1. Editorias
  2. Municípios
  3. Vaquinha tenta arrecadar R$ 210 mil para soldado suspeito de provocar acidente com viatura da PM
Publicidade

Vaquinha tenta arrecadar R$ 210 mil para soldado suspeito de provocar acidente com viatura da PM

Militar usou o veículo para ir em uma festa com mulheres no interior do Piauí

Uma vaquinha online está sendo realizada para que o soldado Roberto Francisco Verdiano, da Polícia Militar do Piauí (PM-PI) arrecade a quantia de R$ 210 mil para pagar os prejuízos deixados em uma viatura da PM que estava sob seus cuidados.

Vaquinha tenta arrecadar R$ 210 mil para soldado suspeito de provocar acidente com viatura da PM (Foto: reprodução)

O soldado teria ido com a viatura para uma festa e, na saída dela, entrou no carro com mais quatro mulheres para irem embora. Supostamente o soldado teria entregado a direção do veículo para uma das mulheres e depois disso um acidente aconteceu e o veículo capotou sofrendo perda total.

O caso aconteceu no mês de julho. O inquérito foi concluído no dia 15 de setembro, entretanto o diretor de comunicação em exercício da Polícia Militar, Major Tiago, em entrevista à TV Cidade Verde, não confirmou a história circulada e informou que mais detalhes do caso só podem ser revelados depois da conclusão de todo o processo.

"Quando a gente fala de processo, quando estamos em fase de inquérito e apuração a gente só pode falar de elementos de informação. Só podemos falar que o que houve foi realizado ou não depois de um processo. Por questões de legalidade, quaisquer outras afirmações a gente precisa aguardar o andamento do processo criminal ou administrativo disciplinar", afirmou.

Major Tiago, da comunicação da PM (Foto: reprodução/ Jornal do Piauí (TV Cidade Verde)

Dentre os encaminhamentos recomendados pelo inquérito técnico da PM, um deles é que foi imputada a responsabilidade do acidente ao soldado, onde agora ele deve pagar a quantia referente ao valor do veículo, ou seja, cerca de R$ 210 mil. 

“Todo agente público, e o policial militar não é diferente, precisa responder por aquele material que está sob sua custódia. O que nós estamos vendo aqui é basicamente o dano, então se o policial deu ou não causa para esse acidente, se foi responsabilidade dele, se foi responsabilidade mecânica, é isso que o inquérito busca averiguar. Ao final desse resultado, esses autos são encaminhados para o comandante geral para fazer a homologação e é publicado em boletim do Comando geral", explicou o policial.

De acordo com a nota publicada pela PM-PI, no dia do acidente o soldado foi preso em flagrante. O major Tiago não soube informar se o soldado está em liberdade ou lotado em outra unidade policial do Estado.

Militar usou o veículo para ir em uma festa com mulheres no interior do Piauí (Foto: reprodução)

“Ele foi autuado em flagrante pela sua conduta e o próximo passo da corregedoria provavelmente será a abertura de um procedimento administrativo para verificar se existe ou não condições de ele permanecer na instituição", detalhou. 

Sobre o acidente

O acidente aconteceu no dia 17 de julho quando o soldado Verdiano estava em serviço na cidade de São João do Piauí. Perto de meia-noite, depois da suposta festa que foi, o soldado teria saído do local com algumas mulheres na viatura. 

Durante o trajeto entre São João do Piauí e Campo Alegre do Fidalgo o grupo sofreu um acidente e a viatura em que estavam acabou capotando e sofrendo perda total.

Leia a nota da PM na íntegra

Acerca dos fatos, envolvendo Viatura da PM, a PMPI esclarece:

1. Que atua com rigor na apuração de quaisquer fatos que possam implicar quebra de conduta;
2. À época o Policial Militar, foi autuado em flagrante;
3. Concluiu-se o Inquérito Técnico, que apura as responsabilidades sobre o acidente, imputando o prejuízo a quem deu causa;
4. Ainda tramitam o processo penal militar e procedimento administrativo disciplinar;

Quartel do QCG, em Teresina, 21 de setembro de 2021.

