1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. STJ pode alcançar o consórcio
Publicidade

STJ pode alcançar o consórcio

A decisão do STJ de tornar réu o governador do Amazonas, Wilson Lima, por suposto envolvimento em um grande esquema de desvios de recursos na compra de respiradores para pacientes com covid-19 deixou muitos governadores com a pulga atrás das orelhas. Um dos fatores que certamente preocuparia é a escabrosa história de que o Consorcio Nordeste teria liberado R$ 48,7 milhões a uma empresa produtora de maconha pela compra de respiradores e não os entregou. Portanto, essa parece ser a grande caixa de pandora que atormenta os chefes dos governos da região nordestina. Mas eles não são investigados porque têm na protetores CPI, os senadores que refutam qualquer ideia de convocação seja de alguns deles ou de outras pessoas que atuem no consórcio. O senador Eduardo Girão (CE) sustenta que a empresa Hempcare (cuja sede ele descobriu num bairro de São Paulo) vendeu 300 respiradores clínicos de UTI, mas não entregou e não há explicações dos governos para a situação. Mas agora, o fato extrapola o limite da CPI do Senado e dá a certeza – aos adversários dos governadores – de que o STJ pode determinar investigações também nos demais Estados. Para isso não falta disposição dos bolsonaristas para colocá-los no mesmo vagão do trem amazonense. Aqui no Piauí não seria surpresa se o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira conseguisse enrolar Wellington Dias no imenso novelo, pois, admitem que é possível se encontrar indícios de irregularidades, debitando ao governador piauiense não apenas supostas ilegalidades no seu governo, mas responsabilizando-o por todas as outras gestões, pois, afinal, Dias é o presidente do Consórcio. 

Autor da lei do ‘galo de briga’, o deputado João Madison comprou briga – e feia – com os ambientalistas. É assim, na foto, que o estão expondo nas redes sociais (Foto: divulgação)

Doença da urina preta

É alarmante a informação de que certos crustáceos e peixes de água doce estariam causando a doença da urina preta que, cientificamente, vem a ser a síndrome de Haff.

Peixe conhecido

Entre os peixes há um muito conhecido dos piauienses, o tambaqui, criado em cativeiro e muito consumido principalmente pelas camadas mais pobres.
São relacionados também o badejo, arabaiana, a lagosta, o lagostin e o camarão.

Os sintomas

Especialistas informam que os sintomas são mal-estar, dor abdominal súbita, náuseas e vômitos, fraquezas, diarreia, dor torácica inespecífica e dispneia.

Hidratação

Os sintomas podem aparecer entre duas a 24 horas após consumir os alimentos contaminados.
Não há tratamento específico, mas o Ministério da Saúde aponta que a hidratação é fundamental nas horas seguintes ao surgimento dos sintomas.

Prejuízos financeiros

Pescadores nordestinos têm acumulado prejuízos a partir da notícia sobre a doença da urina preta.
Até quem vende peixe de água salgada tem sentido a retração no consumo.

Boa proposta

O deputado estadual Ziza Carvalho (PT) apresentou um Projeto de Lei que incentiva a realização de pesquisas científicas com Cannabis sativa para fins medicinais.
Ele defende que a proposta deve gerar benefícios para os cidadãos que são acometidos por doenças, que podem ser tratadas com substâncias extraídas da planta.

Fala, Ziza

Ziza explicou que a Cannabis sativa é amplamente utilizada para tratamento medicinal nos Estados Unidos.
“Hoje há uma grande dificuldade para os pacientes que precisam utilizar esse item porque eles precisam importá-lo”.

O debate

O deputado estadual lembra que nos Estados Unidos, o uso da Cannabis é autorizado em 47 estados. “Apresento esse Projeto aos colegas e peço que debatam com racionalidade”, disse.

A saída custou caro

Olha só essa história que ocorreu em São João do Piauí. Verdiano, soldado da PM poderá pagar R$ 210 mil por provocar um acidente com a viatura da corporação.
Mas o que ele fez? perguntaria o leitor.

A festa

Verdiano entrou para a história porque foi a uma festa, armado, com a viatura da PM lotada de quatro mulheres.
Na volta, passou a direção do carro para uma delas, que capotou, causando perda total no veículo.

