1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. O exemplo de Conceição do Canindé
Publicidade

O exemplo de Conceição do Canindé

Ontem, este colunista postou comentário em que cita a compra de mastruço (mastruz) na Serra da Ibiapaba, no Ceará, como um sintoma do atraso econômico ou da ausência de iniciativas empreendedoras para aproveitar o potencial produtivo e de demanda existente na cidade de Teresina. Muito bem, para hoje, tem-se o registro de iniciativas que começam a mudar realidades de algumas cidades do Piauí. Em Guadalupe, depois de muitas idas e vindas, a irrigação em áreas do projeto Platôs de Guadalupe, faz do município um polo de cultivo comercial e competitivo de frutas – a banana sendo o carro-chefe, mas com espaço para a goiaba, melancia, maracujá, a acerola e até uva. Mas digno de nota mesmo é o que se passa em Conceição do Canindé, cidade situada a 460 km ao Sul de Teresina. Na margem do rio que dá nome ao município e favorecida pela construção da barragem de Pedra Redonda (216 milhões de metros cúbicos de água acumulada no volume máximo), Conceição do Canindé se converteu nos últimos quatro anos no maior produtor piauiense de tomate. Não existem números recentes, porque estatística não é exatamente uma atividade do atual governo do Piauí, que extinguiu seu órgão de pesquisa econômica (Cepro), mas pelos dados do IBGE de 2019, o tomate é a atividade agrícola mais importante da cidade. Em 2019, o tomate sozinho produziu mais renda que o milho, feijão e mandioca, culturas tradicionais na região de Simplício Mendes, a qual está situada Conceição do Canindé, onde a cultura de frutas como manga, maracujá, coco-da-baía e banana também ganha cada vez mais importância por maiores produtividade e ganho financeiro. Aliás, sobre manga, o Censo Agropecuário de 2017 apontou que a capital dessa fruta no Piauí não é Altos, mas sim Conceição do Canindé, maior produtor do estado. A expansão da fruticultura comercial e competitiva ao longo das margens do rio Canindé em Conceição contribui para criar empregos, aumentar renda dos agricultores e valorizar as terras. Um hectare na região decuplicou de preço nos últimos anos e mesmo em áreas distantes do rio, na chapada, as terras estão sendo valorizadas. É nessa região, com uso de poços, que já se menciona o cultivo comercial de frutas, incluindo a uva. Conceição do Canindé, assim, serve como um bom exemplo de iniciativas empresariais que podem ser seguidas em outras áreas do Piauí favorecidas por água e terra agricultável. Conceição do Canindé devia fazer gestores de uma cidade situada entre dois grandes rios, como Teresina, ficarem vermelho de vergonha.


Lula aparece bem nas pesquisas para presidente, mas é chamado de ladrão por onde anda. Sua campanha será pela internet? (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Tolice ao quadrado

Que coisa mais tola as pessoas se insurgirem contra a estátua da Havan!
Em São Luís estão cometendo essa idiotice.
Só pra aparecer na mídia porque quem lidera o movimento não contribui em nada para melhorar a cidade.
Coisa de politiquice.

Fica, Ciro!

Ciro Nogueira reaparecerá hoje no cenário brasiliense para dizer a Bolsonaro se aceita ou não a Casa Civil.
Ainda no México, onde passou quase toda semana passada, ele teria recebido conselhos de alguns “mais velhos” do partido para não assumir.
Porque terminará sendo desmoralizado publicamente por Bolsonaro, quando o presidente não gostar das ações que adotará.

Apetite voraz

E, claro, pelas perspectivas e apetite da turma do Centrão, o novo ministro da Casa Civil tem que cavar cargos e liberar recursos para todos.
Afinal, falam que existem R$ 20 bilhões no “orçamento paralelo” para ser rachado.

Lula vai para as ruas?

Vem cá, com as pesquisas mostrando Bolsonaro em baixa e o favoritismo de Lula na corrida presidencial, vai daqui a perguntinha que não quer falar:
Quando Lula vai andar nas ruas?

Campanha virtual?

Pelo que se tem visto, ele não pode parar num bar/restaurante que, ao ser descoberto, é vaiado e chamado de ladrão.
Ou vai colocar a horda na rua e fazer campanha virtual?

Hildete

Integrante do Conselho Nacional de Política Criminal, a advogada Hildete Evangelista vai disputar a vaga de desembargador do tribunal de Justiça do Piauí no quinto constitucional da OAB.

Pedregulho 1

Agronegócio não é exatamente uma atividade econômica forte em Nossa Senhora dos Remédios, mas a prefeitura local e a secretaria desse setor no governo estadual firmaram um termo de cooperação pelo qual serão pavimentados 21.966 metros quadrados de ruas na zona urbana do município.

