Publicidade

Falta de zelo

Há uns dois meses a coluna chamou a atenção do prefeito Dr. Pessoa e de seus auxiliares para a construção de pista de passeio de pedestres na avenida Noé Mendes, gastando recursos públicos de uma certa forma desnecessariamente, porque no mesmo espaço já se deveria construir a outra pista da avenida, duplicando-a. Fizeram ouvido de mercador. A licitação é da gestão passada, mas se o prefeito aparecesse no local veria que estão desperdiçando o dinheiro e o tempo. Porque tiveram que invadir o espaço da horta para fazer o passeio quando o tráfego da avenida já está estrangulado. Vão deixar para qualquer tempo quando poderiam evitar o desperdício de agora. Certamente justificarão que a licitação já está feita para a obrinha do passeio, mas quando há vontade política e a necessidade pública, tudo se ajeita, republicanamente, frise-se. Hoje, daria para duplicar a avenida das hortas e, também, fazer o passeio. Basta querer. Não se entende como é que Firmino Filho resolveu licitar apenas o ‘passeio’ quando deveria ter feito a duplicação, até porque já sabia que o moroso tráfego da avenida exigia no seu tempo a sua urgente duplicação. Mas ainda haveria tempo: bastaria que a atual gestão se amparasse na sua assessoria jurídica para alargar a licitação que foi feita apenas para o ‘passeio’ e construiria a segunda pista de rolamento da avenida, propiciando a sua duplicação. Espaço físico há de sobra, pois, aproveitaram terreno das hortas. Mas até agora a prefeitura não deu sinal de boa vontade. Então, só se depreende que vão deixar a avenida com um tráfego irritante, insuportável, que toma o tempo do contribuinte, para lá mais na frente procederem a sua duplicação, pouco importando no gasto que poderia ter sido evitado agora.

Dr. Pessoa à mesa do café da manhã. Faça a legenda, leitor, faça (Foto: divulgação)

Datas comemorativas

Agora só ficaram os feriados que Wellington dias não pode antecipar: de Finados, o de Nossa Senhora da Conceição e o do Natal.
Mas vai daqui uma sugestão: o governador poderia antecipar as datas comemorativas. Afinal, há o calendário sazonal das datas comemorativas de 2021.

Datas comemorativas 2

Em abril mesmo há, a partir do dia 11, o dia do infectologista,  13, do Office-boy e dia do beijo, e 19, dia do índio, do Exército.
Há muito mais, como o dia dos namorados, das mães, do Médico, do Professor.
Não ria...

Datas aprovadas

Esses eventos do  ‘calendário sazonal das datas comemorativas’ são regulados em lei, seja pelas Câmaras de Vereadores seja pelas assembleias legislativas.
Então?

Mesa farta

Depois que saiu falando mal do café que lhe serviram na APPM (Associação dos municípios), de que iria voltar para casa, morto de fome, porque o café era magro, Dr. Pessoa só encontra agora mesa farta. Até no seu gabinete, na prefeitura, a turma reforçou.
Olha ele aí se fartando sob olhar (frio, sereno?) do vice Robert Rios.

O risco

Quem estava lá diz que atrás das garrafas de café e leite, havia bandejas de carne de sol, de ovos e ainda um pote de caldo de carne.
Corre risco quem fica frontal ao prefeito e ser atingido pelo botão da casa 4. Amplie a foto.

Escolha na OAB

Hoje, a OAB estará reunida para definir regras para escolha do quinto constitucional para vaga de desembargador do TJ e, também para o TRT-PI.
Antes, cada advogado poderia escolher até 12 postulantes. Ao que parece, a sugestão para agora é que seja apenas um candidato.

O juiz que soltou o filho

Virou notícia nacional o caso do juiz Noé Pacheco, de Floriano, que mandou soltar o filho, preso por dirigir embriagado e causar acidente. 
E o Tribunal de Justiça até agora não disse nada do caso.

O filho ou a toga

Convenhamos, na resposta que deu ao Fantástico, o juiz foi sincero (e corajoso): preferiu defender o filho do que se importar em perder a toga e ainda disse que seguiu a lei.
Se ele fosse sincero e rápido nas decisões com os demais jurisdicionado, o mundo seria outro.

