1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. A palavra da moda
Publicidade

A palavra da moda

De repente as redes sociais se inquietaram com a palavra ‘despiora’, usada pelo jornal Folha de São Paulo, em matéria que trata sobre a situação econômica do país. O inusitado, para uns, era procurar saber exatamente o seu significado que aqui, chegou a levar o senador Ciro Nogueira a publicar uma outra palavra – desperder – sinalizando para as eleições de 2022. A diferença é que despiora tem significado. Desperder, não. O senador, perdão, entrou de gaiato no navio, possivelmente querendo usar a palavra despender gastos, dinheiro, nas próximas eleições. A discussão, portanto, acalaroda, sobre o que seria ‘despiorar’ está num nível muito mais elevado. E, quem vai explicar a palavra despiora é o doutor em letras, Pablo Jamilk. O jornal foi acusado por diversas pessoas de não querer dizer que o governo atual melhorou a economia do país. Mas será que essa palavra é sinônimo de melhora? Então, Pablo Jamilk, explica: “a palavra “Despiora” é uma forma conjugada do verbo “Despiorar”, que tem o uso mais comum no português falado em Portugal, mas isso não significa que a palavra não exista. Na verdade, essa palavra existe e é dicionarizada. O dicionário Priberam traz a definição da palavra Despiorar: tornar ou ficar menos mau ou menos mal. Como essa palavra é formada? Ela é formada pela colocação de um prefixo antes do termo piorar: (des + piorar). É possível entender que a palavra despiorar não significa a mesma coisa que a palavra melhorar. Despiorar significa parar de piorar, ou piorar um pouco menos. Então, neste caso, a escolha lexical tenta enfatizar que algo está parando de piorar. Quando se pensa que poderia ter sido usada a palavra melhorar em vez de despiorar, isso depende da intenção de quem escreveu o texto, mas é importante frisar que as duas palavras não são tão aproximadas em sentido. O uso da palavra despiora não é errado. A questão a ser avaliada é qual foi a real intenção de quem usou essa palavra no texto publicado no jornal”, enfatiza Jamilk, muito atuante no mercado digital desde 2010, que leciona para alunos do país inteiro, que por meio de suas aulas online, cursos e palestras, buscam alcançar bons resultados no Enem em concursos e vestibulares. 

O advogado Humberto Chaves, com escoriações no rosto e boca, dos socos do PM Domingos da Silva Souza, num DP de Piripiri (Foto: divulgação)

Ressocialização

Ouvi ontem, esta frase: “mente vazia é a oficina do inferno”. 
É de uma mãe de um presidiário apelando à advogada Carol Jericó para que ela sensibilize o secretário de Justiça do Piauí, Carlos Edilson, no sentido de colocar o filho, detento, para trabalhar no presídio. 
De fato, isso é terapêutico, é ressocialização e sobretudo, humano.

Alegria! Alegria!

Os governadores convocados para depor na CPI da Pandemia até hoje soltam rojões com a decisão da ministra Rosa Webber de autorizar o governador amazonense Wilson Lima a não comparecer, ontem.

Bom para todos

Eles acham que a ministra também barrará o comparecimento de todos. 
Wellington Dias, por exemplo, está listado para ir dia 30 deste mês. 
Como governador do Estado onde a PF deflagrou operação e não como coordenador do Consórcio Nordeste.   

Agressão ao advogado

Em Piripiri, o sargento PM Domingos da Silva Souza, agrediu, com socos e cabeçada o advogado Humberto da Silva Chaves, dentro de uma delegacia policial. 
O advogado ficou com hematomas no rosto e corte na boca.

Punição exemplar

Essa covardia do sujeito que é pago para proteger e não atacar o contribuinte que paga o salário dele, não pode ser remetida para debaixo do tapete da delegacia. 
Precisa ser denunciado e punido exemplarmente. 

Grupo de extermínio 

O advogado Humberto Chaves já denunciou ações de militares e até de milicianos em Piripiri, cidade que, curiosa e estranhamente registra alto índice de homicídios. 
Que se suspeita, sejam ações de grupos de extermínios. 

