1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Ação criminosa
Publicidade

Ação criminosa

Um oficial da polícia militar do Maranhão na patente de coronel acompanhando um comboio de carretas numa invasão de propriedade privada em outro Estado (em Regeneração, Piauí) sem o devido mandado judicial, está fazendo o papel de jagunço, ou, no termo mais usual de hoje, sendo miliciano. E assim também os policiais do mesmo estado sob seu comando.  Acusam o coronel Torres, da PM maranhense, de ter chegado ao Piauí para tomar na marra madeira estocada na Real Regeneração, empresa produtora de grãos, a serviço da Suzano Papel e Celulose. Independentemente das regras do contrato, que, segundo uma das partes, estaria vencido, mas que a Suzano alega ter pago antecipadamente pela madeira, a ação do agente da polícia desrespeitando a justiça piauiense é ato de banditismo e, como tal, já deveria ter sido preso em flagrante delito. O governador Flávio Dino, que já foi juiz federal, bem que deve tomar as medidas administrativas cabíveis para que esse caso do coronel não se torne uma ação corriqueira nas forças de segurança maranhenses num despeito ao seu regimento interno. Não é adequado o agente público agir aí arrepio da lei fazendo o papel de segurança particular na iniciativa privada. A atitude desse coronel Torres mancha a polícia militar maranhense. A força policial deve estar a serviço dos interesses públicos e não daqueles que podem pagar, porque agindo assim, o militar se revela tão somente um bandido fardado, praticando ação criminosa.

Escritor Chico Castro (com Marco Pinheiro, na Bahia) vai lançar livro sobre o ex-ditador Emilio Garrastazu Médici.

Sem punição

Não foi dessa vez que, apesar das evidências, o CNJ afastaria magistrado do Piauí. Ontem, o ministro corregedor Humberto Martins não viu nada grave na denúncia do promotor Galeno Aristoteles para afastar o desembargador Erivan Lopes.
O promotor acusou o desembargador de envolvimento com suspeitos com a grilagem de terras em Luís Correia.

Dá-lhe, Chico!

Como não é de ferro e, após concluir a pesquisa para seu próximo livro ‘Médici: o Jardim dos Gafanhotos’, o escritor Chico Castro relaxa num resort  em Morro de São Paulo, perto de Salvador.
Ao lado de Marco Pinheiro, empresário de nove entre dez estrelas da Música Popular Brasileira.

Nomeação

O advogado Germano Barbosa foi nomeado pelo ministro da Casa Civil para o cargo de diretor do Ministério da Agricultura no Piauí. 
Indicação da deputada federal Doutora Marina.

Bom trânsito

Finalmente, as pessoas já podem circular nas ruas de São Raimundo sem o risco de colisão no trânsito. 
Creditam à prefeita Carmelita as ações que mudaram consideravelmente o sentido de mão e direção na cidade.

Boi de piranha

Não é sem sentido que o motorista do ex-deputado Edson Ferreira vem elogiando a prefeita e dizendo que na próxima eleição não tem pra ninguém, que ela é imbatível.
Pior é que nos áudios vazados, José Rodrigues, o motorista diz que o jeito é Edson colocar o irmão Avelar como boi de piranha.
Para perder, of course.

Descaso

Fica vermelha, cara sem-vergonha! O governo fala em turismo, escondendo uma triste realidade: as ruas de Luís Correia estão intrafegáveis. Além de esburacadas, o lamaçal toma de conta, por causa das chuvas. 
A secretaria que deveria adotar as providências se preocupa em fazer calçamento em cidades do sertão.

Calçamento

Mesmo diante de Tomada de Conta Especial pelo TCE, para apurar investimento de R$ 13,8 milhões em calçamento, a Secretaria de Turismo segue firme anunciando esse tipo de obras em várias cidades. 
E o negócio deve ser rendoso, tanto que o secretário está anunciando em rede social que aceitou o desafio do retorno ao cargo.

Chove no molhado 1

Semana passada a deputada estadual Teresa Britto havia anunciado que iria entregar ao governador Wellington Dias, o relatório sobre o caos nos hospitais estaduais. Queria mostrar diretamente a Sua Excelência, como se mata, impunemente, nesses entes públicos, as pessoas que a eles recorrem para salvar suas próprias vidas. 
Mas, parece, o governador não lhe deu bolas.

Chove no molhado 2

E agora, Teresa Britto vai bater em outra porta, a do secretário de Saúde, Florentino Neto. Parece que sua audiência com o secretário está marcada para hoje. 
Pois vai chover no molhado porque o secretário não tem autonomia para resolver nada, nesse contexto. 
Até porque, quem continua mandando mesmo no pedaço é o esquentado.

E o meu?

O governo anuncia pagamentos de obras atrasadas, usando os R$ 293 milhões da Caixa Econômica Federal.
A fila de empreiteiro quebrado vai dobrar o quarteirão do Palácio de Karnak, porque já se sabe que a negociação será feita no próprio palácio.

1ª parcela

A coluna vai diminuir a fila, antecipando que só receberá aquele que já recebeu a primeira parcela.
Todos os órgãos obreiros vão informar ao Palácio os débitos existentes. E, a partir de segunda-feira, a grana começa a cair nas contas de cada qual.

Sem acertos

Ninguém no Palácio diz, mas essa providência dos pagamentos serem efetuados por um só órgão seria para evitar os acertos. 
E assim, como já estão pela hora a morte, mais quebrados que arroz de terceira, os empreiteiros vão se ver livres dos que pedem ajuda.
Ou não?

Oposição unida

Principal adversário de Mão Santa, do jeito que é capaz de assumir o mandato até numa demorada dor de dente do prefeito, o vice de Parnaíba Samarone, veio ontem a Teresina firmar pacto político com o deputado Dr. Hélio e com o Tererê. 
Pode vir
Mas o próprio Mão Santa faz ouvido de mercador ao movimento oposicionista do seu vice. 
“Pode é vir, juntando os três não dá metade de mim”, disse o prefeito, afirmando: “O povo da Parnaíba me ama”.

Robert Rios

Depois de Dr. Pessoa, o MDB anda atrás de Robert Rios. Themistocles Filho foi ontem jantar na casa de Rios para convidá-lo para o partido. 
Rios, entretanto, diz que sua preferência em entrar num partido de oposição ao governo. 

Poderoso

O Senador Ciro Nogueira processou este jornalista por críticas feitas à sua atuação política. 
Pior: ao invés de buscar o Judiciário piauiense, onde reside este jornalista, buscou o Judiciário do Distrito Federal, com o objetivo de dificultar a defesa.

Ping-Pong 
Alagado Ricardão

Um homem chega ao gabinete da Secretária Umbelina Carvalho, da Ação Social de Teresina e pede para ser recebido a quem fará uma queixa grave. 

O homem: "Secretária, estou com muita raiva do Firmino..." 
Umbelina: "Mas por que, senhor?" 
O homem: "Por causa desse tal de programa Família Acolhedora..." 
Umbelina: "E o que o programa lhe fez?" 
O homem: "Eu recebi um alagado em minha casa, ele ganhou uma cesta de alimentos, sessenta e cinco reais e ainda ficou com a minha mulher". 

Originalmente publicado em 8 de março de 2004.

Expressas 

Nos próximos dias 13 e 14 de julho, o Parque Lagoas do Norte, localizado na zona norte da capital, recebe o Encontro de Bois de Teresina.

As UPAS localizadas nos bairros Satélite, Promorar e Renascença, realizaram somente no mês de junho de 2019, cerca de 36.248 atendimentos a usuários em situação de urgência.

A Secretaria de Justiça e a Corregedoria do Tribunal de Justiça do Piauí farão hoje, às 8h, a 1ª audiência por videoconferência do Estado. 

