1. Editorias
  2. Geral
  3. Avelino Neiva pede demissão da Codevasf e revela ter sofrido resistências
Publicidade

Avelino Neiva pede demissão da Codevasf e revela ter sofrido resistências

Ele estava no cargo por indicação do deputado federal Heráclito Fortes

O piauiense Avelino Neiva pediu exoneração da presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales dos Rios São Francisco e Parnaíba – Codevasf. Em carta enviada, nesta quarta-feira (13), ao presidente do conselho de administração da companhia, Neiva diz se sentir com o dever cumprido à frente do órgão, mas revela ter sofrido críticas e resistências internas e externas devido aos seus posicionamentos.

"Em decorrência das minhas posições e coragem para enfrentamento das pautas que me eram submetidas pelo corpo técnico da Codevasf, sofri críticas e resistências internas e externas à organização, entretanto tenho a consciência tranquila e a certeza de que contribui”, desabafa.

Avelino Neiva (Foto: Cássio Moreira)

Na carta renuncia,  Avelino ainda deixou registrado que durante o período à frente da Companhia, um ano e seis meses, teria feito esforços para reduzir desigualdades sociais. Ele assumiu por indicação do então deputado federal Heráclito Fortes (DEM), no governo de Michel Temer.

Marco Aurélio Ayres Diniz, diretor administrativo da área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, assume interinamente a presidência da Codevasf. A sucessão de Avelino deve ser feita levando em conta a tramitação dos projetos do governo no Congresso Nacional.

No final da carta ele agradeceu as oportunidades de presidir a Codevasf e afirmou continuar a disposição do país. 

Sobre Antonio Avelino Rocha Neiva

Em agosto de 2016 Avelino Neiva assumiu a presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales dos rios São Francisco e Parnaíba (Codevasf). Ele chegou à direção da Codevasf no governo do ex-presidente Michel Temer indicado por Heráclito Fortes (DEM), que não se reelegeu para a Câmara Federal. No governo federal, era o único cargo de segundo escalão ocupado por um piauiense.

Leia a carta na íntegra:

O piauiense Avelino Neiva pediu exoneração da presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales dos Rios São Francisco e Parnaíba – Codevasf. Em carta enviada, nesta quarta-feira (13), ao presidente do conselho de administração da companhia, Neiva diz se sentir com o dever cumprido à frente do órgão, mas revela ter sofrido críticas e resistências internas e externas devido aos seus posicionamentos.

"Em decorrência das minhas posições e coragem para enfrentamento das pautas que me eram submetidas pelo corpo técnico da Codevasf, sofri críticas e resistências internas e externas à organização, entretanto tenho a consciência tranquila e a certeza de que contribui”, desabafa.

Avelino Neiva (Foto: Cássio Moreira)

Na carta renuncia,  Avelino ainda deixou registrado que durante o período à frente da Companhia, um ano e seis meses, teria feito esforços para reduzir desigualdades sociais. Ele assumiu por indicação do então deputado federal Heráclito Fortes (DEM), no governo de Michel Temer.

Marco Aurélio Ayres Diniz, diretor administrativo da área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, assume interinamente a presidência da Codevasf. A sucessão de Avelino deve ser feita levando em conta a tramitação dos projetos do governo no Congresso Nacional.

No final da carta ele agradeceu as oportunidades de presidir a Codevasf e afirmou continuar a disposição do país. 

Sobre Antonio Avelino Rocha Neiva

Em agosto de 2016 Avelino Neiva assumiu a presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales dos rios São Francisco e Parnaíba (Codevasf). Ele chegou à direção da Codevasf no governo do ex-presidente Michel Temer indicado por Heráclito Fortes (DEM), que não se reelegeu para a Câmara Federal. No governo federal, era o único cargo de segundo escalão ocupado por um piauiense.

Leia a carta na íntegra: