1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. O super empréstimo de Dotô Pessoa
Publicidade

O super empréstimo de Dotô Pessoa

O secretário municipal de Planejamento, João Henrique Sousa e o de Governo André Lopes Evangelistas Dias compareceram ontem à Câmara Municipal para apresentarem aos vereadores a mensagem com projeto de lei pedindo autorização legislativa para que o município pegue um empréstimo de R$ 500 milhões no Banco do Brasil. Na véspera, o prefeito Dotô Pessoa assinou um protocolo de intenções no qual firmou o interesse pelo financiamento destinado a investimentos em infraestrutura, saneamento, mobilidade urbana, habitação e outras áreas prioritárias. É muito dinheiro, pois o volume do financiamento corresponde a 77,5% de todo o estoque de dívida do município de Teresina. Segundo se pode consultar na página da Secretaria do Tesouro Nacional, toda a dívida consolidada da capital do Piauí chegava a R$ 644,965 milhões no 3º quadrimestre de 2021.  Apesar disso, não há qualquer senão fiscal à operação, pois a própria STN coloca o município com uma nota B na capacidade de pagamento de empréstimos. Além do mais, a margem de endividamento é atualmente bastante alta, considerando que a dívida consolidada corresponde a apenas um quinto (20,55%) das receitas correntes líquidas no fechamento do último quadrimestre de 2021 – situação que se deve, justiça se faça – não à gestão atual, que cuidou de espalhar informações de insolvência fiscal da cidade, mas sim ao ex-prefeito Firmino Filho, sempre muito conservador em se tratando de finanças. Com esses números positivos que recomendam, sim, a contratação do empréstimo, Dotô Pessoa não deve enfrentar oposição ao pedido de autorização legislativa para o financiamento, tanto que já iniciou as tratativas com o BB.

Secretário João Henrique amanhece hoje, na Câmara de Vereadores, com proposta de empréstimo junto ao BB 

TCE mete o dedo no buraco

Por proposição do seu corregedor geral, conselheiro Kennedy Barros, o Tribunal de Contas do Piauí passa a considerar “despesa ilegítima” qualquer pagamento feito por prefeituras e governo do Estado a cantores ou bandas em eventos festivos que envolvam recursos vultuosos.

Salário atrasado

Segundo a proposição do conselheiro Kennedy “despesa com festejos e shows poderá também ser considerada ilegítima na hipótese de o ente federado estar em inadimplência com o pagamento dos respectivos servidores públicos, a partir do quinto dia útil após o vencimento do mês”.
Isto é, se estiver com salários atrasados, como é o caso da maioria das prefeituras. 

Piauí negativado

O Piauí não tem margem para contratar empréstimos em 2022. O dado está no Indicador Espaço Fiscal, da Secretaria do Tesouro Nacional, que mede o limite a contratar de operações de crédito para o Estado, Distrito Federal ou Município de capital signatário do Programa de Reestruturação e de Ajuste Fiscal ou Programa de Acompanhamento Fiscal

Piauí negativado 2

Segundo esse indicador, o Espaço Fiscal do Piauí está negativo em R$ 97 milhões, situação somente mais confortável que a de Tocantins, onde essa espécie de estouro de cheque especial chega a R$ 230 milhões.

Uma no cravo...

Em Palmeirais, sorridente e muito à vontade, o presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, apareceu ao lado do candidato Silvio Mendes, que até pode não ser o candidato do Dotô Pessoa, mas também não será admoestado pelo Palácio da Cidade.

... outro na ferradura

Na mesma hora, mas em Teresina, o presidente eleito da Câmara, vereador Enzo Samuel, confraternizava com Rafael Fonteles, entre sorrisos e uma bebidinha.
Samuel se elegeu presidente com apoio de Alencar.

Assembleia

Na próxima terça-feira, 28 de junho, deve haver assembleia geral na Agespisa para eleger um novo Conselho de Administração e fazer alterações no estatuto da cambaleante estatal de saneamento do Piauí. 

Evento da Magrela

A Coordenadoria de Comunicação do Piauí vai pagar R$ 580 mil de patrocínio para um evento chamado Caldeirão Bike Challenger 2022, que acontecerá em três etapas, nos dias 08 de julho, 11 de outubro e 13 de novembro em Piripiri.
As pedaladas piripirienses vão custar em patrocínio da CCOM mais que o dobro dado à Caminha da Fraternidade em Teresina, contemplada com R$ 220 mil.

Aguaceiro

A Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH) vai pagar R$ 198.559,29 à empresa Seac Construções e Projetos Ltda. para obra de um sistema de abastecimento de água no bairro Água Branca, na sede do município de Cabeceiras do Piauí.

