumprir a determinação poderá ser multado em valores que variam de R$ 1 mil até R$ 10 mil, além de responder criminalmente.

Teresina 

O prefeito Dr. Pessoa (MDB) decidiu suspender a realização do Corso e do carnaval neste primeiro semestre do ano. Não haverá prévias e nem eventos carnavalescos na capital.

Prefeitura não realizará corso neste primeiro semestre do ano (Foto: Victória Cardoso / Portal AZ)

“Resolvemos priorizar a saúde. Não tem como realizar carnaval sem aglomerar. Portanto, iremos suspender as festividades, incluindo o Corso que é uma das principais em virtude da pandemia. Poderemos remarcar um carnaval fora de época, mas não vamos divulgar data porque é necessário esperar a vacina e imunização da população contra esse vírus”, explicou o presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FCMC), Sheyvan Lima.

Até o momento, não há nenhum decreto que altera o horário de funcionamento do comércio. Dados da Fundação Municipal de Saúde apontam que Teresina segue apresentando uma estabilidade no número de casos e óbitos por covid-19.

Adiamento do carnaval 

Em 06 de janeiro, o secretário estadual de Turismo, Flávio Nogueira, informou ao Portal AZ que iria propor ao Governo do Piauí o adiamento das festividades de carnaval dentro do Estado. Flávio sugeriu a mudança da data comemorativa para o mês de junho, em conjunto com as festas juninas, formando assim um único evento. 

Flávio Nogueira Júnior, secretário de Turismo do Piauí (Foto: divulgação)

"Essa é uma proposição que será levada ao Governador, tendo em vista que ainda não temos a vacina no nosso país, como em outras nações. Faltam menos de um mês para o Carnaval e se aqui no nosso Estado, tivermos festas como tivemos no final do ano, pode ocorrer uma catástrofe ainda maior. O vírus continua circulando", frisou.

Matérias relacionadas:

Para evitar disseminação do coronavírus, prefeito de Picos suspende carnaval e festas juninas    

Casos de coronavírus disparam no Piauí nas últimas 24 horas, diz Secretaria de Saúde

Por causa da covid-19, prefeitura de Teresina suspende Corso e festividades do carnaval    

Secretário de Turismo propõe adiar carnaval no Piauí para junho: “o vírus continua circulando”