Más companhias

Por óbvio, o candidato da oposição ao governo do Piauí, Silvio Mendes não vai ter a companhia de Dr. Pessoa, nem de longe, em seu palanque. O prefeito de Teresina, que ensaiou uma terceira via que nunca saiu do terreno das suas alucinações, terminou se contentando com uma chapa proporcional nos níveis estadual e federal como tentativa de ter representação parlamentar de sua confiança e interesse na Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. Ocorre, contudo, que Dr Pessoa ficou na órbita do Palácio de Karnak, ou melhor de Wellington Dias, que junto com seus companheiros petistas agora fingem não ter contribuído para a eleição de Pessoa e, embora mantenham relações amistosas, não querem ser avistados como parceiro do desastre em que a gestão municipal se transformou. Mas vai ser difícil esconder dos teresinenses o fato de que Wellington Dias e o candidato a vice na chapa de Rafael Fonteles, Themistocles Filho, foram avalistas da eleição de Dr. Pessoa, que já jogou os pés no presidente da Assembleia Legislativa e tem pouca simpatia pelo ex-governador que Pessoa sabe ser um ás em fazer promessas e assinar ordens de serviços, mais craque ainda em não cumprir nenhuma dessas duas coisas. No cenário eleitoral, contudo, o passivo de imagem que recai sobre Pessoa respinga sobre quem o incensou e o levou a ocupar o Palácio da Cidade, de onde produz um governo entre pândego, ineficaz e permeado pelo pendor para fazer da administração pública de Teresina uma espécie de casa da Mãe Joana do século XXI.

Joãozinho Félix: além do processo sobre assassinato há a condenação por Improbidade administrativa  

A defesa tem a palavra

Ontem, por um desses lapsos de esquecimento, do tipo “casa de Ferreiro”, ela, integrante do time dos colunistas  substitutos, esqueceu de lembrar a você, leitor, que diferente dos demais que escrevem a coluna Arimateia Azevedo, é jurista e das boas, com 15 anos atuando como criminalista. Mas tudo isso é porque Carol Jericó não é exibicionista. 
Firme e dura na porrada, mas silente do seu papel. 

A defesa tem a palavra 2

É por isso que queremos homenagea-la com esse belíssimo texto publicado na obra "A defesa tem a palavra", do piauiense e eternizado advogado e ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Evandro Lins Silva. 
O texto do também jurista Fábio Konder Comparato é significativo: "Seja como for, Evandro Lins e Silva jamais precisou utilizar, nas causas que assumiu, sentimentos de empréstimo. Toda a sua atividade forense foi marcada pela alternância de compaixão e de indignação, que lhe brotavam naturalmente da alma. 
Aqui no Piauí, a advogada e jurista Carol Jericó em tudo que faz demonstra a mesma compaixão solidária, diante da hipocrisia ou do cinismo dos poderosos. Carol sabe como ninguém coroar sua atividade profissional em defesa dos direitos humanos. Se vê isso na colaboração no Portal AZ com os demais colunistas enquanto o titular cumpre injusta prisão.

Dois pesos

Da audiência, dia 08 de março deste ano, em processo movido pelo jornalista Arimateia Azevedo, por calúnia, contra Silas Freire, na comarca de Altos, já se vão mais de 30 dias sem qualquer decisão do juiz Ulysses Gonçalves. 
Silas não só confessou o crime como deixou de apresentar as alegações finais. 

Pois bem…

Para condenar Arimateia Azevedo a 9 anos e 4 meses num discutido processo de suspeitíssima falsificação de certidões, “achada”  por um inimigo mortal de Arimateia, Gonçalves tascou a caneta três dias depois das alegações finais. 
E, de ofício, decretou prisão preventiva numa gritante afronta à lei, mandando Azevedo para a cadeia. 
Onde ele está até hoje. 

Atentai!!!!

O TRT-PI precisa repensar a data da escolha da lista tríplice para Desembargador do quinto constitucional. 
Deixar só para daqui a 20 dias é uma distância que já começa a causar um verdadeiro jogo sujo nos bastidores. 