Milícia 

Se não for preso pelo que fez ao advogado dentro de uma DP, Domingos da Silva Souza precisa ser imediatamente transferido de Piripiri, pois ele é o mesmo que foi denunciado pelo advogado Humberto Chaves, em 2019, como suposto integrante de uma milícia. 
Curiosamente tem surgido ameaças nas redes sociais contra o advogado. 

Transferência 

À época das denúncias sobre o suposto envolvimento do militar com milicianos, o comandante do 12º Batalhão Irisvaldo Viana foi transferido, acusado de prática de tortura e abuso de autoridade. 
E pode ser denunciado a qualquer momento pelo MP. O inquérito só agora foi concluído.

Os próximos 

A secretária de Saúde de Canto do Buriti, Regiane Machado Chaves anuncia que os funcionários de supermercados do município serão os próximos a serem vacinados. 

Operação da PF 

A Polícia Federal deflagrou a operação Hesiodo, em Caxias (MA), prendendo supostos membros de uma organização criminosa com atuação no Piauí e Maranhão na lavagem de dinheiro.
Foram apreendidos carros de luxo, armas, dinheiro e até drogas.

Operação do Gaeco

No mesmo dia foi deflagrada a operação Mormaço, pelo Gaeco do Ministério Público do Maranhão em parceria com o Piauí.
As duas operações convergem para a mesma quadrilha que atua em Teresina, Timon e Caxias.

Só fachada e ostentação 

Os alvos dessas operações são os bacanas que circulam em carros possantes em Teresina e usam suas empresas, algumas agências de veículos como fachada, para poderem fazer o tráfico e lavagem de dinheiro.
A Polícia não revelou os nomes dos bandidos presos, mas eles são fáceis de ser identificados pela ostentação de riqueza que fazem nas ruas e nas redes sociais. 

Negócio espúrio 

Quem ouve as conversas de bastidores e de mesa de bar sobre as tratativas em torno da vaga de Luciano Nunes, no TCE, tem vergonha  da classe política. 
Falam em negócios espúrios.  É de se dizer que até a alma da mãe entra na negociação. 

E os estagiários?

A FMS começou a vacinar os trabalhadores da educação em Teresina, mas esqueceu de colocar os estagiários, que também estão na linha de frente, trabalhando presencialmente, principalmente na educação básica da rede privada.

Desabafo

Em entrevista ao Portal AZ, um estagiário da Semec desabafou sobre a exclusão da categoria na vacinação contra covid-19.
“Passam o mesmo tempo do professor, entram em contato com alunos e pais, é um risco coletivo, para estagiários e toda comunidade escolar, seus familiares. É muito frustrante". 

Recursos

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (Sinepe), Marcelo Siqueira, informou que vai entrar com recursos para a inclusão dos estagiários da educação na fila de vacinação. Os dados serão encaminhados para o Ministério Público do Piauí e a Fundação Municipal de Saúde (FMS). 

Nova faixa etária

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) ampliou a faixa etária para a vacinação contra a covid-19 voltada para a população em geral de Teresina.
Amanhã, treze pontos de drive-thru estarão abertos para a imunização do público de 54 e 55 anos das 9h às 17h.

Ping-Pong
O delegado e o humorista

Delegado Jorginho dava entrevista falando do rigor que impunha aos bandidos. Dizia sempre: ‘Eu sou é delegado, não sou humorista, não’. Ouvindo-o, o humorista João Cláudio Moreno liga para Jorginho.

João Cláudio: “Do que você está falando, Jorginho?”. 
Jorginho: “Eu vou é espocar a cabeça de um, porque eu sou é delegado, não sou humorista, não”.
João Claudio: “Jorginho, humorista não é o cão, não...”.

Expressas

Pelo segundo dia consecutivo, Teresina não registrou mortes em decorrência da covid-19 em um período de 24 horas. 

A Secretaria de Estado da Saúde começa a distribuir hoje as vacinas para os municípios iniciarem a imunização da população de 18 a 59 anos, não contemplada nos demais grupos. 

Por falar nisso, jornalistas, bancários, garis, músicos e outros grupos serão os próximos a serem vacinados contra covid-19 em Teresina.

