1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. O mau exemplo do governo
Publicidade

O mau exemplo do governo

Se do esforço de agricultores de Conceição do Canindé se colhe um bom exemplo de empreendedorismo e determinação para transformar uma cidade perdida no semiárido no maior produtor de tomate do Piauí, do governo do Estado vem o mau exemplo de como lidar de modo negligente, desrespeitoso e inadequado com quem produz. Um produtor local daquele município, em contato com o colunista, agradeceu ontem a divulgação dos esforços deles para produzir frutas e hortaliças, mas lembrou que não se pode avançar mais porque faltam estradas e energia para se ampliar a produção. As estradas de má qualidade ampliam demais o custo do frete para escoar a produção e transportar insumos necessários ao cultivo, reduzindo a competitividade dos agricultores de Conceição do Canindé. A abertura de novas áreas para o plantio não se faz também porque não existe um suporte elétrico para ligar mais bombas para irrigar cultivos de frutas. Completando esse quadro de ruindade, o acesso a crédito é dificultado, obrigando os agricultores a fazer capital a partir da venda de seus ativos. O governo estadual, enquanto isso, segue no maravilhoso mundo da propaganda, que vendeu a ideia de um bem-sucedido cultivo de uvas em São João do Piauí, que já nem existe mais. Um falso brilhante. Só para desmoralizar os próprios governistas admitiam que a uva do festival anual que o governo bancava vinha de Petrolina. Basta vez que desde que os assentados da Fazenda Marrecas começaram a produzir uvas, há mais de uma década e meia, a área cultivada nunca passou de 12 hectares. Segue-se fazendo propaganda, mas a expansão do projeto para 1 mil hectares está sempre no campo dos projetos e das promessas eleitorais, assim como são promessas e propaganda enganosa as histórias do apoio ao Tabuleiros Litorâneos, outro polo produtor de frutas no Piauí, onde a execução de uma dívida de energia, que era do DNOCS, mas foi cobrada pela Equatorial aos irrigantes, poderá levar todos eles à paralisação das atividades. Tem-se, assim, no Piauí, o bom exemplo de quem trabalha e produz e o mau exemplo do governo, que faz propaganda dizendo que trabalha, mas na, verdade, só produz conversa para boi dormir.

Sílvio Mendes e Iracema Portella, a chapa do Ciro, se chegar a ministro de Bolsonaro (Foto: Portal AZ / divulgação)

Melhor não arriscar

Parece brincadeira, mas bem ao estilo de Bolsonaro, o Congresso Nacional encheu-se ontem da informação de que o presidente estaria caçando outro ministério para mimar o senador Ciro Nogueira.
Um amigo aconselharia Ciro Nogueira a não aceitar mais nem a Casa Civil.

Mau presságio

Nogueira ficou de amanhecer em Brasília ontem, mas o avião que o transportava do México deu uma pane, sendo forçado a fazer uma parada no Panamá.
Até parece ter sido um aviso para que o senador não se encontrasse com Bolsonaro.

Coisa esquisita

É cada vez mais esquisito que hospitais públicos continuem contratando serviços médicos, alugando equipamentos que existem no próprio hospital.

O ouro tem dono

O que se diz nos corredores do Palácio de Karnak é que o governador teria descoberto que no hospital Getúlio Vargas, por exemplo, estão sendo alugados equipamentos de ultrassom, tomografia, raio X, e outros, que estão formatados em vários contratos mensais, sendo que um deles beira R$ 2 milhões, ao mês.

Risco de comando

Um detalhe importante que mostra o risco de comando de uma máfia perigosa, é que o HGV dispõe de todas essas ferramentas que aluga.

A mãe poderosa

Qual a explicação para tudo isto, meu senhor?
Falam numa mãe poderosa que permite que o filho negociador consiga essa proeza em mais de um hospital
E o que fará o chefe maior? Já que sabe?

Ah…

A receita mensal dos negócios passa de R$ 5 milhões?

Falta estrada

Produtor de Conceição do Canindé dizia ontem a este jornalista que o que é produzido no município não sai para outras cidades porque as estradas são péssimas.
Citou, por exemplo, que até para vender em Paulistana é difícil porque a estrada tem mais buracos que cratera lunar.