Terrorismo

A escolha da lista tríplice anunciada pela presidente Eliana Ferraz só para início de junho abre espaços para todo tipo de manobras como o uso de fake News, enfim, verdadeiro terrorismo visando desestabilizar os candidatos e influenciar o próprio tribunal. 

Disputa de poderosos

Já se vê infâmias e calúnias nos grupos de redes sociais com informações desencontradas, causando discórdia e até mesmo disputa entre famílias poderosas da capital.

Bom senso

O TRT bastaria agir como fazem governadores  e o presidente da República quando recebem as listas tríplices dos tribunais. 
Despacham em menos de 24 horas, nomeando os indicados, para evitar pressões. 

O inferno de Joãozinho

Decididamente, o prefeito de Campo Maior, Joãozinho Felix, está começando o seu inferno astral. 
Está na iminência de julgamento por acusação de mandante de um assassinato e, outro, por improbidade administrativa. 

A improbidade

Uma bunda poderosa está sentada no processo em que Joãozinho foi condenado por Improbidade administrativa. Perdeu os prazos e, para perder o mandato, só falta ser declarado o trânsito em julgado. 
Esse é o obstáculo, mas tem gente forçando a barra para o processo andar. 

Humildade

Olha só: O advogado Norberto Campelo já foi presidente da seccional piauiense da Ordem dos Advogados do Brasil, representou a Advocacia no Conselho Nacional de Justiça, faz parte de um escritório poderoso, mas segue um homem humilde. 
Mesmo nos píncaros da glória, ele quer seguir sendo um humilde empregado da Associação Piauiense de Municípios (APPM).

Demissão

A APPM deu um cartão azul para o Dr. Campelo, que humildemente recorreu à Justiça pedindo sua reintegração e conseguiu uma liminar que lhe garante permanecer no quadro funcional da entidade.
O advogado alegou ser empregado público para manter o vínculo com uma entidade privada. 
E colou, ao menos na primeira instância da Justiça.

Asfalto

A ex-falida Eturb (Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano) acaba de contratar a empresa Morais Marques & Cia. Ltda., por R$ 2.532.816,00 para Transporte de Massa Asfáltica, por um período de 12 meses.

Anúncio de festa

Lucas Pereira, secretário municipal de Comunicação, se autonomeou para ser integrante de uma comissão que vai analisar e julgar proposta de campanha publicitária para o aniversário de 170 anos da cidade de Teresina, enviada pelas agências contratadas pela pasta que ele comanda.

Quem? Quem?

Além de Lucas, a comissão terá ainda os auxílios luxuosos dos senhores Robert Rios, vice-prefeito de Teresina, André Lopes, secretário de Governo, João Henrique Sousa, secretário de Planejamento e Ênio Portela, presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves.
Para completar tanta sapiência em publicidade e marketing, faltou chamar o chefe deles todos, o Dr. Pessoa.

Show

A Secretaria de Turismo, deixando um pouco de lado o seu calçamentismo eleitoreiro, pagou R$ 120 mil pela apresentação das bandas Waldo & Felipe e Iohannes no aniversário da cidade de Dirceu Arcoverde.
Outros R$ 35 mil foram pagos pela Setur à banda Marcos Brasil.
O MP está de férias? 

Cavalgada

Já a Secretaria de Cultura pagou R$ 100 mil para realização da II Cavalgada de Elesbão Veloso. O dinheiro para essa festança equina veio de emenda parlamentar do deputado estadual petista Francisco Costa.
Na cidade tem promotor de justiça? 

Advogadas

Regina Sousa sancionou esta semana projeto de lei de autoria da deputada estadual Teresa Brito, do PV, que cria no calendário oficial do Piauí o Dia Estadual da Mulher Advogada, a ser celebrado no dia 6 de setembro.

Fazendo média

Francamente, a iniciativa da deputada verde-vermelha seria de quem não  tem o que fazer. Ou simplesmente sua iniciativa seria uma tentativa de fazer média. 
Porque já existe o dia da mulher advogada.