De repente as redes sociais se inquietaram com a palavra ‘despiora’, usada pelo jornal Folha de São Paulo, em matéria que trata sobre a situação econômica do país. O inusitado, para uns, era procurar saber exatamente o seu significado que aqui, chegou a levar o senador Ciro Nogueira a publicar uma outra palavra – desperder – sinalizando para as eleições de 2022. A diferença é que despiora tem significado. Desperder, não. O senador, perdão, entrou de gaiato no navio, possivelmente querendo usar a palavra despender gastos, dinheiro, nas próximas eleições. A discussão, portanto, acalaroda, sobre o que seria ‘despiorar’ está num nível muito mais elevado. E, quem vai explicar a palavra despiora é o doutor em letras, Pablo Jamilk. O jornal foi acusado por diversas pessoas de não querer dizer que o governo atual melhorou a economia do país. Mas será que essa palavra é sinônimo de melhora? Então, Pablo Jamilk, explica: “a palavra “Despiora” é uma forma conjugada do verbo “Despiorar”, que tem o uso mais comum no português falado em Portugal, mas isso não significa que a palavra não exista. Na verdade, essa palavra existe e é dicionarizada. O dicionário Priberam traz a definição da palavra Despiorar: tornar ou ficar menos mau ou menos mal. Como essa palavra é formada? Ela é formada pela colocação de um prefixo antes do termo piorar: (des + piorar). É possível entender que a palavra despiorar não significa a mesma coisa que a palavra melhorar. Despiorar significa parar de piorar, ou piorar um pouco menos. Então, neste caso, a escolha lexical tenta enfatizar que algo está parando de piorar. Quando se pensa que poderia ter sido usada a palavra melhorar em vez de despiorar, isso depende da intenção de quem escreveu o texto, mas é importante frisar que as duas palavras não são tão aproximadas em sentido. O uso da palavra despiora não é errado. A questão a ser avaliada é qual foi a real intenção de quem usou essa palavra no texto publicado no jornal”, enfatiza Jamilk, muito atuante no mercado digital desde 2010, que leciona para alunos do país inteiro, que por meio de suas aulas online, cursos e palestras, buscam alcançar bons resultados no Enem em concursos e vestibulares. 

O advogado Humberto Chaves, com escoriações no rosto e boca, dos socos do PM Domingos da Silva Souza, num DP de Piripiri (Foto: divulgação)

Ressocialização

Ouvi ontem, esta frase: “mente vazia é a oficina do inferno”. 
É de uma mãe de um presidiário apelando à advogada Carol Jericó para que ela sensibilize o secretário de Justiça do Piauí, Carlos Edilson, no sentido de colocar o filho, detento, para trabalhar no presídio. 
De fato, isso é terapêutico, é ressocialização e sobretudo, humano.

Alegria! Alegria!

Os governadores convocados para depor na CPI da Pandemia até hoje soltam rojões com a decisão da ministra Rosa Webber de autorizar o governador amazonense Wilson Lima a não comparecer, ontem.

Bom para todos

Eles acham que a ministra também barrará o comparecimento de todos. 
Wellington Dias, por exemplo, está listado para ir dia 30 deste mês. 
Como governador do Estado onde a PF deflagrou operação e não como coordenador do Consórcio Nordeste.   

Agressão ao advogado

Em Piripiri, o sargento PM Domingos da Silva Souza, agrediu, com socos e cabeçada o advogado Humberto da Silva Chaves, dentro de uma delegacia policial. 
O advogado ficou com hematomas no rosto e corte na boca.

Punição exemplar

Essa covardia do sujeito que é pago para proteger e não atacar o contribuinte que paga o salário dele, não pode ser remetida para debaixo do tapete da delegacia. 
Precisa ser denunciado e punido exemplarmente. 

Grupo de extermínio 

O advogado Humberto Chaves já denunciou ações de militares e até de milicianos em Piripiri, cidade que, curiosa e estranhamente registra alto índice de homicídios. 
Que se suspeita, sejam ações de grupos de extermínios. 

