1. Editorias
  2. AZ Esporte
  3. Abner Teixeira vence nas quartas e garante medalha para o Brasil no boxe
Publicidade

Abner Teixeira vence nas quartas e garante medalha para o Brasil no boxe

Um lugar no pódio está garantido porque não há disputa para definir o terceiro lugar, os dois derrotados na semifinal ficam com a medalha de bronze

O brasileiro Abner Teixeira venceu as quartas de final dos pesos pesados, entre 81 e 91kgs, no boxe nesta sexta-feira (30/7), avançou para as semifinais. Esse resultado já garante ao menos a medalha de bronze para o Brasil, a primeira no esporte em Tóquio. Um lugar no pódio está garantido porque não há disputa para definir o terceiro lugar, os dois derrotados na semifinal ficam com a medalha de bronze.

Abner Teixeira vence nas quartas e garante medalha para o Brasil no boxe (Foto: Time Brasil/Divulgação)

O ringue da Arena Kokugikan, no Japão, recebeu a luta contra o Hussein Iashaish, da Jordânia.A vitória do brasileiro veio por decisão da arbitragem. O jordaniano começou o embate de maneira frenética em cima de Abner e obrigou o brasileiro a fechar a guarda. Assim, Teixeira abriu distância e buscou o clinch. Começando a deferir os primeiros contra-ataques, IashAish não tomou conhecimento das investidas do paulista.

Na reta final do assalto, o brasileiro mudou a postura e começou a se impor sobre o jordaniano. Teixeira cruzou por cima e tentou levar o oponente para as cordas. Abner conseguiu encaixar a canhota nos minutos finais e obrigou IashAish a se fechar.

Já no segundo round, a situação mudou no final. Teixeira desferiu diversos golpes contra IashAish, que contra-atacava com a mesma fúria do início. No entanto, o jordaniano começou a demonstrar cansaço, enquanto Abner estava firme. Com isso, o brasileiro conseguiu se esquivar com menos dificuldades dos golpes com pouco vigor do adversário. Com gás no final, o paulista encaixou uma canhota no último segundo e conseguiu reverter as notas a seu favor.

O cansaço do final do segundo assalto tomou conta por completo do jordaniano no terceiro e Abner se impôs o round inteiro. Os golpes do brasileiro estavam se encaixando e ele não tomou conhecimento das investidas de IashAish. Por fim, Teixeira levou a melhor e vai às semifinais.

Agora, o brasileiro irá enfrentar o cubano Julio César La Cruz, campeão olímpico nas Olimpíadas de 2016, em 3 de agosto, válido pela semifinal.

De Osasco a Tóquio

O paulista começou a trajetória nos ringues ainda adolescente. Quando tinha 14 anos, Abner visitou um treino do projeto social "Boxe - uma luz para o futuro" de Sorocaba (SP). A partir de então, pouco a pouco, Teixeira conquistou o espaço no esporte até ser reconhecido pela Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) e integrar a Seleção.

Dez anos depois do primeiro contato com o Boxe, Abner chegou às Olimpíadas. O medalhista de bronze no Pan-americanos de Lima-2019, conquistou a vaga para ir a Tóquio-2020 com atuação consistente e subindo ao pódio em diversos campeonatos. Como não ocorreu disputas em 2020 devido a situação da pandemia de covid-19 no mundo e, principalmente, no continente sul-americano, a posição do pugilista de 24 anos no ranking mundial da luta sacramentou a participação no torneio olímpico.

O brasileiro Abner Teixeira venceu as quartas de final dos pesos pesados, entre 81 e 91kgs, no boxe nesta sexta-feira (30/7), avançou para as semifinais. Esse resultado já garante ao menos a medalha de bronze para o Brasil, a primeira no esporte em Tóquio. Um lugar no pódio está garantido porque não há disputa para definir o terceiro lugar, os dois derrotados na semifinal ficam com a medalha de bronze.

Abner Teixeira vence nas quartas e garante medalha para o Brasil no boxe (Foto: Time Brasil/Divulgação)

O ringue da Arena Kokugikan, no Japão, recebeu a luta contra o Hussein Iashaish, da Jordânia.A vitória do brasileiro veio por decisão da arbitragem. O jordaniano começou o embate de maneira frenética em cima de Abner e obrigou o brasileiro a fechar a guarda. Assim, Teixeira abriu distância e buscou o clinch. Começando a deferir os primeiros contra-ataques, IashAish não tomou conhecimento das investidas do paulista.

Na reta final do assalto, o brasileiro mudou a postura e começou a se impor sobre o jordaniano. Teixeira cruzou por cima e tentou levar o oponente para as cordas. Abner conseguiu encaixar a canhota nos minutos finais e obrigou IashAish a se fechar.

Já no segundo round, a situação mudou no final. Teixeira desferiu diversos golpes contra IashAish, que contra-atacava com a mesma fúria do início. No entanto, o jordaniano começou a demonstrar cansaço, enquanto Abner estava firme. Com isso, o brasileiro conseguiu se esquivar com menos dificuldades dos golpes com pouco vigor do adversário. Com gás no final, o paulista encaixou uma canhota no último segundo e conseguiu reverter as notas a seu favor.

O cansaço do final do segundo assalto tomou conta por completo do jordaniano no terceiro e Abner se impôs o round inteiro. Os golpes do brasileiro estavam se encaixando e ele não tomou conhecimento das investidas de IashAish. Por fim, Teixeira levou a melhor e vai às semifinais.

Agora, o brasileiro irá enfrentar o cubano Julio César La Cruz, campeão olímpico nas Olimpíadas de 2016, em 3 de agosto, válido pela semifinal.

De Osasco a Tóquio

O paulista começou a trajetória nos ringues ainda adolescente. Quando tinha 14 anos, Abner visitou um treino do projeto social "Boxe - uma luz para o futuro" de Sorocaba (SP). A partir de então, pouco a pouco, Teixeira conquistou o espaço no esporte até ser reconhecido pela Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) e integrar a Seleção.

Dez anos depois do primeiro contato com o Boxe, Abner chegou às Olimpíadas. O medalhista de bronze no Pan-americanos de Lima-2019, conquistou a vaga para ir a Tóquio-2020 com atuação consistente e subindo ao pódio em diversos campeonatos. Como não ocorreu disputas em 2020 devido a situação da pandemia de covid-19 no mundo e, principalmente, no continente sul-americano, a posição do pugilista de 24 anos no ranking mundial da luta sacramentou a participação no torneio olímpico.