Obras eleitorais

Vai custar R$ 833.359,42 um campo de futebol que o Instituto de Desenvolvimento do Piauí vai mandar fazer em Picos pela empresa F.F. Engenharia.
Por um pouco mais, R$ 988.198,07, o mesmo Idepi vai fazer pavimentação de 10.632 metros quadrados de pavimentação de vias em Teresina, a cargo da empresa ProEngenharia.
Eita Idepi eclético, minha gente. 

Haja pedra

No calçamentismo governista de todo dia, o Idepi vai pagar também à ProEngenharia, R$ 735.039,44 para pavimentação de 7.002 metros quadrados de vias urbanas em São Gonçalo do Piauí.
Outros R$ 1.440.091,22 são pagos à JDN Empreendimentos Urbanos para pavimentação de 14.838 metros quadrados de vias urbanas em Lagoa do Sítio.

Calçamentismo

Não é exagero quando se olha para o governo do Piauí e se enxerga uma espécie de prefeitura tamanho família, com 250 mil quilômetros de área para pavimentar ruas com asfalto e paralelepípedo.
Ao gosto de todos que estão metidos nessa grande farra com dinheiro público. 

Ralo

Se forem somados todos os contratos de pavimentação, sob o grande guarda-chuva da desculpa orçamentária chamada mobilidade urbana, o governo terá gasto dezenas, talvez centenas de milhões de reais em obras que poderiam e deveriam ser feitas pelas prefeituras.

Uma conta rápida

Talvez alguém no TCE possa fazer uma conta usando planilhas de Excel para se saber o tamanho físico e financeiro do calçamentismo eleitoreiro do governo do Piauí.
Mas enquanto isso não acontece (será que um dia vai acontecer?), os colunistas substitutos somaram somente contratos e licitações em curso feitos pelo Idepi e publicado na edição de 20 de junho do Diário Oficial do Estado: mais de R$ 10,5 milhões.
Haja ralo (ou bolso) para escoar tanto dinheiro público.

Turismo no Piauí?

Que coisa mais burlesca (para não chamar diretamente de ridícula) essa campanha do governo do Piauí chamando turista para o litoral, onde aparece um “gringo” falando que andou mais de 5 mil quilômetros para vir conhecer o litoral do Piauí. 
Com imagens que, francamente, não parecem ser das praias daqui. 

E o mais ridículo

A música de fundo lembra as propagandas rebuscadas de vídeos sobre lugares do Caribe. 
Música tão estrangeira quanto os personagens que jogam falas ao vento. 

Capirinha? O que é isso?

Uma loira diz que vem ao Piauí todo ano porque adora a “capirinha”.

Pobreza geral

De tão pobre a tal campanha não destaca nada. Da um giro por locais que qualquer um - principalmente os piauienses - poderia imaginar que as “belezas” sejam mesmo caribenhas. Nada, mas nada mesmo, daqui. 
A tal propaganda tem a assinatura do Sebrae.

Setur calçamenteira

Enquanto isso, o portfólio de obras calçamentistas da Secretaria de Turismo se enche de realizações em aprazíveis cidades como Palmeirais, Vila Nova do Piauí, Betânia do Piauí, Altos, Cabeceiras, Isaías Coelho, Santa Cruz dos Milagres etc.

Ping-pong 

Lição de JK

Em campanha para a Presidência da República pelo PSD, em 1955, Juscelino Kubitschek é recebido em Pernambuco por Etelvino Lins, governador do Estado, que hesitava em apoiá-lo.
Etelvino: “Juscelino, vamos rever o assunto e fazer a união nacional”.
Juscelino: “Etelvino, já sei que você está contra mim. Quando você fala em união nacional, na verdade está pensando na União Democrática Nacional”.
Etelvino: “Então você não quer a união?”
Juscelino: “Ora, Etelvino, candidato não faz união. Candidato disputa. Quem faz união é governo, depois de empossado”.

Expressas

O Comitê de Operações Emergenciais (COE) do Estado do Piauí decidiu manter a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. Ficou estabelecido ainda a disponibilidade de álcool gel na entrada de todos os ambientes para a desinfecção das mãos.

A Secretaria de Saúde do Piauí informou que o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) investiga o primeiro caso suspeito de monkeypox ou “varíola do macaco”.

O Colégio Sagrado Coração de Jesus acionou a polícia para investigar uma pichação nos banheiros com a informação de um possível atentado contra alunos e funcionários da escola. Através de uma nota divulgada, nesta quinta-feira (23), a direção da escola informou que mesmo com as evidências levando a crer que tudo não passa de um ato indisciplinar, foram tomadas as devidas providências para segurança de todos.