Enquanto isso…

O governador assinou decreto permitindo que secretarias como as de Turismo, Agronegócios, Desenvolvimento Econômico, e outras, podem sim, construir até estradas.
Mas isso parece que é só na nota fiscal.

Nos currais

Agora que o filho do senador Marcelo Castro está com a ideia fixa de ser deputado federal, as estradas estão sendo recuperaras só nos currais eleitorais da família.
Nada que ajude no desenvolvimento de setores como o dos produtores de Conceição do Canindé.

Fundão

O Fundão, aprovado pelo Congresso, de quase R$ 6 bilhões para os políticos gastarem como quiserem, não será vetado por Bolsonaro.
Mas tenha calma, ele vai cortar. Mandou avisar a deputados federais e senadores que deve deixar o Fundão em R$ 4 bilhões.
O fundo atual, que distribuiu dinheiro na eleição de 2018 é de R$ 1,7 bi.

Albertão o livro

A pedido de Susana, filha do ex-governador Alberto Silva, o escritor Celso Carvalho irá lançar em Parnaíba o livro Albertão, que conta a história da construção do estádio que recebeu o nome do pai dela.
O lançamento será dia 31 próximo no Sesc Caixeral.

Sobre o Verdão

Celso Carvalho vai aproveitar para visitar o prefeito Mao Santa, em cujo governo se deu a primeira reforma do ginásio de esportes Verdão, em Teresina.
Celso reside há pelo menos um ano em Belo Horizonte.

Plano b

Olha só até onde vai a imaginação dos políticos
Aliados de Ciro Nogueira, certamente muito desocupados, já espalham a chapa ideal para disputar o governo em 2022, caso Ciro saia ministro.

Chapa ao vento

A chapa seria Sílvio Mendes, governador, Iracema Portella a vice.
Júlio Arcoverde para não morrer de ciúmes seria candidato a deputado federal.
Seguramente eles terão combinado isso com os eleitores. Ah, terão!

Cadê o povo?

Dados divulgados pela Fundação Municipal de Saúde apontam que 6.397 pessoas não voltaram para tomar a segunda dose de vacina contra a covid-19 em Teresina. 
Por conta disso, a FMS está fazendo uma busca ativa para encontrar os que estão em atraso.

Parou nos 40

Enquanto São Luís, no Maranhão, já começa a vacinar adolescentes de 15 anos, em Teresina a vacinação contra a covid-19 parou no grupo geral dos 40 anos.
Não é à toa que Teresina segue na última posição no ranking de vacinação das capitais da região Nordeste.

Lula nas ruas

Ontem, este colunista questionou o fato de Lula não poder ir às ruas durante a campanha presencial para 2022. Pois bem, o jornal Folha de São Paulo publicou que o PT já está planejando aumentar a segurança no entorno do ex-presidente.

Atentados

A sigla teme possíveis atentados contra o metalúrgico, tais quais ocorreram contra o próprio presidente Jair Bolsonaro, em 2018, durante um ato de campanha em Juiz de Fora-MG.
Líder nas pesquisas e odiado pelos bolsonaristas, a preocupação do PT é aceitável.

Ping-Pong
Rádio lunática

O vereador Gabriel do Lucídio, de Palmeirais, tem a mania de só iniciar conversa pronunciando ‘pelas maneiras’. Outro dia, andando no carro do ex-deputado Flávio Nogueira (o pai), ouvia atentamente a propaganda de três em três minutos da locutora da rádio FM Assembleia fazendo elogios ao deputado Themistocles Filho por ter conseguido a liberação para funcionamento da rádio.

Gabriel: “Pelas maneiras, deputado, com essa gabolice toda, essa rádia pega na Lua?”
Flávio: “Você já viu uma rádio pegar na Lua?”
Gabriel: “Pelas maneiras, então, deputado, essa rádia só pode ser lunática”.

Originalmente publicada em 10 de agosto de 2014.

Expressas

O Piauí atingiu a marca de mais de meio milhão de pessoas (500.916) imunizadas contra a Covid-19, como mostram os dados do Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Receberam as duas doses 455.878 e 45.038 vacinadas com o imunizante da Janssen que só necessita de apenas uma dose para completar o ciclo vacinal. O total corresponde a 15,22% de cobertura vacinal da população.

Os atletas que atuarão como monitores de judô nas escolas municipais de Teresina estão passando por capacitações na Associação de Judô Expedito Falcão. 

