1. Editorias
  2. Economia
  3. Conta de energia dos piauienses deve ficar mais barata a partir de dezembro
Publicidade

Conta de energia dos piauienses deve ficar mais barata a partir de dezembro

A redução para a taxa residencial é de -7,45% e para empresas é de -7,16%

A conta de energia dos piauienses deve ficar mais barata a partir do dia 2 de dezembro deste ano. Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou uma adequação tarifária da Equatorial Energia Piauí e o valor da tarifa será reduzida. 

A medida vai contemplar residências e empresas/indústrias e beneficiar cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras atendidas pela Equatorial Piauí. A taxa residencial irá cair para -7,45%. Para empresas/indústrias que utilizam à rede de alta e baixa tensão a redução é de -7,16%.

Contas de energia dos piauienses devem ficar mais baratas (Foto: Google Maps)

Segundo a Aneel, um dos motivos que contribuiu para essa redução de tarifas foi a antecipação do pagamento do empréstimo da Conta ACR. A Conta-ACR consistia em mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014. 

 

Tarifas mais baratas (Foto:Reprodução Aneel)

A conta de energia dos piauienses deve ficar mais barata a partir do dia 2 de dezembro deste ano. Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou uma adequação tarifária da Equatorial Energia Piauí e o valor da tarifa será reduzida. 

A medida vai contemplar residências e empresas/indústrias e beneficiar cerca de 1,2 milhão de unidades consumidoras atendidas pela Equatorial Piauí. A taxa residencial irá cair para -7,45%. Para empresas/indústrias que utilizam à rede de alta e baixa tensão a redução é de -7,16%.

Contas de energia dos piauienses devem ficar mais baratas (Foto: Google Maps)

Segundo a Aneel, um dos motivos que contribuiu para essa redução de tarifas foi a antecipação do pagamento do empréstimo da Conta ACR. A Conta-ACR consistia em mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014. 

 

Tarifas mais baratas (Foto:Reprodução Aneel)