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

O secretário municipal de Planejamento, João Henrique Sousa e o de Governo André Lopes Evangelistas Dias compareceram ontem à Câmara Municipal para apresentarem aos vereadores a mensagem com projeto de lei pedindo autorização legislativa para que o município pegue um empréstimo de R$ 500 milhões no Banco do Brasil. Na véspera, o prefeito Dotô Pessoa assinou um protocolo de intenções no qual firmou o interesse pelo financiamento destinado a investimentos em infraestrutura, saneamento, mobilidade urbana, habitação e outras áreas prioritárias. É muito dinheiro, pois o volume do financiamento corresponde a 77,5% de todo o estoque de dívida do município de Teresina. Segundo se pode consultar na página da Secretaria do Tesouro Nacional, toda a dívida consolidada da capital do Piauí chegava a R$ 644,965 milhões no 3º quadrimestre de 2021.  Apesar disso, não há qualquer senão fiscal à operação, pois a própria STN coloca o município com uma nota B na capacidade de pagamento de empréstimos. Além do mais, a margem de endividamento é atualmente bastante alta, considerando que a dívida consolidada corresponde a apenas um quinto (20,55%) das receitas correntes líquidas no fechamento do último quadrimestre de 2021 – situação que se deve, justiça se faça – não à gestão atual, que cuidou de espalhar informações de insolvência fiscal da cidade, mas sim ao ex-prefeito Firmino Filho, sempre muito conservador em se tratando de finanças. Com esses números positivos que recomendam, sim, a contratação do empréstimo, Dotô Pessoa não deve enfrentar oposição ao pedido de autorização legislativa para o financiamento, tanto que já iniciou as tratativas com o BB.

Secretário João Henrique amanhece hoje, na Câmara de Vereadores, com proposta de empréstimo junto ao BB 

TCE mete o dedo no buraco

Por proposição do seu corregedor geral, conselheiro Kennedy Barros, o Tribunal de Contas do Piauí passa a considerar “despesa ilegítima” qualquer pagamento feito por prefeituras e governo do Estado a cantores ou bandas em eventos festivos que envolvam recursos vultuosos.

Salário atrasado

Segundo a proposição do conselheiro Kennedy “despesa com festejos e shows poderá também ser considerada ilegítima na hipótese de o ente federado estar em inadimplência com o pagamento dos respectivos servidores públicos, a partir do quinto dia útil após o vencimento do mês”.
Isto é, se estiver com salários atrasados, como é o caso da maioria das prefeituras. 

Piauí negativado

O Piauí não tem margem para contratar empréstimos em 2022. O dado está no Indicador Espaço Fiscal, da Secretaria do Tesouro Nacional, que mede o limite a contratar de operações de crédito para o Estado, Distrito Federal ou Município de capital signatário do Programa de Reestruturação e de Ajuste Fiscal ou Programa de Acompanhamento Fiscal

Piauí negativado 2

Segundo esse indicador, o Espaço Fiscal do Piauí está negativo em R$ 97 milhões, situação somente mais confortável que a de Tocantins, onde essa espécie de estouro de cheque especial chega a R$ 230 milhões.

Uma no cravo...

Em Palmeirais, sorridente e muito à vontade, o presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, apareceu ao lado do candidato Silvio Mendes, que até pode não ser o candidato do Dotô Pessoa, mas também não será admoestado pelo Palácio da Cidade.

... outro na ferradura

Na mesma hora, mas em Teresina, o presidente eleito da Câmara, vereador Enzo Samuel, confraternizava com Rafael Fonteles, entre sorrisos e uma bebidinha.
Samuel se elegeu presidente com apoio de Alencar.

Assembleia

Na próxima terça-feira, 28 de junho, deve haver assembleia geral na Agespisa para eleger um novo Conselho de Administração e fazer alterações no estatuto da cambaleante estatal de saneamento do Piauí. 

Evento da Magrela

A Coordenadoria de Comunicação do Piauí vai pagar R$ 580 mil de patrocínio para um evento chamado Caldeirão Bike Challenger 2022, que acontecerá em três etapas, nos dias 08 de julho, 11 de outubro e 13 de novembro em Piripiri.
As pedaladas piripirienses vão custar em patrocínio da CCOM mais que o dobro dado à Caminha da Fraternidade em Teresina, contemplada com R$ 220 mil.

Aguaceiro

A Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH) vai pagar R$ 198.559,29 à empresa Seac Construções e Projetos Ltda. para obra de um sistema de abastecimento de água no bairro Água Branca, na sede do município de Cabeceiras do Piauí.