Milícia 

Se não for preso pelo que fez ao advogado dentro de uma DP, Domingos da Silva Souza precisa ser imediatamente transferido de Piripiri, pois ele é o mesmo que foi denunciado pelo advogado Humberto Chaves, em 2019, como suposto integrante de uma milícia. 
Curiosamente tem surgido ameaças nas redes sociais contra o advogado. 

Transferência 

À época das denúncias sobre o suposto envolvimento do militar com milicianos, o comandante do 12º Batalhão Irisvaldo Viana foi transferido, acusado de prática de tortura e abuso de autoridade. 
E pode ser denunciado a qualquer momento pelo MP. O inquérito só agora foi concluído.

Os próximos 

A secretária de Saúde de Canto do Buriti, Regiane Machado Chaves anuncia que os funcionários de supermercados do município serão os próximos a serem vacinados. 

Operação da PF 

A Polícia Federal deflagrou a operação Hesiodo, em Caxias (MA), prendendo supostos membros de uma organização criminosa com atuação no Piauí e Maranhão na lavagem de dinheiro.
Foram apreendidos carros de luxo, armas, dinheiro e até drogas.

Operação do Gaeco

No mesmo dia foi deflagrada a operação Mormaço, pelo Gaeco do Ministério Público do Maranhão em parceria com o Piauí.
As duas operações convergem para a mesma quadrilha que atua em Teresina, Timon e Caxias.

Só fachada e ostentação 

Os alvos dessas operações são os bacanas que circulam em carros possantes em Teresina e usam suas empresas, algumas agências de veículos como fachada, para poderem fazer o tráfico e lavagem de dinheiro.
A Polícia não revelou os nomes dos bandidos presos, mas eles são fáceis de ser identificados pela ostentação de riqueza que fazem nas ruas e nas redes sociais. 

Negócio espúrio 

Quem ouve as conversas de bastidores e de mesa de bar sobre as tratativas em torno da vaga de Luciano Nunes, no TCE, tem vergonha  da classe política. 
Falam em negócios espúrios.  É de se dizer que até a alma da mãe entra na negociação. 

E os estagiários?

A FMS começou a vacinar os trabalhadores da educação em Teresina, mas esqueceu de colocar os estagiários, que também estão na linha de frente, trabalhando presencialmente, principalmente na educação básica da rede privada.

Desabafo

Em entrevista ao Portal AZ, um estagiário da Semec desabafou sobre a exclusão da categoria na vacinação contra covid-19.
“Passam o mesmo tempo do professor, entram em contato com alunos e pais, é um risco coletivo, para estagiários e toda comunidade escolar, seus familiares. É muito frustrante". 

Recursos

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (Sinepe), Marcelo Siqueira, informou que vai entrar com recursos para a inclusão dos estagiários da educação na fila de vacinação. Os dados serão encaminhados para o Ministério Público do Piauí e a Fundação Municipal de Saúde (FMS). 

Nova faixa etária

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) ampliou a faixa etária para a vacinação contra a covid-19 voltada para a população em geral de Teresina.
Amanhã, treze pontos de drive-thru estarão abertos para a imunização do público de 54 e 55 anos das 9h às 17h.

Ping-Pong
O delegado e o humorista

Delegado Jorginho dava entrevista falando do rigor que impunha aos bandidos. Dizia sempre: ‘Eu sou é delegado, não sou humorista, não’. Ouvindo-o, o humorista João Cláudio Moreno liga para Jorginho.

João Cláudio: “Do que você está falando, Jorginho?”. 
Jorginho: “Eu vou é espocar a cabeça de um, porque eu sou é delegado, não sou humorista, não”.
João Claudio: “Jorginho, humorista não é o cão, não...”.

Expressas

Pelo segundo dia consecutivo, Teresina não registrou mortes em decorrência da covid-19 em um período de 24 horas. 

A Secretaria de Estado da Saúde começa a distribuir hoje as vacinas para os municípios iniciarem a imunização da população de 18 a 59 anos, não contemplada nos demais grupos. 

Por falar nisso, jornalistas, bancários, garis, músicos e outros grupos serão os próximos a serem vacinados contra covid-19 em Teresina.

O bandido sim senhor! O governo ‘olhar de paisagem’