Inquérito concluído

O caso ocorreu em julho deste ano.
Verdiano chegou a ser preso em flagrante, mas depois foi liberado.

Vaquinha amiga

Agora, estão realizando uma vaquinha online para ajudar Verdiano pagar a quantia referente ao valor do veículo.
A meta é conseguir os R$ 200 mil.
Pior é que ainda tiram o sarro do soldado, de que nessa farra toda, ele só bebeu.

Disputa na academia

Hugo Napoleão disputa, depois de amanhã, a eleição pela cadeira de número 20 da Academia Brasiliense de Letras, que pertenceu ao ex-vice-presidente da República Marco Maciel.
Concorrem com Napoleão Diego Sousa e Renato Zerbini.

Reação a lei do galo

A simples notícia publicada na coluna de que o deputado estadual João Madison é autor de lei que protege o galo de briga – da raça mura – provocou forte reação nos ambientalistas.
Dionísio Carvalho já postou nas redes sociais imagens do deputado como protetor (e até dono) de rinhas de galo, o que é proibido no Brasil.

O risco das visitas

Enfurecidos, ambientalistas ameaçam inclusive visitar fazendas do deputado Madison em José de Freitas e em Corrente, informados de que o parlamentar estaria criando essa raça de galinha.

Curioso e esquisito

Não se conhece a motivação do deputado Madison em regulamentar no Estado a criação dessa raça, porque todo mundo sabe que os machos são utilizados clandestinamente para o combate em rinhas de galo.
Um galo de briga chega a custar até R$ 25 mil. Terá sido, para aferir lucro?

Legalização

Como se disse na coluna, o projeto deve fazer parte de um esforço nacional para legalização da rinha de galo.
Isso dá dinheiro até para lobista.

Encontro progressista

Hoje, às 17;30 a elite do Progressistas vai estar na Vila Santa Bárbara, um dos mais pobres e violentos logradouros da periferia de Teresina.
Na ‘residência do Jurandir’ o Progressistas realizará “Encontro de Lideranças Progressistas”, com as presenças de Iracema Portella e Silvio Mendes.

Olhos fechados

Uma pena que o encontro da elite do Progressistas vá ocorrer já próximo da noite, que não dá para que eles vejam e possam sentir a dura realidade do bairro.

Lei

Na quarta-feira da semana passada, saiu no Diário Oficial do Estado a lei estadual de autoria de Flora Izabel e sancionada pelo companheiro Wellington para dar direito de assistência psicológica a gestantes em hospitais da rede pública estadual de saúde.

Remédio amargo

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares vai gastar R$ 4.115.198,00 na aquisição de medicamentos para os Hospitais Getúlio Vargas (HGV) e Regional Justino Luz (HRJL), em Picos.
O caráter emergencial da compra foi usado para justificar a dispensa de licitação.

Quem leva

As empresas fornecedoras dessa compra foram a Call Med Comércio de Medicamentos e Representação Ltda., com um contrato no valor de R$ 2.863.100,00, e a Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda., cujo contrato soma R$ 1.252.098,00.

Ping-Pong
Pisando no acelerador

Um amigo envia um vídeo do Ministro Ciro Nogueira ao petista Marcos Damasceno, onde ele chama Rafael Fonteles de pé de chumbo:

O amigo: “Ele chama o Rafael Fonteles de Rafinha pé de chumbo, insinuando uma lentidão dele, e se gabando de ser uma raposa veloz?”.
Damasceno: “Rafael é um pé pesado e já pisou o acelerador deixando o senador playboy na poeira”.

Expressas

61 municípios piauienses já estão vacinando adolescentes de 12 a 17 anos. O secretário de Saúde, Florentino Neto, afirmou que existe uma grande adesão dos adolescentes à campanha de imunização.

A secretária municipal do Meio Ambiente, Elisabeth Sá, anunciou a criação de mais um viveiro de mudas em Teresina.

De janeiro a agosto deste ano, o HUT atendeu a 5.956 pacientes vítimas de acidente de trânsito. Foram 5.198 vítimas de acidentes de motocicletas, 249 colisões com carro e 509 atropelamentos.

