1. Editorias
  2. Municípios
  3. Prefeito é denunciado por agredir equipe da saúde do combate à covid-19 no Piauí
Publicidade

Prefeito é denunciado por agredir equipe da saúde do combate à covid-19 no Piauí

Profissionais afirmam que gestor teria feito ameaças, depois de ser notificado

(Atualizada às 15h14)

O prefeito de Paquetá, Thales Coelho, encaminhou nota ao Portal AZ, na tarde deste domingo (03), rebatendo a denúncia do Ministério Público do Piauí de que teria agredido uma  equipe de saúde do município de Canto do Buriti durante fiscalização. Clique aqui e leia a nova matéria na íntegra. 

O prefeito de Paquetá, Thales Coelho, foi denunciado ao Ministério Público do Piauí por agressão a uma equipe de saúde da cidade de Canto do Buriti, que estava atuando no enfrentamento à pandemia de coronavírus. 

Prefeito Thales Coelho (Foto: divulgação)

Conforme a denúncia, a equipe estava em ação educativa pelos bairros da cidade de Canto do Buriti, na sexta-feira (01), quando avistou um restaurante com mesas expostas e pessoas ingerindo bebida alcoólica. O estabelecimento é integrado ao Posto TDC, localizado na PI-141, que pertence ao prefeito Thales Coelho. 

Os profissionais se dirigiram até o local e notificaram o posto. Um funcionário afirmou que não assinaria a advertência, pois estava aguardando o proprietário. 

Marcas de batidas no carro (Foto: divulgação)

Ao chegar ao local, o prefeito teria se alterado, xingado, gritado e batido no carro da equipe ordenando que fosse embora. Na ocasião, ele teria arrancado com violência a máscara de um dos integrantes, que chegou a machucar ao pé quando tentou fechar a porta do carro para se livrar das agressões. 

Pé machucado de um dos integrantes da equipe (Foto: divulgação)

Ainda segundo a denúncia ao MP, o prefeito teria perseguido a equipe de carro.  Após o ocorrido, o profissional lesionado foi à polícia e denunciou o caso. Posteriormente, passou por exame de corpo de delito para comprovar as agressões. 

“É totalmente revoltante por uma equipe de profissionais que saíram de casas deixando seus familiares, correndo risco de vida e prol da saúde coletiva, neste momento delicado que vivenciamos, serem desmoralizados, ameaçados e agredidos”, diz a secretária de saúde de canto do Buriti, Regiane Machado, na denúncia.

O Portal AZ não localizou o prefeito Thales Coelho para comentar o caso. O espaço segue aberto para os devidos esclarecimentos. 

Veja a denúncia na íntegra:

 

 

(Atualizada às 15h14)

O prefeito de Paquetá, Thales Coelho, encaminhou nota ao Portal AZ, na tarde deste domingo (03), rebatendo a denúncia do Ministério Público do Piauí de que teria agredido uma  equipe de saúde do município de Canto do Buriti durante fiscalização. Clique aqui e leia a nova matéria na íntegra. 

O prefeito de Paquetá, Thales Coelho, foi denunciado ao Ministério Público do Piauí por agressão a uma equipe de saúde da cidade de Canto do Buriti, que estava atuando no enfrentamento à pandemia de coronavírus. 

Prefeito Thales Coelho (Foto: divulgação)

Conforme a denúncia, a equipe estava em ação educativa pelos bairros da cidade de Canto do Buriti, na sexta-feira (01), quando avistou um restaurante com mesas expostas e pessoas ingerindo bebida alcoólica. O estabelecimento é integrado ao Posto TDC, localizado na PI-141, que pertence ao prefeito Thales Coelho. 

Os profissionais se dirigiram até o local e notificaram o posto. Um funcionário afirmou que não assinaria a advertência, pois estava aguardando o proprietário. 

Marcas de batidas no carro (Foto: divulgação)

Ao chegar ao local, o prefeito teria se alterado, xingado, gritado e batido no carro da equipe ordenando que fosse embora. Na ocasião, ele teria arrancado com violência a máscara de um dos integrantes, que chegou a machucar ao pé quando tentou fechar a porta do carro para se livrar das agressões. 

Pé machucado de um dos integrantes da equipe (Foto: divulgação)

Ainda segundo a denúncia ao MP, o prefeito teria perseguido a equipe de carro.  Após o ocorrido, o profissional lesionado foi à polícia e denunciou o caso. Posteriormente, passou por exame de corpo de delito para comprovar as agressões. 

“É totalmente revoltante por uma equipe de profissionais que saíram de casas deixando seus familiares, correndo risco de vida e prol da saúde coletiva, neste momento delicado que vivenciamos, serem desmoralizados, ameaçados e agredidos”, diz a secretária de saúde de canto do Buriti, Regiane Machado, na denúncia.

O Portal AZ não localizou o prefeito Thales Coelho para comentar o caso. O espaço segue aberto para os devidos esclarecimentos. 

Veja a denúncia na íntegra: