Publicidade

Bons exemplos

A mensagem que Wellington Dias (PT) apresentou ontem aos deputados estaduais do Piauí traz alguns destaques, aquilo que publicitários gostam de chamar de “cases” e que jornalistas destacam pelo esforço pessoal. Um desses exemplos, que mereceu o título bem posto de “um trabalho para aplaudir de pé”, cita o caso de uma escola, a Unidade Escolar Adamir Leal, no bairro Dirceu Arcoverde, em Teresina, que saiu de uma nota 2,7 para 7 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Essa vitória maiúscula resulta do trabalho de professores, da coordenadora pedagógica da escola, Antônia Rodrigues Mascarenhas, da diretora Naíza Ferreira de Paiva, dos alunos e dos pais, que aceitaram se lançar em um desafio bastante simples: o de ampliar o aprendizado das crianças do ensino fundamental. O exemplo pode ser espantoso, mas o que se fez lá foi algo bem simples, resumido pelo esforço coletivo, interesse e compromisso. São coisas que estão ocorrendo em vários pontos do Piauí, em escolas, em hospitais, em penitenciárias e outros locais de prestação de serviço público, nos quais gestores comprometidos fazem uma enorme diferença. Tomara que o exemplo deles seja seguido pelo andar de cima da administração pública estadual.

Fernando Monteiro virou a noiva cobiçada. Depois de se acertar com Ciro para ir para o Progressistas, ele agora está sendo assediado por Wellington Dias para ir para o PT (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Pegue légua!

Depois do Geap, está em vias de pipocar o resultado de investigações no Datasus. E envolve os mesmos personagens pilhados recebendo propinas do Geap. 
A coluna tem ouvido que só um suplente de deputado federal recebia mesada de R$ 100 mil. 
E ainda assim não se elegeu.

Mágico 

Na Assembleia Legislativa Wellington Dias falou das dificuldades que terá pela frente para governar o Estado – pela quarta vez. Falou em cortes, sem precisar dizer onde. 
Se sua excelência iniciar seu mandato dividindo o governo – loteando, pois – entre sequiosos aliados, vai ter que fazer algo mais. 
Aprender a ser mágico.

Ausente

O senador Ciro Nogueira foi ausência notada ontem, na abertura do legislativo, no Congresso Nacional. 
Amanheceu em São Raimundo Nonato anunciando dinheiro para fazer intervenções na barragem do açude São Lourenço.

Órgão errado

O senador anunciou para aquela barragem R$ 4 milhões, a serem executados pela Secretaria de Defesa Civil, capitania hereditária de seu aliado Hélio Isaias, que cuida de carros-pipas e de poços, mas não tem qualquer expertise em barragens. 
Tira, por assim dizer, a atuação nesse setor do DNOCS e do Idepi.

Recursos velhos

Esses recursos, segundo o próprio senador Ciro alardeia, fazem parte dos R$ 56 milhões conseguidos no apagar das luzes do governo Temer, no já extinto Ministério da Integração Nacional. 
Como Ciro não tem qualquer trânsito no novo governo, tem bolsominions que estão correndo para pedir que Bolsonaro mande trancar esse dinheiro.

Fernando no PT?

Wellington Dias está cortejando o deputado Fernando Monteiro para se filiar ao PT.
Se Monteiro aceitar vai ‘quebrar’ as pernas de Ciro Nogueira que já o tem como favas contadas para se filiar ao Progressistas. 
Fernando no PT e não no PP, pode começar abrir vereda para Ciro iniciar o rompimento com Wellington. 

Líder interino?

O deputado estadual Francisco Limma (PT), disse durante abertura do ano legislativo na Alepi que é “líder do governo de forma interina”.
Dizendo isso ele deixa a pulga atrás da orelha de muita gente quanto a assumir o comando da SDR.

Olha quem manda

Na sessão de ontem para leitura da mensagem do governador Wellington Dias na Assembleia, Themístocles agradeceu o voto para mais um mandato de presidente da casa e deixou nas entrelinhas aquele recado, como que querendo mostrar quem é que está com moral em Brasília.