Celas impróprias

Chama a atenção a fala do juiz em dizer que seu menino não poderia ficar preso porque a cela, imunda, em condições péssimas, certamente, não seria adequada.
Só é adequada para os filhos dos outros. Né?

Só agora?

Ou foi somente agora, diante da prisão do filho, que o juiz Pacheco descobriu que as condições carcerárias do sistema prisional são péssimas?

Aposentadoria

E aí, ontem, algumas pessoas ficaram parabenizando o juiz por ter sido sincero na fala à mídia, principalmente quando ele diz que preferiu o filho a se importar com a perda da toga.
Quem vai ser aposentado com a merreca de mais de R$ 30 mil vai ficar preocupado?

Robert Freitas

Faleceu ontem, o ex-prefeito Robert de Almendra Freitas, de covid-19.
‘Barão do Livramento’, como gentilicamente os amigos o chamavam, Robert Freitas era aquela figura bonachona que, embora de semblante carrancudo, ou sisudo,  se derretia em gentilezas. Bom marido e bom pai.
Os pêsames a Dona Maria, extensivos aos filhos e demais familiares.

Carlos Lobo

Todas as preces para o ex-secretário de Segurança Pública, Carlos Lobo.
Ele encontra-se em UTI, no hospital Unimed, acometido da maldita covid-19.

Secretária de que?

Dr. Pessoa anda falando em criar mais um emprego: o de chefe da Secretaria de Produção Agropecuária de Teresina. E já tem o ocupante: o ex-deputado estadual Mauro Tapety, do MDB, partido do prefeito.
Francamente, isso está cheirando mais a cabide de emprego do que, propriamente, um órgão fomentador do desenvolvimento do setor.

Já teve

Teresina, no ramo pecuário, é a cidade do ‘já teve’.
Teve um rebanho de mais de 20 mil cabeças de gado. Hoje, não passa de 13 mil. Antes, a maioria era gado de leite. Hoje, é mais para corte.
Já teve uma produção de leite superior a 50 mil litros/dia. Hoje é inferior a 10 mil litros.

Fazer o que?

E, afinal de contas, a tal secretaria fará o que? E seu anunciado titular irá fazer o que?

Produção zero

Teresina é uma mesopotâmia, cercada por dois rios e, em suas margens, o poder público – estadual e municipal – não executa qualquer projeto.
Nem o mais fácil, de plantar cebolinha, alface, coentro, maxixe, quiabo, tomate e pimentão. 

Cinturão verde

Há décadas, no governo Dirceu Arcoverde, tentou-se implantar o projeto denominado ‘cinturão verde’, de produção de hortaliças, às margens dos dois rios.
O projeto era simplesmente fantasmagórico.

Aí tem!

Viraliza nas redes sociais nota de empenho do pagamento de R$13,5 milhões, pela Secretaria de Educação do Estado à empresa Delta Produtos e Serviços, de São Paulo, pela produção de 31 mil conjuntos de carteiras escolares, à base de alumínio.
O detalhe sórdido: a feliz ganhadora não tem endereço definido.

Piauienses alijados

Informa Toni Rodrigues que empresários piauienses são alijados dos ditos processos licitatórios, chamando atenção para reclamação do empresário Paulo Normando de que, na visão dos gestores, as indústrias piauienses não têm condições de fornecer os mesmos conjuntos escolares.

Ping-Pong 
A tese vitoriosa

Início do ano 2001. Procurador do Estado, Celso Barros Neto faz sustentação no Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Piauí contra a ilegal incorporação de gratificação salarial de servidor público. Alegou vários precedentes do STF contra a incorporação. O relator, desembargador Ozires Neves, vota a favor do Estado. O plenário, por ampla maioria, segue a tese do Supremo levantada por Celso.

Celso Barros Neto: “Excelências, eu tenho aqui vários precedentes do Supremo contra a incorporação...”.
O desembargador Antônio de Freitas Rezende: “Eu não como às custas do Supremo, tenho minha convicção e voto a favor da incorporação salarial”.

Expressas

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) registrou 14 acidentes e duas mortes nas rodovias piauienses entre os dias 1° e 4 de abril. 

O Piauí iniciou vacinação dos profissionais das forças de Segurança, salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente de combate à pandemia da Covid-19. 

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 1.505 casos confirmados e 30 óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados ontem pela Sesapi. 

