1. Editorias
  2. Tecnologia
  3. Com preços de até R$ 15.499, pré-venda do iPhone 13 começa no Brasil
Publicidade

Com preços de até R$ 15.499, pré-venda do iPhone 13 começa no Brasil

Celulares estão com visual similar a de anos anteriores, mas fabricante incluiu melhorias nas câmeras.

A Apple começou a pré-venda de sua nova sua nova linha de celulares no Brasil nesta sexta-feira (15), com quatro modelos: iPhone 13, iPhone 13 mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.

Com preços de até R$ 15.499, pré-venda do iPhone 13 começa no Brasil (Foto: divulgação)

Os preços dos smartphones haviam sido divulgados em setembro passado, com a versão Pro Max como o celular mais caro do Brasil, por R$ 15.499.

As entregas do aparelho começam no próximo dia 22 de outubro.

Veja os preços dos modelos:

iPhone 13 Mini

128 GB: R$ 6.599

256 GB: R$ 7.599

512 GB: R$ 9.599

iPhone 13

128 GB: R$ 7.599
256 GB: R$ 8.599
512 GB: R$ 10.599

iPhone 13 Pro

128 GB: R$ 9.499
256 GB: R$ 10.499
512 GB: R$ 12.499
1 TB: R$ 14.499

iPhone 13 Pro Max

128 GB: R$ 10.499
256 GB: R$ 11.499
512 GB: R$ 13.499
1 TB: R$ 15.499

Os lançamentos sucedem a linha do iPhone 12, apresentada no ano passado. Com isso, como tradicionalmente acontece, os preços do antecessor baixaram.

Assim como os telefones de 2020, os aparelhos não virão com o carregador de parede e o fone de ouvido na caixa – o cabo USB é o único acessório incluso. No Brasil, o carregador custa R$ 199 na loja oficial, enquanto os fones de ouvido com fio saem por R$ 219.

O processador dos novos iPhones agora é um A15 Bionic, que a Apple disse ser 50% mais rápido do que a competição – no entanto, a marca não detalhou com quem está comparando. Também há mudanças no conjunto de câmeras e a marca prometeu mais tempo de duração da bateria.

iPhone 13 e iPhone 13 mini

Os novos iPhones estão muito parecidos com seus antecessores no visual – a mudança mais perceptível é que o conjunto de câmeras está na diagonal, em vez de uma abaixo da outra, como era no iPhone 12. Outra pequena alteração está no entalhe, espaço que abriga a câmera frontal, que ficou ligeiramente menor.

As novidades se concentraram no que está "debaixo do capô". A tela do iPhone 13 continua com 6,1 polegadas mas está 28% mais brilhante, por exemplo.

O iPhone 13 mini conta com as mesmas características do seu "irmão" maior – o que muda é o tamanho da tela, que tem 5,1 polegadas.

Câmeras

A fabricante prometeu fotos melhores, principalmente aquelas capturadas em ambientes escuros. Isso porque o sensor principal do iPhone 13 e 13 mini é capaz de captar 47% mais luz, segundo a Apple.

O sensor secundário, que tira fotos com ângulo mais aberto, está mais veloz – isso deve evitar fotos tremidas e a possibilidade de fotografar objetos que se movem rapidamente, por exemplo.

A Apple começou a pré-venda de sua nova sua nova linha de celulares no Brasil nesta sexta-feira (15), com quatro modelos: iPhone 13, iPhone 13 mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.

Com preços de até R$ 15.499, pré-venda do iPhone 13 começa no Brasil (Foto: divulgação)

Os preços dos smartphones haviam sido divulgados em setembro passado, com a versão Pro Max como o celular mais caro do Brasil, por R$ 15.499.

As entregas do aparelho começam no próximo dia 22 de outubro.

Veja os preços dos modelos:

iPhone 13 Mini

128 GB: R$ 6.599

256 GB: R$ 7.599

512 GB: R$ 9.599

iPhone 13

128 GB: R$ 7.599
256 GB: R$ 8.599
512 GB: R$ 10.599

iPhone 13 Pro

128 GB: R$ 9.499
256 GB: R$ 10.499
512 GB: R$ 12.499
1 TB: R$ 14.499

iPhone 13 Pro Max

128 GB: R$ 10.499
256 GB: R$ 11.499
512 GB: R$ 13.499
1 TB: R$ 15.499

Os lançamentos sucedem a linha do iPhone 12, apresentada no ano passado. Com isso, como tradicionalmente acontece, os preços do antecessor baixaram.

Assim como os telefones de 2020, os aparelhos não virão com o carregador de parede e o fone de ouvido na caixa – o cabo USB é o único acessório incluso. No Brasil, o carregador custa R$ 199 na loja oficial, enquanto os fones de ouvido com fio saem por R$ 219.

O processador dos novos iPhones agora é um A15 Bionic, que a Apple disse ser 50% mais rápido do que a competição – no entanto, a marca não detalhou com quem está comparando. Também há mudanças no conjunto de câmeras e a marca prometeu mais tempo de duração da bateria.

iPhone 13 e iPhone 13 mini

Os novos iPhones estão muito parecidos com seus antecessores no visual – a mudança mais perceptível é que o conjunto de câmeras está na diagonal, em vez de uma abaixo da outra, como era no iPhone 12. Outra pequena alteração está no entalhe, espaço que abriga a câmera frontal, que ficou ligeiramente menor.

As novidades se concentraram no que está "debaixo do capô". A tela do iPhone 13 continua com 6,1 polegadas mas está 28% mais brilhante, por exemplo.

O iPhone 13 mini conta com as mesmas características do seu "irmão" maior – o que muda é o tamanho da tela, que tem 5,1 polegadas.

Câmeras

A fabricante prometeu fotos melhores, principalmente aquelas capturadas em ambientes escuros. Isso porque o sensor principal do iPhone 13 e 13 mini é capaz de captar 47% mais luz, segundo a Apple.

O sensor secundário, que tira fotos com ângulo mais aberto, está mais veloz – isso deve evitar fotos tremidas e a possibilidade de fotografar objetos que se movem rapidamente, por exemplo.