Olha quem manda 2

“Eu quero dizer que estive ontem com o governador do Distrito Federal (o piauiense Ibaneis) e também na casa do novo presidente do Senado da República, Davi Alcolumbre; tudo isso é bom para o Piauí”.
Moral da história: Wellington tem que se apoiar nessa muleta.

O Estado é vítima

Indagado sobre a Operação Topique, pela qual o MPF denunciou 22 pessoas por fraude nas licitações da Secretaria de Educação Dias responde: “Não há uma investigação em relação ao Estado, propriamente, o Estado é a vítima”.
O governador não mentiu, o Estado realmente é a grande vítima nessa história. 

Legislativo estadual

O prefeito de Teresina, Firmino Filho vai hoje logo mais às 10h à Câmara Municipal fazer a abertura dos trabalhos do legislativo com tradicional mensagem aos vereadores.
Por lá, deve reinar o aparente clima de paz em que vive ele e o presidente da casa, Jeová Alencar.

Ping-Pong

Ninguém solta a mão de ninguém

Caminhando apressado da sala de Themístocles para o plenário da Assembleia e acompanhado por policiais e pela assessora Ana Maria Costa, Wellington diz que só vai falar com a imprensa após a sessão de leitura da mensagem no legislativo. Mas os repórteres o cercam.

O repórter: “Governador qual será o teor da mensagem?”
Wellington: “Por favor, vamos falar depois, agora abram o caminho”. 
O repórter: “abrir nada, a gente aprendeu com o senhor, ‘aqui ninguém solta a mão de ninguém’”.

Expressas

Será divulgado hoje no site do Nucepe, o resultado da primeira etapa do concurso da Guarda Civil Municipal de Teresina.

Está marcado para o dia 12 de março a licitação que irá definir a empresa responsável por construir a nova ponte sobre o Rio Poti.

Encerram-se amanhã as inscrições para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Timon. O certame oferta 98 vagas para cargos de níveis médio e superior.

A mensagem que Wellington Dias (PT) apresentou ontem aos deputados estaduais do Piauí traz alguns destaques, aquilo que publicitários gostam de chamar de “cases” e que jornalistas destacam pelo esforço pessoal. Um desses exemplos, que mereceu o título bem posto de “um trabalho para aplaudir de pé”, cita o caso de uma escola, a Unidade Escolar Adamir Leal, no bairro Dirceu Arcoverde, em Teresina, que saiu de uma nota 2,7 para 7 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Essa vitória maiúscula resulta do trabalho de professores, da coordenadora pedagógica da escola, Antônia Rodrigues Mascarenhas, da diretora Naíza Ferreira de Paiva, dos alunos e dos pais, que aceitaram se lançar em um desafio bastante simples: o de ampliar o aprendizado das crianças do ensino fundamental. O exemplo pode ser espantoso, mas o que se fez lá foi algo bem simples, resumido pelo esforço coletivo, interesse e compromisso. São coisas que estão ocorrendo em vários pontos do Piauí, em escolas, em hospitais, em penitenciárias e outros locais de prestação de serviço público, nos quais gestores comprometidos fazem uma enorme diferença. Tomara que o exemplo deles seja seguido pelo andar de cima da administração pública estadual.

Fernando Monteiro virou a noiva cobiçada. Depois de se acertar com Ciro para ir para o Progressistas, ele agora está sendo assediado por Wellington Dias para ir para o PT (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Pegue légua!

Depois do Geap, está em vias de pipocar o resultado de investigações no Datasus. E envolve os mesmos personagens pilhados recebendo propinas do Geap. 
A coluna tem ouvido que só um suplente de deputado federal recebia mesada de R$ 100 mil. 
E ainda assim não se elegeu.

Mágico 

Na Assembleia Legislativa Wellington Dias falou das dificuldades que terá pela frente para governar o Estado – pela quarta vez. Falou em cortes, sem precisar dizer onde. 
Se sua excelência iniciar seu mandato dividindo o governo – loteando, pois – entre sequiosos aliados, vai ter que fazer algo mais. 
Aprender a ser mágico.