Se do esforço de agricultores de Conceição do Canindé se colhe um bom exemplo de empreendedorismo e determinação para transformar uma cidade perdida no semiárido no maior produtor de tomate do Piauí, do governo do Estado vem o mau exemplo de como lidar de modo negligente, desrespeitoso e inadequado com quem produz. Um produtor local daquele município, em contato com o colunista, agradeceu ontem a divulgação dos esforços deles para produzir frutas e hortaliças, mas lembrou que não se pode avançar mais porque faltam estradas e energia para se ampliar a produção. As estradas de má qualidade ampliam demais o custo do frete para escoar a produção e transportar insumos necessários ao cultivo, reduzindo a competitividade dos agricultores de Conceição do Canindé. A abertura de novas áreas para o plantio não se faz também porque não existe um suporte elétrico para ligar mais bombas para irrigar cultivos de frutas. Completando esse quadro de ruindade, o acesso a crédito é dificultado, obrigando os agricultores a fazer capital a partir da venda de seus ativos. O governo estadual, enquanto isso, segue no maravilhoso mundo da propaganda, que vendeu a ideia de um bem-sucedido cultivo de uvas em São João do Piauí, que já nem existe mais. Um falso brilhante. Só para desmoralizar os próprios governistas admitiam que a uva do festival anual que o governo bancava vinha de Petrolina. Basta vez que desde que os assentados da Fazenda Marrecas começaram a produzir uvas, há mais de uma década e meia, a área cultivada nunca passou de 12 hectares. Segue-se fazendo propaganda, mas a expansão do projeto para 1 mil hectares está sempre no campo dos projetos e das promessas eleitorais, assim como são promessas e propaganda enganosa as histórias do apoio ao Tabuleiros Litorâneos, outro polo produtor de frutas no Piauí, onde a execução de uma dívida de energia, que era do DNOCS, mas foi cobrada pela Equatorial aos irrigantes, poderá levar todos eles à paralisação das atividades. Tem-se, assim, no Piauí, o bom exemplo de quem trabalha e produz e o mau exemplo do governo, que faz propaganda dizendo que trabalha, mas na, verdade, só produz conversa para boi dormir.

Sílvio Mendes e Iracema Portella, a chapa do Ciro, se chegar a ministro de Bolsonaro (Foto: Portal AZ / divulgação)

Melhor não arriscar

Parece brincadeira, mas bem ao estilo de Bolsonaro, o Congresso Nacional encheu-se ontem da informação de que o presidente estaria caçando outro ministério para mimar o senador Ciro Nogueira.
Um amigo aconselharia Ciro Nogueira a não aceitar mais nem a Casa Civil.

Mau presságio

Nogueira ficou de amanhecer em Brasília ontem, mas o avião que o transportava do México deu uma pane, sendo forçado a fazer uma parada no Panamá.
Até parece ter sido um aviso para que o senador não se encontrasse com Bolsonaro.

Coisa esquisita

É cada vez mais esquisito que hospitais públicos continuem contratando serviços médicos, alugando equipamentos que existem no próprio hospital.

O ouro tem dono

O que se diz nos corredores do Palácio de Karnak é que o governador teria descoberto que no hospital Getúlio Vargas, por exemplo, estão sendo alugados equipamentos de ultrassom, tomografia, raio X, e outros, que estão formatados em vários contratos mensais, sendo que um deles beira R$ 2 milhões, ao mês.

Risco de comando

Um detalhe importante que mostra o risco de comando de uma máfia perigosa, é que o HGV dispõe de todas essas ferramentas que aluga.

A mãe poderosa

Qual a explicação para tudo isto, meu senhor?
Falam numa mãe poderosa que permite que o filho negociador consiga essa proeza em mais de um hospital
E o que fará o chefe maior? Já que sabe?

Ah…

A receita mensal dos negócios passa de R$ 5 milhões?

Falta estrada

Produtor de Conceição do Canindé dizia ontem a este jornalista que o que é produzido no município não sai para outras cidades porque as estradas são péssimas.
Citou, por exemplo, que até para vender em Paulistana é difícil porque a estrada tem mais buracos que cratera lunar.

Enquanto isso…

O governador assinou decreto permitindo que secretarias como as de Turismo, Agronegócios, Desenvolvimento Econômico, e outras, podem sim, construir até estradas.
Mas isso parece que é só na nota fiscal.