Um oficial da polícia militar do Maranhão na patente de coronel acompanhando um comboio de carretas numa invasão de propriedade privada em outro Estado (em Regeneração, Piauí) sem o devido mandado judicial, está fazendo o papel de jagunço, ou, no termo mais usual de hoje, sendo miliciano. E assim também os policiais do mesmo estado sob seu comando.  Acusam o coronel Torres, da PM maranhense, de ter chegado ao Piauí para tomar na marra madeira estocada na Real Regeneração, empresa produtora de grãos, a serviço da Suzano Papel e Celulose. Independentemente das regras do contrato, que, segundo uma das partes, estaria vencido, mas que a Suzano alega ter pago antecipadamente pela madeira, a ação do agente da polícia desrespeitando a justiça piauiense é ato de banditismo e, como tal, já deveria ter sido preso em flagrante delito. O governador Flávio Dino, que já foi juiz federal, bem que deve tomar as medidas administrativas cabíveis para que esse caso do coronel não se torne uma ação corriqueira nas forças de segurança maranhenses num despeito ao seu regimento interno. Não é adequado o agente público agir aí arrepio da lei fazendo o papel de segurança particular na iniciativa privada. A atitude desse coronel Torres mancha a polícia militar maranhense. A força policial deve estar a serviço dos interesses públicos e não daqueles que podem pagar, porque agindo assim, o militar se revela tão somente um bandido fardado, praticando ação criminosa.

Escritor Chico Castro (com Marco Pinheiro, na Bahia) vai lançar livro sobre o ex-ditador Emilio Garrastazu Médici.

Sem punição

Não foi dessa vez que, apesar das evidências, o CNJ afastaria magistrado do Piauí. Ontem, o ministro corregedor Humberto Martins não viu nada grave na denúncia do promotor Galeno Aristoteles para afastar o desembargador Erivan Lopes.
O promotor acusou o desembargador de envolvimento com suspeitos com a grilagem de terras em Luís Correia.

Dá-lhe, Chico!

Como não é de ferro e, após concluir a pesquisa para seu próximo livro ‘Médici: o Jardim dos Gafanhotos’, o escritor Chico Castro relaxa num resort  em Morro de São Paulo, perto de Salvador.
Ao lado de Marco Pinheiro, empresário de nove entre dez estrelas da Música Popular Brasileira.

Nomeação

O advogado Germano Barbosa foi nomeado pelo ministro da Casa Civil para o cargo de diretor do Ministério da Agricultura no Piauí. 
Indicação da deputada federal Doutora Marina.

Bom trânsito

Finalmente, as pessoas já podem circular nas ruas de São Raimundo sem o risco de colisão no trânsito. 
Creditam à prefeita Carmelita as ações que mudaram consideravelmente o sentido de mão e direção na cidade.

Boi de piranha

Não é sem sentido que o motorista do ex-deputado Edson Ferreira vem elogiando a prefeita e dizendo que na próxima eleição não tem pra ninguém, que ela é imbatível.
Pior é que nos áudios vazados, José Rodrigues, o motorista diz que o jeito é Edson colocar o irmão Avelar como boi de piranha.
Para perder, of course.

Descaso

Fica vermelha, cara sem-vergonha! O governo fala em turismo, escondendo uma triste realidade: as ruas de Luís Correia estão intrafegáveis. Além de esburacadas, o lamaçal toma de conta, por causa das chuvas. 
A secretaria que deveria adotar as providências se preocupa em fazer calçamento em cidades do sertão.

Calçamento

Mesmo diante de Tomada de Conta Especial pelo TCE, para apurar investimento de R$ 13,8 milhões em calçamento, a Secretaria de Turismo segue firme anunciando esse tipo de obras em várias cidades. 
E o negócio deve ser rendoso, tanto que o secretário está anunciando em rede social que aceitou o desafio do retorno ao cargo.