A decisão do STJ de tornar réu o governador do Amazonas, Wilson Lima, por suposto envolvimento em um grande esquema de desvios de recursos na compra de respiradores para pacientes com covid-19 deixou muitos governadores com a pulga atrás das orelhas. Um dos fatores que certamente preocuparia é a escabrosa história de que o Consorcio Nordeste teria liberado R$ 48,7 milhões a uma empresa produtora de maconha pela compra de respiradores e não os entregou. Portanto, essa parece ser a grande caixa de pandora que atormenta os chefes dos governos da região nordestina. Mas eles não são investigados porque têm na protetores CPI, os senadores que refutam qualquer ideia de convocação seja de alguns deles ou de outras pessoas que atuem no consórcio. O senador Eduardo Girão (CE) sustenta que a empresa Hempcare (cuja sede ele descobriu num bairro de São Paulo) vendeu 300 respiradores clínicos de UTI, mas não entregou e não há explicações dos governos para a situação. Mas agora, o fato extrapola o limite da CPI do Senado e dá a certeza – aos adversários dos governadores – de que o STJ pode determinar investigações também nos demais Estados. Para isso não falta disposição dos bolsonaristas para colocá-los no mesmo vagão do trem amazonense. Aqui no Piauí não seria surpresa se o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira conseguisse enrolar Wellington Dias no imenso novelo, pois, admitem que é possível se encontrar indícios de irregularidades, debitando ao governador piauiense não apenas supostas ilegalidades no seu governo, mas responsabilizando-o por todas as outras gestões, pois, afinal, Dias é o presidente do Consórcio. 

Autor da lei do ‘galo de briga’, o deputado João Madison comprou briga – e feia – com os ambientalistas. É assim, na foto, que o estão expondo nas redes sociais (Foto: divulgação)

Doença da urina preta

É alarmante a informação de que certos crustáceos e peixes de água doce estariam causando a doença da urina preta que, cientificamente, vem a ser a síndrome de Haff.

Peixe conhecido

Entre os peixes há um muito conhecido dos piauienses, o tambaqui, criado em cativeiro e muito consumido principalmente pelas camadas mais pobres.
São relacionados também o badejo, arabaiana, a lagosta, o lagostin e o camarão.

Os sintomas

Especialistas informam que os sintomas são mal-estar, dor abdominal súbita, náuseas e vômitos, fraquezas, diarreia, dor torácica inespecífica e dispneia.

Hidratação

Os sintomas podem aparecer entre duas a 24 horas após consumir os alimentos contaminados.
Não há tratamento específico, mas o Ministério da Saúde aponta que a hidratação é fundamental nas horas seguintes ao surgimento dos sintomas.

Prejuízos financeiros

Pescadores nordestinos têm acumulado prejuízos a partir da notícia sobre a doença da urina preta.
Até quem vende peixe de água salgada tem sentido a retração no consumo.

Boa proposta

O deputado estadual Ziza Carvalho (PT) apresentou um Projeto de Lei que incentiva a realização de pesquisas científicas com Cannabis sativa para fins medicinais.
Ele defende que a proposta deve gerar benefícios para os cidadãos que são acometidos por doenças, que podem ser tratadas com substâncias extraídas da planta.

Fala, Ziza

Ziza explicou que a Cannabis sativa é amplamente utilizada para tratamento medicinal nos Estados Unidos.
“Hoje há uma grande dificuldade para os pacientes que precisam utilizar esse item porque eles precisam importá-lo”.

O debate

O deputado estadual lembra que nos Estados Unidos, o uso da Cannabis é autorizado em 47 estados. “Apresento esse Projeto aos colegas e peço que debatam com racionalidade”, disse.

A saída custou caro

Olha só essa história que ocorreu em São João do Piauí. Verdiano, soldado da PM poderá pagar R$ 210 mil por provocar um acidente com a viatura da corporação.
Mas o que ele fez? perguntaria o leitor.

A festa

Verdiano entrou para a história porque foi a uma festa, armado, com a viatura da PM lotada de quatro mulheres.
Na volta, passou a direção do carro para uma delas, que capotou, causando perda total no veículo.