Tiago Ribeiro - Maj PM

Subdiretor de comunicação da PMPI

Uma vaquinha online está sendo realizada para que o soldado Roberto Francisco Verdiano, da Polícia Militar do Piauí (PM-PI) arrecade a quantia de R$ 210 mil para pagar os prejuízos deixados em uma viatura da PM que estava sob seus cuidados.

Vaquinha tenta arrecadar R$ 210 mil para soldado suspeito de provocar acidente com viatura da PM (Foto: reprodução)

O soldado teria ido com a viatura para uma festa e, na saída dela, entrou no carro com mais quatro mulheres para irem embora. Supostamente o soldado teria entregado a direção do veículo para uma das mulheres e depois disso um acidente aconteceu e o veículo capotou sofrendo perda total.

O caso aconteceu no mês de julho. O inquérito foi concluído no dia 15 de setembro, entretanto o diretor de comunicação em exercício da Polícia Militar, Major Tiago, em entrevista à TV Cidade Verde, não confirmou a história circulada e informou que mais detalhes do caso só podem ser revelados depois da conclusão de todo o processo.

"Quando a gente fala de processo, quando estamos em fase de inquérito e apuração a gente só pode falar de elementos de informação. Só podemos falar que o que houve foi realizado ou não depois de um processo. Por questões de legalidade, quaisquer outras afirmações a gente precisa aguardar o andamento do processo criminal ou administrativo disciplinar", afirmou.

Major Tiago, da comunicação da PM (Foto: reprodução/ Jornal do Piauí (TV Cidade Verde)

Dentre os encaminhamentos recomendados pelo inquérito técnico da PM, um deles é que foi imputada a responsabilidade do acidente ao soldado, onde agora ele deve pagar a quantia referente ao valor do veículo, ou seja, cerca de R$ 210 mil. 

“Todo agente público, e o policial militar não é diferente, precisa responder por aquele material que está sob sua custódia. O que nós estamos vendo aqui é basicamente o dano, então se o policial deu ou não causa para esse acidente, se foi responsabilidade dele, se foi responsabilidade mecânica, é isso que o inquérito busca averiguar. Ao final desse resultado, esses autos são encaminhados para o comandante geral para fazer a homologação e é publicado em boletim do Comando geral", explicou o policial.

De acordo com a nota publicada pela PM-PI, no dia do acidente o soldado foi preso em flagrante. O major Tiago não soube informar se o soldado está em liberdade ou lotado em outra unidade policial do Estado.

Militar usou o veículo para ir em uma festa com mulheres no interior do Piauí (Foto: reprodução)

“Ele foi autuado em flagrante pela sua conduta e o próximo passo da corregedoria provavelmente será a abertura de um procedimento administrativo para verificar se existe ou não condições de ele permanecer na instituição", detalhou. 

Sobre o acidente

O acidente aconteceu no dia 17 de julho quando o soldado Verdiano estava em serviço na cidade de São João do Piauí. Perto de meia-noite, depois da suposta festa que foi, o soldado teria saído do local com algumas mulheres na viatura. 

Durante o trajeto entre São João do Piauí e Campo Alegre do Fidalgo o grupo sofreu um acidente e a viatura em que estavam acabou capotando e sofrendo perda total.

Leia a nota da PM na íntegra

Acerca dos fatos, envolvendo Viatura da PM, a PMPI esclarece:

1. Que atua com rigor na apuração de quaisquer fatos que possam implicar quebra de conduta;
2. À época o Policial Militar, foi autuado em flagrante;
3. Concluiu-se o Inquérito Técnico, que apura as responsabilidades sobre o acidente, imputando o prejuízo a quem deu causa;
4. Ainda tramitam o processo penal militar e procedimento administrativo disciplinar;

Quartel do QCG, em Teresina, 21 de setembro de 2021.

Tiago Ribeiro - Maj PM

Subdiretor de comunicação da PMPI