Obras eleitorais

Vai custar R$ 833.359,42 um campo de futebol que o Instituto de Desenvolvimento do Piauí vai mandar fazer em Picos pela empresa F.F. Engenharia.
Por um pouco mais, R$ 988.198,07, o mesmo Idepi vai fazer pavimentação de 10.632 metros quadrados de pavimentação de vias em Teresina, a cargo da empresa ProEngenharia.
Eita Idepi eclético, minha gente. 

Haja pedra

No calçamentismo governista de todo dia, o Idepi vai pagar também à ProEngenharia, R$ 735.039,44 para pavimentação de 7.002 metros quadrados de vias urbanas em São Gonçalo do Piauí.
Outros R$ 1.440.091,22 são pagos à JDN Empreendimentos Urbanos para pavimentação de 14.838 metros quadrados de vias urbanas em Lagoa do Sítio.

Calçamentismo

Não é exagero quando se olha para o governo do Piauí e se enxerga uma espécie de prefeitura tamanho família, com 250 mil quilômetros de área para pavimentar ruas com asfalto e paralelepípedo.
Ao gosto de todos que estão metidos nessa grande farra com dinheiro público. 

Ralo

Se forem somados todos os contratos de pavimentação, sob o grande guarda-chuva da desculpa orçamentária chamada mobilidade urbana, o governo terá gasto dezenas, talvez centenas de milhões de reais em obras que poderiam e deveriam ser feitas pelas prefeituras.

Uma conta rápida

Talvez alguém no TCE possa fazer uma conta usando planilhas de Excel para se saber o tamanho físico e financeiro do calçamentismo eleitoreiro do governo do Piauí.
Mas enquanto isso não acontece (será que um dia vai acontecer?), os colunistas substitutos somaram somente contratos e licitações em curso feitos pelo Idepi e publicado na edição de 20 de junho do Diário Oficial do Estado: mais de R$ 10,5 milhões.
Haja ralo (ou bolso) para escoar tanto dinheiro público.

Turismo no Piauí?

Que coisa mais burlesca (para não chamar diretamente de ridícula) essa campanha do governo do Piauí chamando turista para o litoral, onde aparece um “gringo” falando que andou mais de 5 mil quilômetros para vir conhecer o litoral do Piauí. 
Com imagens que, francamente, não parecem ser das praias daqui. 

E o mais ridículo

A música de fundo lembra as propagandas rebuscadas de vídeos sobre lugares do Caribe. 
Música tão estrangeira quanto os personagens que jogam falas ao vento. 

Capirinha? O que é isso?

Uma loira diz que vem ao Piauí todo ano porque adora a “capirinha”.

Pobreza geral

De tão pobre a tal campanha não destaca nada. Da um giro por locais que qualquer um - principalmente os piauienses - poderia imaginar que as “belezas” sejam mesmo caribenhas. Nada, mas nada mesmo, daqui. 
A tal propaganda tem a assinatura do Sebrae.

Setur calçamenteira

Enquanto isso, o portfólio de obras calçamentistas da Secretaria de Turismo se enche de realizações em aprazíveis cidades como Palmeirais, Vila Nova do Piauí, Betânia do Piauí, Altos, Cabeceiras, Isaías Coelho, Santa Cruz dos Milagres etc.

Ping-pong 

Lição de JK

Em campanha para a Presidência da República pelo PSD, em 1955, Juscelino Kubitschek é recebido em Pernambuco por Etelvino Lins, governador do Estado, que hesitava em apoiá-lo.
Etelvino: “Juscelino, vamos rever o assunto e fazer a união nacional”.
Juscelino: “Etelvino, já sei que você está contra mim. Quando você fala em união nacional, na verdade está pensando na União Democrática Nacional”.
Etelvino: “Então você não quer a união?”
Juscelino: “Ora, Etelvino, candidato não faz união. Candidato disputa. Quem faz união é governo, depois de empossado”.

Expressas

O Comitê de Operações Emergenciais (COE) do Estado do Piauí decidiu manter a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. Ficou estabelecido ainda a disponibilidade de álcool gel na entrada de todos os ambientes para a desinfecção das mãos.

A Secretaria de Saúde do Piauí informou que o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) investiga o primeiro caso suspeito de monkeypox ou “varíola do macaco”.

O Colégio Sagrado Coração de Jesus acionou a polícia para investigar uma pichação nos banheiros com a informação de um possível atentado contra alunos e funcionários da escola. Através de uma nota divulgada, nesta quinta-feira (23), a direção da escola informou que mesmo com as evidências levando a crer que tudo não passa de um ato indisciplinar, foram tomadas as devidas providências para segurança de todos.

*Esta coluna é de responsabilidade dos colaboradores do Portal AZ

Pedaladas e irresponsabilidades Os votos e os não-votos