Inquérito concluído

O caso ocorreu em julho deste ano.
Verdiano chegou a ser preso em flagrante, mas depois foi liberado.

Vaquinha amiga

Agora, estão realizando uma vaquinha online para ajudar Verdiano pagar a quantia referente ao valor do veículo.
A meta é conseguir os R$ 200 mil.
Pior é que ainda tiram o sarro do soldado, de que nessa farra toda, ele só bebeu.

Disputa na academia

Hugo Napoleão disputa, depois de amanhã, a eleição pela cadeira de número 20 da Academia Brasiliense de Letras, que pertenceu ao ex-vice-presidente da República Marco Maciel.
Concorrem com Napoleão Diego Sousa e Renato Zerbini.

Reação a lei do galo

A simples notícia publicada na coluna de que o deputado estadual João Madison é autor de lei que protege o galo de briga – da raça mura – provocou forte reação nos ambientalistas.
Dionísio Carvalho já postou nas redes sociais imagens do deputado como protetor (e até dono) de rinhas de galo, o que é proibido no Brasil.

O risco das visitas

Enfurecidos, ambientalistas ameaçam inclusive visitar fazendas do deputado Madison em José de Freitas e em Corrente, informados de que o parlamentar estaria criando essa raça de galinha.

Curioso e esquisito

Não se conhece a motivação do deputado Madison em regulamentar no Estado a criação dessa raça, porque todo mundo sabe que os machos são utilizados clandestinamente para o combate em rinhas de galo.
Um galo de briga chega a custar até R$ 25 mil. Terá sido, para aferir lucro?

Legalização

Como se disse na coluna, o projeto deve fazer parte de um esforço nacional para legalização da rinha de galo.
Isso dá dinheiro até para lobista.

Encontro progressista

Hoje, às 17;30 a elite do Progressistas vai estar na Vila Santa Bárbara, um dos mais pobres e violentos logradouros da periferia de Teresina.
Na ‘residência do Jurandir’ o Progressistas realizará “Encontro de Lideranças Progressistas”, com as presenças de Iracema Portella e Silvio Mendes.

Olhos fechados

Uma pena que o encontro da elite do Progressistas vá ocorrer já próximo da noite, que não dá para que eles vejam e possam sentir a dura realidade do bairro.

Lei

Na quarta-feira da semana passada, saiu no Diário Oficial do Estado a lei estadual de autoria de Flora Izabel e sancionada pelo companheiro Wellington para dar direito de assistência psicológica a gestantes em hospitais da rede pública estadual de saúde.

Remédio amargo

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares vai gastar R$ 4.115.198,00 na aquisição de medicamentos para os Hospitais Getúlio Vargas (HGV) e Regional Justino Luz (HRJL), em Picos.
O caráter emergencial da compra foi usado para justificar a dispensa de licitação.

Quem leva

As empresas fornecedoras dessa compra foram a Call Med Comércio de Medicamentos e Representação Ltda., com um contrato no valor de R$ 2.863.100,00, e a Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda., cujo contrato soma R$ 1.252.098,00.

Ping-Pong
Pisando no acelerador

Um amigo envia um vídeo do Ministro Ciro Nogueira ao petista Marcos Damasceno, onde ele chama Rafael Fonteles de pé de chumbo:

O amigo: “Ele chama o Rafael Fonteles de Rafinha pé de chumbo, insinuando uma lentidão dele, e se gabando de ser uma raposa veloz?”.
Damasceno: “Rafael é um pé pesado e já pisou o acelerador deixando o senador playboy na poeira”.

Expressas

61 municípios piauienses já estão vacinando adolescentes de 12 a 17 anos. O secretário de Saúde, Florentino Neto, afirmou que existe uma grande adesão dos adolescentes à campanha de imunização.

A secretária municipal do Meio Ambiente, Elisabeth Sá, anunciou a criação de mais um viveiro de mudas em Teresina.

De janeiro a agosto deste ano, o HUT atendeu a 5.956 pacientes vítimas de acidente de trânsito. Foram 5.198 vítimas de acidentes de motocicletas, 249 colisões com carro e 509 atropelamentos.

Pela liberdade de Arimatéia Azevedo A ótica do negacionista