1. Colunas
  2. Cine Vício
  3. Shang chi é decepcionante
Publicidade

Shang chi é decepcionante

Taí um filme que eu aguardava há décadas que fosse produzido, Shang Chi e a Lenda dos 10  Anéis ( em cartaz nos cinemas de Teresina). Sempre fui fã do Mestre do Kung Fu (como ele era conhecido)  e meu temor, era que mudassem a história, o cara que guerreava com o pai Fu Manchu por ele ser um gênio do mal e era aliado do MI 6, agentes ingleses.  

Ledo engano. Mudaram tudo, dizem que por questões de direitos, já que ele é tipo uma adaptação de Sax Rohmer, mas tudo bem nada contra adaptações (visão do diretor, bla bla) agora, Shang ainda é filho de um gênio do mal, o filme começa a 100 por cento numa luta dentro de um bus,  e eu, poxa, vai prestar. Ledo engano 2.

Depois de serem aprisionados,  fogem e encontram um lugar mágico e finalmente se preparam para uma batalha final que não posso estragar envolve monstros e o filme descamba para um samba do crioulo doido e adeus artes marciais.

Eu fico impressionado com a DC que tem mais respeito por personagens,  não fazem tosqueiras como essa e vivem perdendo na bilheteria.  Saí do cinema revoltado e triste por destruírem uma saga tão boa como essa. As lutas que são  poucas na luz do dia (que os efeitos não atrapalham) são a única coisa boa do filme mesmo sabendo que  jamais americano fará obras de kung fu como as da China.

Enfim, um samba do crioulo doido que vou te contar....

Taí um filme que eu aguardava há décadas que fosse produzido, Shang Chi e a Lenda dos 10  Anéis ( em cartaz nos cinemas de Teresina). Sempre fui fã do Mestre do Kung Fu (como ele era conhecido)  e meu temor, era que mudassem a história, o cara que guerreava com o pai Fu Manchu por ele ser um gênio do mal e era aliado do MI 6, agentes ingleses.  

Ledo engano. Mudaram tudo, dizem que por questões de direitos, já que ele é tipo uma adaptação de Sax Rohmer, mas tudo bem nada contra adaptações (visão do diretor, bla bla) agora, Shang ainda é filho de um gênio do mal, o filme começa a 100 por cento numa luta dentro de um bus,  e eu, poxa, vai prestar. Ledo engano 2.

Depois de serem aprisionados,  fogem e encontram um lugar mágico e finalmente se preparam para uma batalha final que não posso estragar envolve monstros e o filme descamba para um samba do crioulo doido e adeus artes marciais.

Eu fico impressionado com a DC que tem mais respeito por personagens,  não fazem tosqueiras como essa e vivem perdendo na bilheteria.  Saí do cinema revoltado e triste por destruírem uma saga tão boa como essa. As lutas que são  poucas na luz do dia (que os efeitos não atrapalham) são a única coisa boa do filme mesmo sabendo que  jamais americano fará obras de kung fu como as da China.

Enfim, um samba do crioulo doido que vou te contar....

Ran é Obra de arte insuperável Produção alemão completa 13 anos ainda incendiária