Ausente

O senador Ciro Nogueira foi ausência notada ontem, na abertura do legislativo, no Congresso Nacional. 
Amanheceu em São Raimundo Nonato anunciando dinheiro para fazer intervenções na barragem do açude São Lourenço.

Órgão errado

O senador anunciou para aquela barragem R$ 4 milhões, a serem executados pela Secretaria de Defesa Civil, capitania hereditária de seu aliado Hélio Isaias, que cuida de carros-pipas e de poços, mas não tem qualquer expertise em barragens. 
Tira, por assim dizer, a atuação nesse setor do DNOCS e do Idepi.

Recursos velhos

Esses recursos, segundo o próprio senador Ciro alardeia, fazem parte dos R$ 56 milhões conseguidos no apagar das luzes do governo Temer, no já extinto Ministério da Integração Nacional. 
Como Ciro não tem qualquer trânsito no novo governo, tem bolsominions que estão correndo para pedir que Bolsonaro mande trancar esse dinheiro.

Fernando no PT?

Wellington Dias está cortejando o deputado Fernando Monteiro para se filiar ao PT.
Se Monteiro aceitar vai ‘quebrar’ as pernas de Ciro Nogueira que já o tem como favas contadas para se filiar ao Progressistas. 
Fernando no PT e não no PP, pode começar abrir vereda para Ciro iniciar o rompimento com Wellington. 

Líder interino?

O deputado estadual Francisco Limma (PT), disse durante abertura do ano legislativo na Alepi que é “líder do governo de forma interina”.
Dizendo isso ele deixa a pulga atrás da orelha de muita gente quanto a assumir o comando da SDR.

Olha quem manda

Na sessão de ontem para leitura da mensagem do governador Wellington Dias na Assembleia, Themístocles agradeceu o voto para mais um mandato de presidente da casa e deixou nas entrelinhas aquele recado, como que querendo mostrar quem é que está com moral em Brasília.

Olha quem manda 2

“Eu quero dizer que estive ontem com o governador do Distrito Federal (o piauiense Ibaneis) e também na casa do novo presidente do Senado da República, Davi Alcolumbre; tudo isso é bom para o Piauí”.
Moral da história: Wellington tem que se apoiar nessa muleta.

O Estado é vítima

Indagado sobre a Operação Topique, pela qual o MPF denunciou 22 pessoas por fraude nas licitações da Secretaria de Educação Dias responde: “Não há uma investigação em relação ao Estado, propriamente, o Estado é a vítima”.
O governador não mentiu, o Estado realmente é a grande vítima nessa história. 

Legislativo estadual

O prefeito de Teresina, Firmino Filho vai hoje logo mais às 10h à Câmara Municipal fazer a abertura dos trabalhos do legislativo com tradicional mensagem aos vereadores.
Por lá, deve reinar o aparente clima de paz em que vive ele e o presidente da casa, Jeová Alencar.

Ping-Pong

Ninguém solta a mão de ninguém

Caminhando apressado da sala de Themístocles para o plenário da Assembleia e acompanhado por policiais e pela assessora Ana Maria Costa, Wellington diz que só vai falar com a imprensa após a sessão de leitura da mensagem no legislativo. Mas os repórteres o cercam.

O repórter: “Governador qual será o teor da mensagem?”
Wellington: “Por favor, vamos falar depois, agora abram o caminho”. 
O repórter: “abrir nada, a gente aprendeu com o senhor, ‘aqui ninguém solta a mão de ninguém’”.

Expressas

Será divulgado hoje no site do Nucepe, o resultado da primeira etapa do concurso da Guarda Civil Municipal de Teresina.

Está marcado para o dia 12 de março a licitação que irá definir a empresa responsável por construir a nova ponte sobre o Rio Poti.

Encerram-se amanhã as inscrições para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Timon. O certame oferta 98 vagas para cargos de níveis médio e superior.

A fritura de Sérgio Moro No limite

Mais lidas desse blog