1. Editorias
  2. Polícia
  3. Vigilante é assassinado a tiros e policial civil é o principal suspeito do crime
Publicidade

Vigilante é assassinado a tiros e policial civil é o principal suspeito do crime

Vítima foi alvejada na cabeça e morreu ainda no local

Um agente da Polícia Civil é suspeito de matar um vigilante, na noite dessa quinta-feira (26), no bairro Baixo da Ema, situado no município de Pirarucuca. 

O vigilante Francisco era conhecido por Poeta (Foto: reprodução/Whatsapp)

Segundo a 5ª CIA do 12º Batalhão de Polícia Militar, um policial civil, que não teve o nome revelado, teria disparado com uma arma de fogo contra o vigilante nortuno de nome Francisco, que era conhecido como Poeta.

"Recebemos uma ligação sobre um disparo de arma de fogo na Rua Conselheiro Saraiva, ao chegar no local foi constatado a veracidade do informe, e que o disparo teria sido efetuado pelo agente de polícia civil contra o vigilante noturno o mesmo recebeu o disparo na região frontal da face", explica a PM.

O vigilante veio a óbito no local e a possível causa do homicídio não foi revelada. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para investigações. Até o momento, o suspeito do crime não foi localizado. 

Um agente da Polícia Civil é suspeito de matar um vigilante, na noite dessa quinta-feira (26), no bairro Baixo da Ema, situado no município de Pirarucuca. 

O vigilante Francisco era conhecido por Poeta (Foto: reprodução/Whatsapp)

Segundo a 5ª CIA do 12º Batalhão de Polícia Militar, um policial civil, que não teve o nome revelado, teria disparado com uma arma de fogo contra o vigilante nortuno de nome Francisco, que era conhecido como Poeta.

"Recebemos uma ligação sobre um disparo de arma de fogo na Rua Conselheiro Saraiva, ao chegar no local foi constatado a veracidade do informe, e que o disparo teria sido efetuado pelo agente de polícia civil contra o vigilante noturno o mesmo recebeu o disparo na região frontal da face", explica a PM.

O vigilante veio a óbito no local e a possível causa do homicídio não foi revelada. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para investigações. Até o momento, o suspeito do crime não foi localizado.