1. Editorias
  2. Polícia
  3. Polícia investiga ex-funcionário suspeito de desviar mais de R$ 7 mil de lotérica
Publicidade

Polícia investiga ex-funcionário suspeito de desviar mais de R$ 7 mil de lotérica

Homem confessou que transferiu dinheiro da empresa para sua conta pessoal

A Polícia Civil investiga um ex-funcionário de uma lotérica suspeito de desviar R$ 7,7 mil da agência onde ele trabalhava, localizada na Avenida Joaquim Nelson no bairro Dirceu, na zona Sudeste de Teresina. Segundo a polícia, o ex-caixa confessou que transferiu dinheiro da empresa para sua conta pessoal.

Denúncia foi realizada na sede do 8º BPM em Teresina (Foto: reprodução Google Maps)

Ao Portal AZ, o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, Major Wilton Sousa, contou que o proprietário da casa lotérica havia contratado o suspeito há poucos dias e o denunciou à polícia ao perceber que estava faltando dinheiro no caixa. 

“O ex-funcionário dalotérica confessou o crime. Ele disse que transferiu mais de R$ 7 mil da loteria para a conta dele no último sábado. No entanto, ele não foi preso em flagrante, por que o crime só foi denunciado dois dias depois do ocorrido”, disse o comandante. 

O suspeito e o dono da lotérica foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina, onde prestaram depoimento, nesta segunda-feira (14). A Polícia Civil continuará as investigações.

A Polícia Civil investiga um ex-funcionário de uma lotérica suspeito de desviar R$ 7,7 mil da agência onde ele trabalhava, localizada na Avenida Joaquim Nelson no bairro Dirceu, na zona Sudeste de Teresina. Segundo a polícia, o ex-caixa confessou que transferiu dinheiro da empresa para sua conta pessoal.

Denúncia foi realizada na sede do 8º BPM em Teresina (Foto: reprodução Google Maps)

Ao Portal AZ, o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar do Piauí, Major Wilton Sousa, contou que o proprietário da casa lotérica havia contratado o suspeito há poucos dias e o denunciou à polícia ao perceber que estava faltando dinheiro no caixa. 

“O ex-funcionário dalotérica confessou o crime. Ele disse que transferiu mais de R$ 7 mil da loteria para a conta dele no último sábado. No entanto, ele não foi preso em flagrante, por que o crime só foi denunciado dois dias depois do ocorrido”, disse o comandante. 

O suspeito e o dono da lotérica foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina, onde prestaram depoimento, nesta segunda-feira (14). A Polícia Civil continuará as investigações.