O dia dela é…

Nacionalmente e, quer-se crer, também no Piauí, o dia da mulher advogada é o 15 de dezembro. 

Mulheres

Depois da saída de Flora Isabel da Assembleia para o TCE, o PT deixou de ter uma candidata competitiva para a Assembleia.
Vai escapar dessa condição pela federação partidária com o PV de Teresa Brito e o PCdoB, de Elisângela Moura.

Mas...

Com a chegada de um monte de marmanjos neopetistas na chapa de candidatos a deputado estadual do partido, as duas mulheres com mais chances de obter um mandato na órbita do PT podem dançar debaixo do boi.

Ping-pong

Alagado Ricardão

Um homem chega ao gabinete da Secretária Umbelina Carvalho, da Ação Social de Teresina e pede para ser recebido a quem fará uma queixa grave.
O homem: "Secretária, estou com muita raiva do Firmino..."
Umbelina: "Mas por que, senhor?"
O homem: "Por causa desse tal de programa Família Acolhedora..."
Umbelina: "E o que o programa lhe fez?"
O homem: "Eu recebi um alagado em minha casa, ele ganhou uma cesta de alimentos, R$ 65 e ainda ficou com a minha mulher".

Originalmente publicado em 8 de março de 2004.

Expressas 

O Tribunal de Justiça do Piauí publicou nesta quinta-feira (12) o edital de convocação dos credores de precatórios inscritos em lista cronológica do Estado do Piauí interessados em acordos diretos. A oportunidade favorece a quitação dos créditos.

Após perder por 2 a 0 no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, o Altos se despediu da competição nacional. A partida decisiva aconteceu na noite desta quarta-feira (11), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, Rio de Janeiro. Com gols de Gabigol e Victor Hugo no segundo tempo, o rubro-negro se classificou em cima do time piauiense. Dando adeus a competição nacional, o Altos pode somar na temporada R$ 7,06 milhões em cotas.

A Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) segue com sua programação e nesta sexta-feira (13) faz apresentação a partir das 17h no Parque Ambiental do bairro Macaúba. 

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Por óbvio, o candidato da oposição ao governo do Piauí, Silvio Mendes não vai ter a companhia de Dr. Pessoa, nem de longe, em seu palanque. O prefeito de Teresina, que ensaiou uma terceira via que nunca saiu do terreno das suas alucinações, terminou se contentando com uma chapa proporcional nos níveis estadual e federal como tentativa de ter representação parlamentar de sua confiança e interesse na Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. Ocorre, contudo, que Dr Pessoa ficou na órbita do Palácio de Karnak, ou melhor de Wellington Dias, que junto com seus companheiros petistas agora fingem não ter contribuído para a eleição de Pessoa e, embora mantenham relações amistosas, não querem ser avistados como parceiro do desastre em que a gestão municipal se transformou. Mas vai ser difícil esconder dos teresinenses o fato de que Wellington Dias e o candidato a vice na chapa de Rafael Fonteles, Themistocles Filho, foram avalistas da eleição de Dr. Pessoa, que já jogou os pés no presidente da Assembleia Legislativa e tem pouca simpatia pelo ex-governador que Pessoa sabe ser um ás em fazer promessas e assinar ordens de serviços, mais craque ainda em não cumprir nenhuma dessas duas coisas. No cenário eleitoral, contudo, o passivo de imagem que recai sobre Pessoa respinga sobre quem o incensou e o levou a ocupar o Palácio da Cidade, de onde produz um governo entre pândego, ineficaz e permeado pelo pendor para fazer da administração pública de Teresina uma espécie de casa da Mãe Joana do século XXI.

Joãozinho Félix: além do processo sobre assassinato há a condenação por Improbidade administrativa  

A defesa tem a palavra

Ontem, por um desses lapsos de esquecimento, do tipo “casa de Ferreiro”, ela, integrante do time dos colunistas  substitutos, esqueceu de lembrar a você, leitor, que diferente dos demais que escrevem a coluna Arimateia Azevedo, é jurista e das boas, com 15 anos atuando como criminalista. Mas tudo isso é porque Carol Jericó não é exibicionista. 
Firme e dura na porrada, mas silente do seu papel. 