Pedregulho 2

Mas a Seagro fez termos de cooperação com o mesmo fim de pavimentar as ruas nas cidades de Acauã (19 mil metros quadrados) e Paulistana (41.405 metros quadrados).
Com o município de Barras o termo de cooperação vai resultar no asfaltamento de 44.079,58 metros quadrados de vias urbanas.

Recuperação

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) fará uma série de licitações para recuperar rodovias estaduais.
Uma delas é a PI-140, entre Canto do Buriti, Brejo e São João do Piauí, no valor de R$ 5,128 milhões.

Recuperação 2

Outra rodovia estadual a ser recuperada pelo DER, a um custo de R$ 6,782 milhões, é a PI-112, no trecho entre Teresina e União.
A parte entre União e Miguel Alves deve ficar para uma segunda etapa.

Recuperação 3

Estrada mais esburacada que terreno lunar, a PI-214, será recuperada a um custo de R$ 4,818 milhões
A rodovia liga as cidades de Esperantina, Morro do Chapéu e Luzilândia.

Rende votos?

Obras como essas feitas pelo DER podem não melhorar a malha rodoviária, mas dá uma grande satisfação e certeza ao senador Marcelo Castro de que renderá votos para eleger o filho deputado federal em 2022.

Obra rural

A Secretaria das Cidades vai gastar R$ 1.398.657,12 na recuperação de uma estrada vicinal entre os povoados Baixinha, Juazeiro e São Pedro e a sede do município de Novo Santo Antônio.
A empresa responsável pelos serviços e a GRM Empreendimentos Urbanos.

Acidentes

O Detran e a Secretaria de Saúde firmaram acordo pelo qual devem compartilhar informações sobre acidentes de trânsito, com o fim de subsidiar com estatísticas o Registro Nacional de Estatísticas de Trânsito (Renaest).

Venda fracassada

A Superintendência de Parcerias e Concessões, que cuida da venda de ativos estaduais, viu fracassar sua tentativa de privatização do Hotel Serra da Capivara.
No dia marcado para a licitação, segunda-feira da semana passada, não apareceu vivalma interessada em enterrar seu dinheiro naquele estabelecimento.

Repeteco

Mas a Suparc não desiste de vender mais um bem do patrimônio estadual, em um processo eufemisticamente chamado de concessão de uso onerosa para reforma, ampliação, modernização, exploração, operação e manutenção do Hotel Serra da Capivara.
A nova sessão de venda será realizada em 2 de setembro de 2021, às 09h, no Auditório da Secretaria de Administração e Previdência do Estado do Piauí.

Prejuízo hídrico

Semana passada a companhia estatal de saneamento do Piauí, a Agespisa, publicou, com um atraso considerável, seu balanço anual relativo a 2020. Como de praxe, com prejuízo e aumento de custos.
O prejuízo foi de R$ 264,9 milhões – mais que no exercício anterior, quando o vermelho financeiro ficou em R$ 169,2 milhões.

Receita baixa

A empresa teve um aumento de receita bastante módico entre 2019 e 2020, passando de R$ 278,9 milhões para R$ 283,6 milhões.
Se faturou menos, gastou mais, por exemplo, com pessoal, saindo de R$ 105,7 milhões em 2019 para R$ 119,6 milhões.

Bem mal

A receita operacional da Agespisa entre 2019 e 2020 cresceu 1,68% enquanto as despesas com pessoal avançaram 13,15%.
Não é sem razão que a vermelhidão no balanço é a marca mais comum desta estatal piauiense.
Ou melhor, deste formidável cabide de emprego.

Albertão

Celso Carvalho está preparando para o dia 31 próximo, do lançamento, em Teresina, do livro Albertão.
Conta a história do estádio, construído nos anos 70 pelo governador Alberto Silva.

Ping-Pong
O cearense contrabandista

Quem conta é Sebastião Nery, em seu livro sobre folclore político: Napoleão Nonô, deputado cearense, que nos anos tomou posse vestindo smoking, ficou uma fera porque Carlos Lacerda referiu-se aos cearenses como contrabandistas:

Nonô: “Deputado Carlos Lacerda, a bancada do Ceará protesta contra a acusação”.
Lacerda: “Deputado Napoleão, eu não disse que os cearenses são contrabandistas. Eu disse que há cearenses que fazem contrabando, entre os quais, data vênia, incluo vossa excelência”.

Expressas

O Governo do Estado manteve as medidas sanitárias de combate à covid-19 em novo decreto. Começa a valer hoje será válido até 1º de agosto.

Wellington Dias decretou a alteração da Lei Complementar nº 246 a fim de promover a adequação do texto ao novo marco legal dos serviços públicos de saneamento básico e instituir as Microrregiões de Saneamento Básico.

Com a medida, todos os municípios do estado do Piauí terão os serviços de água e esgoto universalizados até 2033. O decreto foi publicado no último dia 16 de julho.

