1. Editorias
  2. Política
  3. Deputado critica reajuste do Iaspi e solicita audiência pública com presidente
Publicidade

Deputado critica reajuste do Iaspi e solicita audiência pública com presidente

O oposicionista também classificou o reajuste como “mais uma maldade” do governador

O deputado Gustavo Neiva (PSB), representante da oposição na Assembleia Legislativa do Piauí, criticou o reajuste promovido pelo executivo estadual sobre o Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (Iaspi-Plamta). Segundo o parlamentar, o governo atual “é o que mais aumentou a carga tributária no país”.

“É o governo que mais aumentou a carga tributária no país. E parece que quer ser também o que mais massacra seus servidores”, disparou Gustavo.

O deputado Gustavo Neiva (Foto: Lucas Sousa/Portal AZ)

No posicionamento, ele também não poupou o governador Wellington Dias (PT). O oposicionista classificou o reajuste como “mais uma maldade” do governador piauiense e também disse que o petista “há anos não dá reajuste salarial, não cumpre plano de cargos, carreiras e salários de diversas categorias”.

“Mais uma maldade do governo Wellington Dias com os servidores estaduais. Aumentou em 6,5% o valor do plano de saúde desses servidores. Mas há anos não dá reajuste salarial, não cumpre plano de cargos, carreiras e salários de diversas categorias”, destacou o deputado.

Sede do Iaspi(Foto: reprodução Iaspi) 

As críticas foram divulgadas pelo parlamentar em seu perfil pessoal no Instagram.

Gustavo Neiva apresentou requerimento solicitando audiência pública com a presidente do Iaspi, Daniela Aita, para tratar sobre o aumento promovido. Na postagem, inclusive, o deputado diz que a presidente sempre tem dito que o IASPI é autossustentável e arrecada o suficiente para suas despesas, logo em seguida indaga: “Então o que justifica esse reajuste?”.

Aumento

O reajuste, de 6,5%, para os usuários da rede Iaspi/Plamta foi anunciado nesta segunda-feira (07) pelo Conselho Deliberativo do órgão.

O valor está valendo para quem contribui individualmente por faixa etária.

Segundo o Iaspi, o aumento incide na contribuição mensal, fixa por faixa etária no Plamta, o que representa cerca de 205 mil usuários ativos e inativos e seus dependentes. 

Matéria relacionada:

Conselho aprova reajuste para usuários da rede Iaspi-Plamta

O deputado Gustavo Neiva (PSB), representante da oposição na Assembleia Legislativa do Piauí, criticou o reajuste promovido pelo executivo estadual sobre o Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (Iaspi-Plamta). Segundo o parlamentar, o governo atual “é o que mais aumentou a carga tributária no país”.

“É o governo que mais aumentou a carga tributária no país. E parece que quer ser também o que mais massacra seus servidores”, disparou Gustavo.

O deputado Gustavo Neiva (Foto: Lucas Sousa/Portal AZ)

No posicionamento, ele também não poupou o governador Wellington Dias (PT). O oposicionista classificou o reajuste como “mais uma maldade” do governador piauiense e também disse que o petista “há anos não dá reajuste salarial, não cumpre plano de cargos, carreiras e salários de diversas categorias”.

“Mais uma maldade do governo Wellington Dias com os servidores estaduais. Aumentou em 6,5% o valor do plano de saúde desses servidores. Mas há anos não dá reajuste salarial, não cumpre plano de cargos, carreiras e salários de diversas categorias”, destacou o deputado.

Sede do Iaspi(Foto: reprodução Iaspi) 

As críticas foram divulgadas pelo parlamentar em seu perfil pessoal no Instagram.

Gustavo Neiva apresentou requerimento solicitando audiência pública com a presidente do Iaspi, Daniela Aita, para tratar sobre o aumento promovido. Na postagem, inclusive, o deputado diz que a presidente sempre tem dito que o IASPI é autossustentável e arrecada o suficiente para suas despesas, logo em seguida indaga: “Então o que justifica esse reajuste?”.

Aumento

O reajuste, de 6,5%, para os usuários da rede Iaspi/Plamta foi anunciado nesta segunda-feira (07) pelo Conselho Deliberativo do órgão.

O valor está valendo para quem contribui individualmente por faixa etária.

Segundo o Iaspi, o aumento incide na contribuição mensal, fixa por faixa etária no Plamta, o que representa cerca de 205 mil usuários ativos e inativos e seus dependentes. 

Matéria relacionada:

Conselho aprova reajuste para usuários da rede Iaspi-Plamta