A defesa tem a palavra 2

É por isso que queremos homenagea-la com esse belíssimo texto publicado na obra "A defesa tem a palavra", do piauiense e eternizado advogado e ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Evandro Lins Silva. 
O texto do também jurista Fábio Konder Comparato é significativo: "Seja como for, Evandro Lins e Silva jamais precisou utilizar, nas causas que assumiu, sentimentos de empréstimo. Toda a sua atividade forense foi marcada pela alternância de compaixão e de indignação, que lhe brotavam naturalmente da alma. 
Aqui no Piauí, a advogada e jurista Carol Jericó em tudo que faz demonstra a mesma compaixão solidária, diante da hipocrisia ou do cinismo dos poderosos. Carol sabe como ninguém coroar sua atividade profissional em defesa dos direitos humanos. Se vê isso na colaboração no Portal AZ com os demais colunistas enquanto o titular cumpre injusta prisão.

Dois pesos

Da audiência, dia 08 de março deste ano, em processo movido pelo jornalista Arimateia Azevedo, por calúnia, contra Silas Freire, na comarca de Altos, já se vão mais de 30 dias sem qualquer decisão do juiz Ulysses Gonçalves. 
Silas não só confessou o crime como deixou de apresentar as alegações finais. 

Pois bem…

Para condenar Arimateia Azevedo a 9 anos e 4 meses num discutido processo de suspeitíssima falsificação de certidões, “achada”  por um inimigo mortal de Arimateia, Gonçalves tascou a caneta três dias depois das alegações finais. 
E, de ofício, decretou prisão preventiva numa gritante afronta à lei, mandando Azevedo para a cadeia. 
Onde ele está até hoje. 

Atentai!!!!

O TRT-PI precisa repensar a data da escolha da lista tríplice para Desembargador do quinto constitucional. 
Deixar só para daqui a 20 dias é uma distância que já começa a causar um verdadeiro jogo sujo nos bastidores. 

Terrorismo

A escolha da lista tríplice anunciada pela presidente Eliana Ferraz só para início de junho abre espaços para todo tipo de manobras como o uso de fake News, enfim, verdadeiro terrorismo visando desestabilizar os candidatos e influenciar o próprio tribunal. 

Disputa de poderosos

Já se vê infâmias e calúnias nos grupos de redes sociais com informações desencontradas, causando discórdia e até mesmo disputa entre famílias poderosas da capital.

Bom senso

O TRT bastaria agir como fazem governadores  e o presidente da República quando recebem as listas tríplices dos tribunais. 
Despacham em menos de 24 horas, nomeando os indicados, para evitar pressões. 

O inferno de Joãozinho

Decididamente, o prefeito de Campo Maior, Joãozinho Felix, está começando o seu inferno astral. 
Está na iminência de julgamento por acusação de mandante de um assassinato e, outro, por improbidade administrativa. 

A improbidade

Uma bunda poderosa está sentada no processo em que Joãozinho foi condenado por Improbidade administrativa. Perdeu os prazos e, para perder o mandato, só falta ser declarado o trânsito em julgado. 
Esse é o obstáculo, mas tem gente forçando a barra para o processo andar. 

Humildade

Olha só: O advogado Norberto Campelo já foi presidente da seccional piauiense da Ordem dos Advogados do Brasil, representou a Advocacia no Conselho Nacional de Justiça, faz parte de um escritório poderoso, mas segue um homem humilde. 
Mesmo nos píncaros da glória, ele quer seguir sendo um humilde empregado da Associação Piauiense de Municípios (APPM).

Demissão

A APPM deu um cartão azul para o Dr. Campelo, que humildemente recorreu à Justiça pedindo sua reintegração e conseguiu uma liminar que lhe garante permanecer no quadro funcional da entidade.
O advogado alegou ser empregado público para manter o vínculo com uma entidade privada. 
E colou, ao menos na primeira instância da Justiça.

Asfalto

A ex-falida Eturb (Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano) acaba de contratar a empresa Morais Marques & Cia. Ltda., por R$ 2.532.816,00 para Transporte de Massa Asfáltica, por um período de 12 meses.