Chove no molhado 1

Semana passada a deputada estadual Teresa Britto havia anunciado que iria entregar ao governador Wellington Dias, o relatório sobre o caos nos hospitais estaduais. Queria mostrar diretamente a Sua Excelência, como se mata, impunemente, nesses entes públicos, as pessoas que a eles recorrem para salvar suas próprias vidas. 
Mas, parece, o governador não lhe deu bolas.

Chove no molhado 2

E agora, Teresa Britto vai bater em outra porta, a do secretário de Saúde, Florentino Neto. Parece que sua audiência com o secretário está marcada para hoje. 
Pois vai chover no molhado porque o secretário não tem autonomia para resolver nada, nesse contexto. 
Até porque, quem continua mandando mesmo no pedaço é o esquentado.

E o meu?

O governo anuncia pagamentos de obras atrasadas, usando os R$ 293 milhões da Caixa Econômica Federal.
A fila de empreiteiro quebrado vai dobrar o quarteirão do Palácio de Karnak, porque já se sabe que a negociação será feita no próprio palácio.

1ª parcela

A coluna vai diminuir a fila, antecipando que só receberá aquele que já recebeu a primeira parcela.
Todos os órgãos obreiros vão informar ao Palácio os débitos existentes. E, a partir de segunda-feira, a grana começa a cair nas contas de cada qual.

Sem acertos

Ninguém no Palácio diz, mas essa providência dos pagamentos serem efetuados por um só órgão seria para evitar os acertos. 
E assim, como já estão pela hora a morte, mais quebrados que arroz de terceira, os empreiteiros vão se ver livres dos que pedem ajuda.
Ou não?

Oposição unida

Principal adversário de Mão Santa, do jeito que é capaz de assumir o mandato até numa demorada dor de dente do prefeito, o vice de Parnaíba Samarone, veio ontem a Teresina firmar pacto político com o deputado Dr. Hélio e com o Tererê. 
Pode vir
Mas o próprio Mão Santa faz ouvido de mercador ao movimento oposicionista do seu vice. 
“Pode é vir, juntando os três não dá metade de mim”, disse o prefeito, afirmando: “O povo da Parnaíba me ama”.

Robert Rios

Depois de Dr. Pessoa, o MDB anda atrás de Robert Rios. Themistocles Filho foi ontem jantar na casa de Rios para convidá-lo para o partido. 
Rios, entretanto, diz que sua preferência em entrar num partido de oposição ao governo. 

Poderoso

O Senador Ciro Nogueira processou este jornalista por críticas feitas à sua atuação política. 
Pior: ao invés de buscar o Judiciário piauiense, onde reside este jornalista, buscou o Judiciário do Distrito Federal, com o objetivo de dificultar a defesa.

Ping-Pong 
Alagado Ricardão

Um homem chega ao gabinete da Secretária Umbelina Carvalho, da Ação Social de Teresina e pede para ser recebido a quem fará uma queixa grave. 

O homem: "Secretária, estou com muita raiva do Firmino..." 
Umbelina: "Mas por que, senhor?" 
O homem: "Por causa desse tal de programa Família Acolhedora..." 
Umbelina: "E o que o programa lhe fez?" 
O homem: "Eu recebi um alagado em minha casa, ele ganhou uma cesta de alimentos, sessenta e cinco reais e ainda ficou com a minha mulher". 

Originalmente publicado em 8 de março de 2004.

Expressas 

Nos próximos dias 13 e 14 de julho, o Parque Lagoas do Norte, localizado na zona norte da capital, recebe o Encontro de Bois de Teresina.

As UPAS localizadas nos bairros Satélite, Promorar e Renascença, realizaram somente no mês de junho de 2019, cerca de 36.248 atendimentos a usuários em situação de urgência.

A Secretaria de Justiça e a Corregedoria do Tribunal de Justiça do Piauí farão hoje, às 8h, a 1ª audiência por videoconferência do Estado. 

Sob o império da lei Quem é o Babaçu?