Ontem, este colunista postou comentário em que cita a compra de mastruço (mastruz) na Serra da Ibiapaba, no Ceará, como um sintoma do atraso econômico ou da ausência de iniciativas empreendedoras para aproveitar o potencial produtivo e de demanda existente na cidade de Teresina. Muito bem, para hoje, tem-se o registro de iniciativas que começam a mudar realidades de algumas cidades do Piauí. Em Guadalupe, depois de muitas idas e vindas, a irrigação em áreas do projeto Platôs de Guadalupe, faz do município um polo de cultivo comercial e competitivo de frutas – a banana sendo o carro-chefe, mas com espaço para a goiaba, melancia, maracujá, a acerola e até uva. Mas digno de nota mesmo é o que se passa em Conceição do Canindé, cidade situada a 460 km ao Sul de Teresina. Na margem do rio que dá nome ao município e favorecida pela construção da barragem de Pedra Redonda (216 milhões de metros cúbicos de água acumulada no volume máximo), Conceição do Canindé se converteu nos últimos quatro anos no maior produtor piauiense de tomate. Não existem números recentes, porque estatística não é exatamente uma atividade do atual governo do Piauí, que extinguiu seu órgão de pesquisa econômica (Cepro), mas pelos dados do IBGE de 2019, o tomate é a atividade agrícola mais importante da cidade. Em 2019, o tomate sozinho produziu mais renda que o milho, feijão e mandioca, culturas tradicionais na região de Simplício Mendes, a qual está situada Conceição do Canindé, onde a cultura de frutas como manga, maracujá, coco-da-baía e banana também ganha cada vez mais importância por maiores produtividade e ganho financeiro. Aliás, sobre manga, o Censo Agropecuário de 2017 apontou que a capital dessa fruta no Piauí não é Altos, mas sim Conceição do Canindé, maior produtor do estado. A expansão da fruticultura comercial e competitiva ao longo das margens do rio Canindé em Conceição contribui para criar empregos, aumentar renda dos agricultores e valorizar as terras. Um hectare na região decuplicou de preço nos últimos anos e mesmo em áreas distantes do rio, na chapada, as terras estão sendo valorizadas. É nessa região, com uso de poços, que já se menciona o cultivo comercial de frutas, incluindo a uva. Conceição do Canindé, assim, serve como um bom exemplo de iniciativas empresariais que podem ser seguidas em outras áreas do Piauí favorecidas por água e terra agricultável. Conceição do Canindé devia fazer gestores de uma cidade situada entre dois grandes rios, como Teresina, ficarem vermelho de vergonha.


Lula aparece bem nas pesquisas para presidente, mas é chamado de ladrão por onde anda. Sua campanha será pela internet? (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Tolice ao quadrado

Que coisa mais tola as pessoas se insurgirem contra a estátua da Havan!
Em São Luís estão cometendo essa idiotice.
Só pra aparecer na mídia porque quem lidera o movimento não contribui em nada para melhorar a cidade.
Coisa de politiquice.

Fica, Ciro!

Ciro Nogueira reaparecerá hoje no cenário brasiliense para dizer a Bolsonaro se aceita ou não a Casa Civil.
Ainda no México, onde passou quase toda semana passada, ele teria recebido conselhos de alguns “mais velhos” do partido para não assumir.
Porque terminará sendo desmoralizado publicamente por Bolsonaro, quando o presidente não gostar das ações que adotará.

Apetite voraz

E, claro, pelas perspectivas e apetite da turma do Centrão, o novo ministro da Casa Civil tem que cavar cargos e liberar recursos para todos.
Afinal, falam que existem R$ 20 bilhões no “orçamento paralelo” para ser rachado.

Lula vai para as ruas?

Vem cá, com as pesquisas mostrando Bolsonaro em baixa e o favoritismo de Lula na corrida presidencial, vai daqui a perguntinha que não quer falar:
Quando Lula vai andar nas ruas?

Campanha virtual?

Pelo que se tem visto, ele não pode parar num bar/restaurante que, ao ser descoberto, é vaiado e chamado de ladrão.
Ou vai colocar a horda na rua e fazer campanha virtual?

Hildete

Integrante do Conselho Nacional de Política Criminal, a advogada Hildete Evangelista vai disputar a vaga de desembargador do tribunal de Justiça do Piauí no quinto constitucional da OAB.

Pedregulho 1

Agronegócio não é exatamente uma atividade econômica forte em Nossa Senhora dos Remédios, mas a prefeitura local e a secretaria desse setor no governo estadual firmaram um termo de cooperação pelo qual serão pavimentados 21.966 metros quadrados de ruas na zona urbana do município.