Há uns dois meses a coluna chamou a atenção do prefeito Dr. Pessoa e de seus auxiliares para a construção de pista de passeio de pedestres na avenida Noé Mendes, gastando recursos públicos de uma certa forma desnecessariamente, porque no mesmo espaço já se deveria construir a outra pista da avenida, duplicando-a. Fizeram ouvido de mercador. A licitação é da gestão passada, mas se o prefeito aparecesse no local veria que estão desperdiçando o dinheiro e o tempo. Porque tiveram que invadir o espaço da horta para fazer o passeio quando o tráfego da avenida já está estrangulado. Vão deixar para qualquer tempo quando poderiam evitar o desperdício de agora. Certamente justificarão que a licitação já está feita para a obrinha do passeio, mas quando há vontade política e a necessidade pública, tudo se ajeita, republicanamente, frise-se. Hoje, daria para duplicar a avenida das hortas e, também, fazer o passeio. Basta querer. Não se entende como é que Firmino Filho resolveu licitar apenas o ‘passeio’ quando deveria ter feito a duplicação, até porque já sabia que o moroso tráfego da avenida exigia no seu tempo a sua urgente duplicação. Mas ainda haveria tempo: bastaria que a atual gestão se amparasse na sua assessoria jurídica para alargar a licitação que foi feita apenas para o ‘passeio’ e construiria a segunda pista de rolamento da avenida, propiciando a sua duplicação. Espaço físico há de sobra, pois, aproveitaram terreno das hortas. Mas até agora a prefeitura não deu sinal de boa vontade. Então, só se depreende que vão deixar a avenida com um tráfego irritante, insuportável, que toma o tempo do contribuinte, para lá mais na frente procederem a sua duplicação, pouco importando no gasto que poderia ter sido evitado agora.

Dr. Pessoa à mesa do café da manhã. Faça a legenda, leitor, faça (Foto: divulgação)

Datas comemorativas

Agora só ficaram os feriados que Wellington dias não pode antecipar: de Finados, o de Nossa Senhora da Conceição e o do Natal.
Mas vai daqui uma sugestão: o governador poderia antecipar as datas comemorativas. Afinal, há o calendário sazonal das datas comemorativas de 2021.

Datas comemorativas 2

Em abril mesmo há, a partir do dia 11, o dia do infectologista,  13, do Office-boy e dia do beijo, e 19, dia do índio, do Exército.
Há muito mais, como o dia dos namorados, das mães, do Médico, do Professor.
Não ria...

Datas aprovadas

Esses eventos do  ‘calendário sazonal das datas comemorativas’ são regulados em lei, seja pelas Câmaras de Vereadores seja pelas assembleias legislativas.
Então?

Mesa farta

Depois que saiu falando mal do café que lhe serviram na APPM (Associação dos municípios), de que iria voltar para casa, morto de fome, porque o café era magro, Dr. Pessoa só encontra agora mesa farta. Até no seu gabinete, na prefeitura, a turma reforçou.
Olha ele aí se fartando sob olhar (frio, sereno?) do vice Robert Rios.

O risco

Quem estava lá diz que atrás das garrafas de café e leite, havia bandejas de carne de sol, de ovos e ainda um pote de caldo de carne.
Corre risco quem fica frontal ao prefeito e ser atingido pelo botão da casa 4. Amplie a foto.

Escolha na OAB

Hoje, a OAB estará reunida para definir regras para escolha do quinto constitucional para vaga de desembargador do TJ e, também para o TRT-PI.
Antes, cada advogado poderia escolher até 12 postulantes. Ao que parece, a sugestão para agora é que seja apenas um candidato.

O juiz que soltou o filho

Virou notícia nacional o caso do juiz Noé Pacheco, de Floriano, que mandou soltar o filho, preso por dirigir embriagado e causar acidente. 
E o Tribunal de Justiça até agora não disse nada do caso.

O filho ou a toga

Convenhamos, na resposta que deu ao Fantástico, o juiz foi sincero (e corajoso): preferiu defender o filho do que se importar em perder a toga e ainda disse que seguiu a lei.
Se ele fosse sincero e rápido nas decisões com os demais jurisdicionado, o mundo seria outro.

Celas impróprias

Chama a atenção a fala do juiz em dizer que seu menino não poderia ficar preso porque a cela, imunda, em condições péssimas, certamente, não seria adequada.
Só é adequada para os filhos dos outros. Né?