Nos currais

Agora que o filho do senador Marcelo Castro está com a ideia fixa de ser deputado federal, as estradas estão sendo recuperaras só nos currais eleitorais da família.
Nada que ajude no desenvolvimento de setores como o dos produtores de Conceição do Canindé.

Fundão

O Fundão, aprovado pelo Congresso, de quase R$ 6 bilhões para os políticos gastarem como quiserem, não será vetado por Bolsonaro.
Mas tenha calma, ele vai cortar. Mandou avisar a deputados federais e senadores que deve deixar o Fundão em R$ 4 bilhões.
O fundo atual, que distribuiu dinheiro na eleição de 2018 é de R$ 1,7 bi.

Albertão o livro

A pedido de Susana, filha do ex-governador Alberto Silva, o escritor Celso Carvalho irá lançar em Parnaíba o livro Albertão, que conta a história da construção do estádio que recebeu o nome do pai dela.
O lançamento será dia 31 próximo no Sesc Caixeral.

Sobre o Verdão

Celso Carvalho vai aproveitar para visitar o prefeito Mao Santa, em cujo governo se deu a primeira reforma do ginásio de esportes Verdão, em Teresina.
Celso reside há pelo menos um ano em Belo Horizonte.

Plano b

Olha só até onde vai a imaginação dos políticos
Aliados de Ciro Nogueira, certamente muito desocupados, já espalham a chapa ideal para disputar o governo em 2022, caso Ciro saia ministro.

Chapa ao vento

A chapa seria Sílvio Mendes, governador, Iracema Portella a vice.
Júlio Arcoverde para não morrer de ciúmes seria candidato a deputado federal.
Seguramente eles terão combinado isso com os eleitores. Ah, terão!

Cadê o povo?

Dados divulgados pela Fundação Municipal de Saúde apontam que 6.397 pessoas não voltaram para tomar a segunda dose de vacina contra a covid-19 em Teresina. 
Por conta disso, a FMS está fazendo uma busca ativa para encontrar os que estão em atraso.

Parou nos 40

Enquanto São Luís, no Maranhão, já começa a vacinar adolescentes de 15 anos, em Teresina a vacinação contra a covid-19 parou no grupo geral dos 40 anos.
Não é à toa que Teresina segue na última posição no ranking de vacinação das capitais da região Nordeste.

Lula nas ruas

Ontem, este colunista questionou o fato de Lula não poder ir às ruas durante a campanha presencial para 2022. Pois bem, o jornal Folha de São Paulo publicou que o PT já está planejando aumentar a segurança no entorno do ex-presidente.

Atentados

A sigla teme possíveis atentados contra o metalúrgico, tais quais ocorreram contra o próprio presidente Jair Bolsonaro, em 2018, durante um ato de campanha em Juiz de Fora-MG.
Líder nas pesquisas e odiado pelos bolsonaristas, a preocupação do PT é aceitável.

Ping-Pong
Rádio lunática

O vereador Gabriel do Lucídio, de Palmeirais, tem a mania de só iniciar conversa pronunciando ‘pelas maneiras’. Outro dia, andando no carro do ex-deputado Flávio Nogueira (o pai), ouvia atentamente a propaganda de três em três minutos da locutora da rádio FM Assembleia fazendo elogios ao deputado Themistocles Filho por ter conseguido a liberação para funcionamento da rádio.

Gabriel: “Pelas maneiras, deputado, com essa gabolice toda, essa rádia pega na Lua?”
Flávio: “Você já viu uma rádio pegar na Lua?”
Gabriel: “Pelas maneiras, então, deputado, essa rádia só pode ser lunática”.

Originalmente publicada em 10 de agosto de 2014.

Expressas

O Piauí atingiu a marca de mais de meio milhão de pessoas (500.916) imunizadas contra a Covid-19, como mostram os dados do Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Receberam as duas doses 455.878 e 45.038 vacinadas com o imunizante da Janssen que só necessita de apenas uma dose para completar o ciclo vacinal. O total corresponde a 15,22% de cobertura vacinal da população.

Os atletas que atuarão como monitores de judô nas escolas municipais de Teresina estão passando por capacitações na Associação de Judô Expedito Falcão. 

A vergonhosa falta d'água O exemplo de Conceição do Canindé