1. Editorias
  2. Municípios
  3. Município piauiense devolve mil doses de vacinas contra Covid-19 por falta de público
Publicidade

Município piauiense devolve mil doses de vacinas contra Covid-19 por falta de público

No Estado, mais de 200 mil pessoas não compareceram para tomar 2ª dose

O município de Pedro II, no Piauí, realizou na última semana a devolução de mil doses da vacina CoronaVac contra a Covid-19 à Coordenação Regional de Saúde de Piripiri, regional a qual a cidade faz parte.

Município piauiense devolve mil doses de vacinas contra Covid-19 por falta de público (Foto: Agência Brasil

Segundo a coordenadora de Imunização da cidade, Sara Marquia, as devoluções estão acontecendo porque as pessoas as quais as vacinas foram destinadas não estão comparecendo aos postos de imunização. 

“Sexta-feira (19) foram devolvidas mil doses para a Regional de Piripiri porque o município estava há mais de três meses com essas doses guardadas. Fizemos várias buscas ativas, repescagens de pessoal acima de 18 anos e infelizmente as pessoas não procuraram”, explicou a coordenadora em entrevista à TV Cidade Verde. 

Sara Marquia relatou ainda que diversas pessoas estão assinando termos de responsabilidade para recusar a aplicação da vacina. “Teve muita gente que assinou o termo de responsabilidade e que assumiram a responsabilidade por não querer tomar a vacina”, disse.

As mil doses foram encaminhadas para a Regional de Saúde de Piripiri e lá se somam a mais outras doses que serão devolvidas da regional para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Estão sendo devolvidas pela Regional de Saúde de Piripiri cerca de nove mil doses.

Segundo os dados do Vacinômetro da Sesapi, 76,51% da população de Pedro II recebeu a primeira dose da vacina e 66,42% receberam a segunda dose ou dose única na cidade.

Orientações da Sesapi

Em nota divulgada à imprensa, a Sesapi orienta que o foco dos municípios deve ser buscar as pessoas maiores de 18 anos que ainda precisam receber a D1 ou estão com a D2 em atraso. De acordo com os dados da FioCruz, pelo menos 224.659 não compareceram para tomar a segunda dose da vacina no estado.

“Isso é motivo de preocupação para nós, uma vez que vários países da Europa estão enfrentando a quarta onda de Covid-19 por conta dos baixos índices de cobertura vacinal. O vírus ainda está circulando e a melhor forma de prevenção é a imunização”, destacou o secretário de Saúde, Florentino Neto.

O município de Pedro II, no Piauí, realizou na última semana a devolução de mil doses da vacina CoronaVac contra a Covid-19 à Coordenação Regional de Saúde de Piripiri, regional a qual a cidade faz parte.

Município piauiense devolve mil doses de vacinas contra Covid-19 por falta de público (Foto: Agência Brasil

Segundo a coordenadora de Imunização da cidade, Sara Marquia, as devoluções estão acontecendo porque as pessoas as quais as vacinas foram destinadas não estão comparecendo aos postos de imunização. 

“Sexta-feira (19) foram devolvidas mil doses para a Regional de Piripiri porque o município estava há mais de três meses com essas doses guardadas. Fizemos várias buscas ativas, repescagens de pessoal acima de 18 anos e infelizmente as pessoas não procuraram”, explicou a coordenadora em entrevista à TV Cidade Verde. 

Sara Marquia relatou ainda que diversas pessoas estão assinando termos de responsabilidade para recusar a aplicação da vacina. “Teve muita gente que assinou o termo de responsabilidade e que assumiram a responsabilidade por não querer tomar a vacina”, disse.

As mil doses foram encaminhadas para a Regional de Saúde de Piripiri e lá se somam a mais outras doses que serão devolvidas da regional para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Estão sendo devolvidas pela Regional de Saúde de Piripiri cerca de nove mil doses.

Segundo os dados do Vacinômetro da Sesapi, 76,51% da população de Pedro II recebeu a primeira dose da vacina e 66,42% receberam a segunda dose ou dose única na cidade.

Orientações da Sesapi

Em nota divulgada à imprensa, a Sesapi orienta que o foco dos municípios deve ser buscar as pessoas maiores de 18 anos que ainda precisam receber a D1 ou estão com a D2 em atraso. De acordo com os dados da FioCruz, pelo menos 224.659 não compareceram para tomar a segunda dose da vacina no estado.

“Isso é motivo de preocupação para nós, uma vez que vários países da Europa estão enfrentando a quarta onda de Covid-19 por conta dos baixos índices de cobertura vacinal. O vírus ainda está circulando e a melhor forma de prevenção é a imunização”, destacou o secretário de Saúde, Florentino Neto.