Só agora?

Ou foi somente agora, diante da prisão do filho, que o juiz Pacheco descobriu que as condições carcerárias do sistema prisional são péssimas?

Aposentadoria

E aí, ontem, algumas pessoas ficaram parabenizando o juiz por ter sido sincero na fala à mídia, principalmente quando ele diz que preferiu o filho a se importar com a perda da toga.
Quem vai ser aposentado com a merreca de mais de R$ 30 mil vai ficar preocupado?

Robert Freitas

Faleceu ontem, o ex-prefeito Robert de Almendra Freitas, de covid-19.
‘Barão do Livramento’, como gentilicamente os amigos o chamavam, Robert Freitas era aquela figura bonachona que, embora de semblante carrancudo, ou sisudo,  se derretia em gentilezas. Bom marido e bom pai.
Os pêsames a Dona Maria, extensivos aos filhos e demais familiares.

Carlos Lobo

Todas as preces para o ex-secretário de Segurança Pública, Carlos Lobo.
Ele encontra-se em UTI, no hospital Unimed, acometido da maldita covid-19.

Secretária de que?

Dr. Pessoa anda falando em criar mais um emprego: o de chefe da Secretaria de Produção Agropecuária de Teresina. E já tem o ocupante: o ex-deputado estadual Mauro Tapety, do MDB, partido do prefeito.
Francamente, isso está cheirando mais a cabide de emprego do que, propriamente, um órgão fomentador do desenvolvimento do setor.

Já teve

Teresina, no ramo pecuário, é a cidade do ‘já teve’.
Teve um rebanho de mais de 20 mil cabeças de gado. Hoje, não passa de 13 mil. Antes, a maioria era gado de leite. Hoje, é mais para corte.
Já teve uma produção de leite superior a 50 mil litros/dia. Hoje é inferior a 10 mil litros.

Fazer o que?

E, afinal de contas, a tal secretaria fará o que? E seu anunciado titular irá fazer o que?

Produção zero

Teresina é uma mesopotâmia, cercada por dois rios e, em suas margens, o poder público – estadual e municipal – não executa qualquer projeto.
Nem o mais fácil, de plantar cebolinha, alface, coentro, maxixe, quiabo, tomate e pimentão. 

Cinturão verde

Há décadas, no governo Dirceu Arcoverde, tentou-se implantar o projeto denominado ‘cinturão verde’, de produção de hortaliças, às margens dos dois rios.
O projeto era simplesmente fantasmagórico.

Aí tem!

Viraliza nas redes sociais nota de empenho do pagamento de R$13,5 milhões, pela Secretaria de Educação do Estado à empresa Delta Produtos e Serviços, de São Paulo, pela produção de 31 mil conjuntos de carteiras escolares, à base de alumínio.
O detalhe sórdido: a feliz ganhadora não tem endereço definido.

Piauienses alijados

Informa Toni Rodrigues que empresários piauienses são alijados dos ditos processos licitatórios, chamando atenção para reclamação do empresário Paulo Normando de que, na visão dos gestores, as indústrias piauienses não têm condições de fornecer os mesmos conjuntos escolares.

Ping-Pong 
A tese vitoriosa

Início do ano 2001. Procurador do Estado, Celso Barros Neto faz sustentação no Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Piauí contra a ilegal incorporação de gratificação salarial de servidor público. Alegou vários precedentes do STF contra a incorporação. O relator, desembargador Ozires Neves, vota a favor do Estado. O plenário, por ampla maioria, segue a tese do Supremo levantada por Celso.

Celso Barros Neto: “Excelências, eu tenho aqui vários precedentes do Supremo contra a incorporação...”.
O desembargador Antônio de Freitas Rezende: “Eu não como às custas do Supremo, tenho minha convicção e voto a favor da incorporação salarial”.

Expressas

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) registrou 14 acidentes e duas mortes nas rodovias piauienses entre os dias 1° e 4 de abril. 

O Piauí iniciou vacinação dos profissionais das forças de Segurança, salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente de combate à pandemia da Covid-19. 

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 1.505 casos confirmados e 30 óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados ontem pela Sesapi. 

Uma CPI candidata aos holofotes Bola de cristal