Pedregulho 2

Mas a Seagro fez termos de cooperação com o mesmo fim de pavimentar as ruas nas cidades de Acauã (19 mil metros quadrados) e Paulistana (41.405 metros quadrados).
Com o município de Barras o termo de cooperação vai resultar no asfaltamento de 44.079,58 metros quadrados de vias urbanas.

Recuperação

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) fará uma série de licitações para recuperar rodovias estaduais.
Uma delas é a PI-140, entre Canto do Buriti, Brejo e São João do Piauí, no valor de R$ 5,128 milhões.

Recuperação 2

Outra rodovia estadual a ser recuperada pelo DER, a um custo de R$ 6,782 milhões, é a PI-112, no trecho entre Teresina e União.
A parte entre União e Miguel Alves deve ficar para uma segunda etapa.

Recuperação 3

Estrada mais esburacada que terreno lunar, a PI-214, será recuperada a um custo de R$ 4,818 milhões
A rodovia liga as cidades de Esperantina, Morro do Chapéu e Luzilândia.

Rende votos?

Obras como essas feitas pelo DER podem não melhorar a malha rodoviária, mas dá uma grande satisfação e certeza ao senador Marcelo Castro de que renderá votos para eleger o filho deputado federal em 2022.

Obra rural

A Secretaria das Cidades vai gastar R$ 1.398.657,12 na recuperação de uma estrada vicinal entre os povoados Baixinha, Juazeiro e São Pedro e a sede do município de Novo Santo Antônio.
A empresa responsável pelos serviços e a GRM Empreendimentos Urbanos.

Acidentes

O Detran e a Secretaria de Saúde firmaram acordo pelo qual devem compartilhar informações sobre acidentes de trânsito, com o fim de subsidiar com estatísticas o Registro Nacional de Estatísticas de Trânsito (Renaest).

Venda fracassada

A Superintendência de Parcerias e Concessões, que cuida da venda de ativos estaduais, viu fracassar sua tentativa de privatização do Hotel Serra da Capivara.
No dia marcado para a licitação, segunda-feira da semana passada, não apareceu vivalma interessada em enterrar seu dinheiro naquele estabelecimento.

Repeteco

Mas a Suparc não desiste de vender mais um bem do patrimônio estadual, em um processo eufemisticamente chamado de concessão de uso onerosa para reforma, ampliação, modernização, exploração, operação e manutenção do Hotel Serra da Capivara.
A nova sessão de venda será realizada em 2 de setembro de 2021, às 09h, no Auditório da Secretaria de Administração e Previdência do Estado do Piauí.

Prejuízo hídrico

Semana passada a companhia estatal de saneamento do Piauí, a Agespisa, publicou, com um atraso considerável, seu balanço anual relativo a 2020. Como de praxe, com prejuízo e aumento de custos.
O prejuízo foi de R$ 264,9 milhões – mais que no exercício anterior, quando o vermelho financeiro ficou em R$ 169,2 milhões.

Receita baixa

A empresa teve um aumento de receita bastante módico entre 2019 e 2020, passando de R$ 278,9 milhões para R$ 283,6 milhões.
Se faturou menos, gastou mais, por exemplo, com pessoal, saindo de R$ 105,7 milhões em 2019 para R$ 119,6 milhões.

Bem mal

A receita operacional da Agespisa entre 2019 e 2020 cresceu 1,68% enquanto as despesas com pessoal avançaram 13,15%.
Não é sem razão que a vermelhidão no balanço é a marca mais comum desta estatal piauiense.
Ou melhor, deste formidável cabide de emprego.

Albertão

Celso Carvalho está preparando para o dia 31 próximo, do lançamento, em Teresina, do livro Albertão.
Conta a história do estádio, construído nos anos 70 pelo governador Alberto Silva.

Ping-Pong
O cearense contrabandista

Quem conta é Sebastião Nery, em seu livro sobre folclore político: Napoleão Nonô, deputado cearense, que nos anos tomou posse vestindo smoking, ficou uma fera porque Carlos Lacerda referiu-se aos cearenses como contrabandistas:

Nonô: “Deputado Carlos Lacerda, a bancada do Ceará protesta contra a acusação”.
Lacerda: “Deputado Napoleão, eu não disse que os cearenses são contrabandistas. Eu disse que há cearenses que fazem contrabando, entre os quais, data vênia, incluo vossa excelência”.

Expressas

O Governo do Estado manteve as medidas sanitárias de combate à covid-19 em novo decreto. Começa a valer hoje será válido até 1º de agosto.

Wellington Dias decretou a alteração da Lei Complementar nº 246 a fim de promover a adequação do texto ao novo marco legal dos serviços públicos de saneamento básico e instituir as Microrregiões de Saneamento Básico.

Com a medida, todos os municípios do estado do Piauí terão os serviços de água e esgoto universalizados até 2033. O decreto foi publicado no último dia 16 de julho.

A vergonhosa falta d'água Mastruço e atraso econômico