Anúncio de festa

Lucas Pereira, secretário municipal de Comunicação, se autonomeou para ser integrante de uma comissão que vai analisar e julgar proposta de campanha publicitária para o aniversário de 170 anos da cidade de Teresina, enviada pelas agências contratadas pela pasta que ele comanda.

Quem? Quem?

Além de Lucas, a comissão terá ainda os auxílios luxuosos dos senhores Robert Rios, vice-prefeito de Teresina, André Lopes, secretário de Governo, João Henrique Sousa, secretário de Planejamento e Ênio Portela, presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves.
Para completar tanta sapiência em publicidade e marketing, faltou chamar o chefe deles todos, o Dr. Pessoa.

Show

A Secretaria de Turismo, deixando um pouco de lado o seu calçamentismo eleitoreiro, pagou R$ 120 mil pela apresentação das bandas Waldo & Felipe e Iohannes no aniversário da cidade de Dirceu Arcoverde.
Outros R$ 35 mil foram pagos pela Setur à banda Marcos Brasil.
O MP está de férias? 

Cavalgada

Já a Secretaria de Cultura pagou R$ 100 mil para realização da II Cavalgada de Elesbão Veloso. O dinheiro para essa festança equina veio de emenda parlamentar do deputado estadual petista Francisco Costa.
Na cidade tem promotor de justiça? 

Advogadas

Regina Sousa sancionou esta semana projeto de lei de autoria da deputada estadual Teresa Brito, do PV, que cria no calendário oficial do Piauí o Dia Estadual da Mulher Advogada, a ser celebrado no dia 6 de setembro.

Fazendo média

Francamente, a iniciativa da deputada verde-vermelha seria de quem não  tem o que fazer. Ou simplesmente sua iniciativa seria uma tentativa de fazer média. 
Porque já existe o dia da mulher advogada.

O dia dela é…

Nacionalmente e, quer-se crer, também no Piauí, o dia da mulher advogada é o 15 de dezembro. 

Mulheres

Depois da saída de Flora Isabel da Assembleia para o TCE, o PT deixou de ter uma candidata competitiva para a Assembleia.
Vai escapar dessa condição pela federação partidária com o PV de Teresa Brito e o PCdoB, de Elisângela Moura.

Mas...

Com a chegada de um monte de marmanjos neopetistas na chapa de candidatos a deputado estadual do partido, as duas mulheres com mais chances de obter um mandato na órbita do PT podem dançar debaixo do boi.

Ping-pong

Alagado Ricardão

Um homem chega ao gabinete da Secretária Umbelina Carvalho, da Ação Social de Teresina e pede para ser recebido a quem fará uma queixa grave.
O homem: "Secretária, estou com muita raiva do Firmino..."
Umbelina: "Mas por que, senhor?"
O homem: "Por causa desse tal de programa Família Acolhedora..."
Umbelina: "E o que o programa lhe fez?"
O homem: "Eu recebi um alagado em minha casa, ele ganhou uma cesta de alimentos, R$ 65 e ainda ficou com a minha mulher".

Originalmente publicado em 8 de março de 2004.

Expressas 

O Tribunal de Justiça do Piauí publicou nesta quinta-feira (12) o edital de convocação dos credores de precatórios inscritos em lista cronológica do Estado do Piauí interessados em acordos diretos. A oportunidade favorece a quitação dos créditos.

Após perder por 2 a 0 no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, o Altos se despediu da competição nacional. A partida decisiva aconteceu na noite desta quarta-feira (11), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, Rio de Janeiro. Com gols de Gabigol e Victor Hugo no segundo tempo, o rubro-negro se classificou em cima do time piauiense. Dando adeus a competição nacional, o Altos pode somar na temporada R$ 7,06 milhões em cotas.

A Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) segue com sua programação e nesta sexta-feira (13) faz apresentação a partir das 17h no Parque Ambiental do bairro Macaúba. 

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

A fênix do Dr. Pessoa Nulidades gritantes